Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
49Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Artigo cientifico de Psicopedagogia

Artigo cientifico de Psicopedagogia

Ratings: (0)|Views: 12,205 |Likes:

More info:

Published by: Daniela Gatolini de Souza on Mar 18, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/16/2014

pdf

text

original

 
IMPORTÂNCIA DO PSICOPEDAGOGO NO DESENVOLVIMENTO DO EDUCANDO
Daniela Gatolini de Souza1
RESUMO
O presente estudo objetivou apresentar a importância do psicopedagogo no desenvolvimento doeducando, a partir das possibilidades de intervenção do Psicopedagogo diante das dificuldadesespecíficas que os alunos apresentam. Assim, com o estudo feito, pode-se concluir que oPsicopedagogo pode fazer muita diferença no desenvolvimento do educando, com uma escuta e umolhar mais sensível quanto às demandas de professores, alunos e famílias. Assim, a Psicopedagogia temum importante papel na vida da criança que apresenta necessidades e demanda cuidados, pois,enquanto aprende na escola, compreendendo que o desenvolvimento cognitivo de uma criança é umalonga fileira de transformações, de transgressões de uma atividade dominante para outra, é um diálogoque ela estabelece com o seu futuro, com o caminho que vai trilhar e com os recursos e possibilidadesque o meio lhe oferece.Palavras-chave: psicopedagogo; ensino; educando.
1- Graduada em Pedagogia pela Universidade São Francisco, e em Letras pela Faculdade ASMEC, pós graduada emEspanhol pela FINOM., é aluna do curso de pós-graduação Lato sensu emPsicopedagogia Institucional da FINOM, atua como professora da rede estadual de São Paulo em Águas de Lindóia.
1 INTRODUÇÃO
Um olhar psicopedagógico no processo educativo se ocupa das relações sociais, dos
 
mecanismos das interações entre aluno e professor, das ações do processo ensino-aprendizagem e dasimplicações sociais desse processo, que representa muito mais do que uma relação formal e superficialem que o aluno deve memorizar conhecimentos e adquirir habilidades, tornando-se disciplinado eobediente, “adestrado”.Tomando o processo de ensino como algo vivo, a psicopedagogia esprofundamentecomprometida com a apreciação do aluno como um indivíduo único, cuja personalidade é construídaatravés da vivência social e cultural mas, sobretudo, a partir das internalizações que faz acerca daprática social, das demandas ambientais e de suas próprias necessidades.Desta forma, compreender o processo educativo implica no reconhecimento da existência dasfunções psicológicas superiores, as quais caracterizam o funcionamento psicológico tipicamentehumano e que, para que a verdadeira aprendizagem ocorra, é necessário que todas as funçõesintelectuais sejam vivenciadas (atenção deliberada, memória lógica, abstração e capacidade paracomparar e diferenciar). O trabalho em sala de aula deve oferecer à criança oportunidades e situaçõesque a levem a vivenciar ativamente essa importante fase do desenvolvimento da personalidade e aaprender com o outro.Diante dessas considerações, o presente estudo objetiva apresentar a importância dopsicopedagogo no desenvolvimento do educando, a partir das possibilidades de intervenção doPsicopedagogo diante das dificuldades específicas que os alunos apresentam.
2 OS PRESSUPOSTOS DA PSICOPEDAGOGIA
A psicopedagogia consiste numa nova área do conhecimento que, através dainterdisciplinaridade, recorre a aspectos específicos da psicologia e da pedagogia, dentre outras áreas,para permitir uma apreensão mais efetiva da aprendizagem e de suas peculiaridades (BOSSA, 2000).Atualmente, adota-se uma conceão de aprendizagem em que o sujeito influencia e éinfluenciado pelo meio, aspecto no qual reside a especificidade do objeto de estudo da psicopedagogia:
 
o processo de aprendizagens e seus problemas.O diagnóstico psicopedagógico é um processo de trabalho no qual, segundo Bassedas et al.(1996, p. 46), “é analisada a situação do aluno com dificuldades dentro dos limites da escola e da salade aula, a fim de proporcionar orientações e instrumentos de trabalho aos professores, que sejamcapazes de modificar o conflito estabelecido”.Todo diagnóstico psicopedagógico é uma investigação, uma pesquisa sobre o que não vai bemcom o sujeito em relação a uma conduta esperada. Visto que a idéia básica de aprendizagem é a de umprocesso de construção que se dá na interação permanente do sujeito com o meio que o cerca (família – escola – sociedade), o não-aprender, o aprender com dificuldade ou lentamente, o não-revelar o queaprendeu, o fugir de possíveis situações de aprendizagem são analisados, segundo Weiss (1997)buscando uma compreensão global da sua forma de aprender e os desvios que estão ocorrendo nesseprocesso. Quando essa compreensão é buscada recorrendo-se a conhecimentos teóricos e práticos,dentro de uma determinada perspectiva metateórica, o diagnóstico psicopedagógico subordina-se aométodo clinico, ao estudo de cada caso em particular. Nesse sentido, busca a unidade, a coerência, aintegração que evitariam transformar a investigação diagnóstica numa ‘colcha de retalhos’ com asimples justaposição de dados ou com mera soma de resultados de testes e provas.O trabalho preventivo é realizado em diversos níveis de prevenção, dependendo se o seuobjetivo é diminuir a freqüência dos problemas de aprendizagem ou tratar dos problemas já instalados.Desta forma, é possível afirmar, a respeito do trabalho preventivo, que existem diferentes níveis deprevenção. De acordo com Bossa (2000, p. 22):
No
primeiro nível 
, o psicopedagogo atua nos processos educativos com o objetivo de diminuir a‘freqüência dos problemas de aprendizagem’. Seu trabalho incide nas questões didático-metodológicas, bem como na formação e orientação de professores, além de fazer aconselhamento aos pais. No
segundo nível,
o objetivo é diminuir e tratar dos problemas deaprendizagens já instalados. Para tanto, cria-se um plano diagnóstico da realidade institucional eelaboram-se planos e intervenção baseados nesse diagnóstico, a partir do qual procura-se avaliar os currículos com os professores, para que não se repitam tais transtornos. No
terceiro nível,
oobjetivo é eliminar os transtornos já instalados, num procedimento clínico com todas as suasimplicações. O caráter preventivo permanece aí, uma vez que, ao eliminarmos um transtorno,estamos prevenindo o aparecimento de outros.

Activity (49)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Rita Silva liked this
val19752011 liked this
Renilda Cruz liked this
Dayane Vieira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->