Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
23Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
D - ROMANTISMO 2° FASE MAL DO SECULO

D - ROMANTISMO 2° FASE MAL DO SECULO

Ratings: (0)|Views: 3,706 |Likes:
Published by Adeilson

More info:

Published by: Adeilson on Mar 29, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

pdf

text

original

 
ROMANTISMO 3 FASE CONDOREIRA
1. (UFRJ) As estrofes apresentadas a seguir foram retiradas do poema Vozes d'África,de Castro Alves. Vozes d'África é um dos textos em que o poeta expressa suaindignação diante da escravidão.Leia, com atenção, o fragmento selecionado para responder às questões propostas em a)e b):Vozes d'África"Deus! ó Deus, onde estás que não respondes!?Em que mundo, em qu'estrela tu t'escondes,Embuçado nos céus?Há dois mil anos te mandei meu grito,Que embalde, desde então, corre o infinito...Onde estás, Senhor Deus?...(...)Mas eu, Senhor!... Eu triste, abandonada,Em meio dos desertos esgarrada,Perdida marcho em vão!Se choro... bebe o pranto a areia ardente!Talvez... pra que meu pranto, ó Deus clemente,Não descubras no chão!..."a) Cite e explique a figura de linguagem através da qual o poeta estrutura todo o poema.b) Identifique os elementos que representam, figuradamente, o abandono e o desesperoadvindos da escravidão.Resposta2. (Fuvest-SP)"Oh! eu quero viver, beber perfumesNa flor silvestre, que embalsama os ares;Ver minh'alma adejar pelo infinito,Qual branca vela n'amplidão dos mares.No seio da mulher há tanto aroma...Nos seus beijos de fogo há tanta vida...– Árabe errante, vou dormir à tardeÀ sombra fresca da palmeira erguida."
 
Nessa estrofe de Mocidade e morte, de Castro Alves, reúnem-se, como numa espécie desúmula, vários dos temas e aspectos mais característicos de sua poesia. São eles:a) Identificação com a natureza, condoreirismo, erotismo franco, exotismo.b) Aspiração de amor e morte, titanismo, sensualismo, exotismo.c) Sensualismo, aspiração de absoluto, nacionalismo, orientalismo.d) Personificação da natureza, hipérboles, sensualismo velado, exotismo.e) Aspiração de amor e morte, condoreirismo, hipérboles, orientalismo.Resposta3. (PUC-Campinas-SP)"E fui... e fui... ergui-me no infinito,Lá onde o vôo d'águia não se eleva...Abaixo – via a terra – abismo em treva!Acima – o firmamento – abismo em luz!"Os versos anteriores pertencem aos poemas "O vôo do gênio", do livro Espumasflutuantes. Esses versos ilustram a seguinte característica da poética de Castro Alves:a) Ênfase emocional, apoiada nos recursos retóricos das antíteses, das hipérboles e doparalelismo rítmico-sintático.b) Intimismo lírico, marcado pela hesitação das reticências e pelo temor doenfrentamento das adversidades.c) Sacrifício do tom pessoal em nome de ideais históricos, representados por símbolosépicos herdados do Classicismo.d) Emprego de paradoxos, com a intenção de satirizar a ambição de genialidadecultivada pelos ultra-românticos.e) Contraste entre as fortes marcas retóricas do discurso e o sentimento da melancolia,que atenua o tom declamatório.Resposta4. (UFSM-RS) Leia os versos de Navio negreiro, de Castro Alves:"São os filhos do deserto
 
Onde a terra esposa a luz.Onde voa em campo abertoA tribo dos homens nus...São os guerreiros ousados,Que com os tigres mosqueadosCombatem na solidão...Homens simples, fortes, bravos...Hoje míseros escravosSem ar, sem luz, sem razão..."Assinale a alternativa correta com relação ao sentido expresso pelos versos transcritos.a) Descreve a vida dos escravos nas fazendas.b) Saúda a liberdade decorrente da abolição da escravatura.c) Salienta a integração dos negros com os índios.d) Compara o negro livre, na África, com o negro escravizado no Brasil.e) Propõe que os homens se tornem escravos por quererem fugir do deserto.Resposta5. (Fuvest-SP) Tomadas em conjunto, as obras de Gonçalves Dias, Álvares de Azevedoe Castro Alves demonstram que, no Brasil, a poesia romântica:a) Pouco deveu às literaturas estrangeiras, consolidando de forma homogênea ainclinação sentimental e o anseio nacionalista dos escritores da época.b) Repercutiu, com efeitos locais, diferentes valores e tonalidades da literatura européia:a dignidade do homem natural, a exacerbação das paixões e a crença em lutaslibertárias.c) Constituiu um painel de estilos diversificados, cada um dos poetas criando livrementesua linguagem, mas preocupados todos com a afirmação dos ideais abolicionistas erepublicanos.d) Refletiu as tendências ao intimismo e à morbidez de alguns poetas europeus,evitando ocupar-se com temas sociais e históricos, tidos como prosaicos.e) Cultuou sobretudo o satanismo, inspirado no poeta inglês Byron, e a memórianostálgica das civilizações da Antigüidade clássica, representadas por suas ruínas.Resposta

Activity (23)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Samara Ferreira liked this
Rosa Chiclets added this note
Não tem respostas?
Amanda Cabral added this note
Gostaria de saber onde fica as respostas ??
Carol Pinup liked this
Valdete Nunes liked this
Vanderli Lucia liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->