Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
BE - PjL Concurso 2011

BE - PjL Concurso 2011

Ratings: (0)|Views: 64|Likes:

More info:

Published by: octávio v gonçalves on Mar 14, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/14/2011

pdf

text

original

 
Grupo Parlamentar 
PROJECTO DE LEI N.º ____/XIESTABELECE A REALIZAÇÃO EM 2011 DE UMCONCURSO DE COLOCAÇÃO DE DOCENTES PARA OINGRESSO NA CARREIRA E PARA A MOBILIDADE
Exposição de Motivos
Um dos traços marcantes de estruturação do sistema educativopúblico nos últimos anos tem sido a agudização das situações deprecariedade laboral dos profissionais que asseguram o dia-a-dia dasnossas escolas.De ano para ano, os concursos de colocação de docentesdestinados a suprir necessidades transitórias do sistema educativopúblico vão ilegitimamente sendo usados para responder anecessidades permanentes do sistema e assim, o mero dedocentes contratados a prazo vai crescendo exponencialmente deano para ano. De facto, é hoje sabido de 2006 a 2010 cerca de 15000 professores dos quadros das escolas se aposentaram. Noconcurso de ingresso nos quadros que decorreu em 2009, apenas 396professores conseguiram vinculação laboral o que significa empoucos anos tivemos um rácio de entrada nos quadros de 1 professorpor cada 36 docentes que se aposentaram. Os últimos merosapontados pelo Ministério da Educação dizem que “
até ao final domês de Novembro de 2010 foram contratados (…) 20 920 docentespara horários anuais completos e 9 707 para horários anuaisincompletos”.
Valores desta grandeza permitem perceber que nãoestamos perante substuições pontuais de professores dos quadros,mas antes o recurso massivo a trabalho precário para responder anecessidades permanentes. A estes professores poderíamos aindasomar os cerca de 15 000 professores e técnicos que asseguram as
1
 
chamadas actividades de enriquecimento curricular do 1º ciclo deescolaridade. Este panorama faz da educação o sector de serviçopúblico com maior precariedade laboral.Muitos destes docentes perpetuam a sua condição decontratados há anos e anos, por vezes há mais de uma década – oque é uma injustiça e é inaceitável. Ora, é sabido que os docentescontratados desenvolvem as mesmas actividades que os professoresintegrados nos quadros, estão sujeitos às mesmas exigências e aomesmo rigor profissional. De facto, a única e enorme diferença dosprofessores contratados em relação aos outros professores é a de queos contratados estão sujeitos a uma permanente precariedade, nuncasabendo exactamente onde irão – e se irão – leccionar no ano lectivoseguinte, e o que será feito dos projectos em que se envolveram numdeterminado estabelecimento escolar. Ora, é manifesto que estainstabilidade laboral é prejudicial para o desempenho das suasfuões. No exacto momento em que começam a conhecer e adesenvolver projectos no âmbito da sua escola, em contacto comuma determinada comunidade educativa, logo são transferidos paraoutra escola, onde têm que recomeçar tudo de novo. Por outro lado, étambém claro que o sistema educativo necessita destes professores –as escolas onde estes docentes leccionam necessitam e contam como seu trabalho e o seu empenhamento.A nova equipa que assumiu a pasta da Educação nestalegislatura reconheceu publicamente a insustentabilidade e ainjustiça desta situação. Foi esse, aliás, um dos principaiscompromissos políticos assumidos pelo actual Governo – realizar em2011 um concurso de colocação de professores para ingresso nacarreira e para mobilidade. Esse compromisso foi, aliás, assumidodurante a negociação com as estruturas sindicais dos professores, efoi um dos principais aspectos que permitiu o acordo entre Ministérioda Educação e sindicatos no início de 2010.Ora, no final de 2010, o Governo voltou com a sua palavraatrás, e deu o dito por não dito. O Governo decidiu que o concurso de2011 seria adiado, por razões orçamentais.Mas a situação permanece. É inaceitável e insustentável mantera precariedade laboral de milhares de docentes que respondem hojea necessidades permanentes dos sitema educativo blico. oprofessores que desde anos em negados o direito a umacarreira e à estabilidade profissional a que têm direito. Acresce queno último concurso milhares de professores dos quadros das escolase agrupamentos ficaram impedidos de concorrer pelo facto do
2
 
concurso excluir os então colocados na categoria de professor titular.É, pois, urgente permitir a mobilidade destes quadros.Nesse sentido, o Bloco de Esquerda vem apresentar esteprojecto de lei no sentido de fazer cumprir o compromisso assumidopelo Governo. Entendemos ser fundamental realizar esse mesmoconcurso de colocação de professores para ingresso na carreira epara mobilidade já em 2011.Para tal estabelecemos um mecanismo de indicação de vagasde ingresso na carreira mediante o apuramento das necessidadespermanentes do sistema educativo. Assim, propomos que todas asvagas que tenham sido colocadas a concurso de prenchimento denecessidades transitórias por três anos sucessivos ou que, duranteesse mesmo período temporal, tenham sido preenchidas medianterecurso a renovações de contratos a termo certo de docentes, sejamcolocadas a concurso.O argumento das dificuldades orçamentais do ano 2011 podeser ultrapassado criando uma situação transitória de colocação dosdocentes contratados. Nesse sentido, propomos que os docentes quevenham a ingressar na carreira em resultado deste concurso sejamtemporariamente colocados no 1º escalão da carreira docente,correspondente ao índice remuneratório 167. E que em Janeiro de2012, esses mesmo docentes sejam reclassificados tendo em contaos anos de serviço prestados no sistema educativo.
Nesse sentido, nos termos constitucionais e regimentaisapliveis, as Deputadas e os Deputados do Bloco de Esquerdaapresentam o seguinte projecto de lei:
Artigo 1.ºObjecto
A presente lei estabelece os termos do concurso de colocação dedocentes para 2011 para o seu ingresso nos lugares de quadro dasescolas e dos agrupamentos de escolas bem como da mobilidade dosdocentes que já integram a carreira.
Artigo 2.ºÂmbito de aplicação
3

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->