Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ATIVIDADES EXTRAS DE LITERATURA-Romantismo

ATIVIDADES EXTRAS DE LITERATURA-Romantismo

Ratings: (0)|Views: 1,124 |Likes:
Published by Raika Barreto

More info:

Published by: Raika Barreto on Mar 29, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/14/2014

pdf

text

original

 
ATIVIDADES EXTRAS DELITERATURA
Profª Vivian Mourett- 2° anos
INSTRUÇÃO: Leia atentamente o texto a seguir e julgue ositens da questão 1.“Portanto, ilustres e não ilustres representantes da crítica,não se constranjam. Censurem, piquem, ou calem-se comolhes aprouver. Não alcançarão jamais que eu escreva nestemeu Brasil cousa que pareça vinda em conserva lá da outrabanda, como a fruta que nos mandam em lata. (...) O povoque chupa o caju, a manga, o cambucá e a jabuticaba, podefalar uma língua com igual pronúncia e o mesmo espírito dopovo que sorve o figo, a pêra, o damasco e a nêspera?”
ALENCAR, José de.
Benção Paterna
. In:
Sonhos de Ouro
.São Paulo: Melhoramentos, s.d.
01. UFMT
( ) Envolvidos pelo ideário político da independência,Alencar e outros escritores românticos empenham-se naconstrução da nação brasileira, através da luta pelaemancipação da língua e da literatura nacionais.( ) Na história da literatura brasileira, no percurso que vai doRomantismo ao Modernismo, a bandeira da ruptura com oprincípio da imitação aos clássicos é empunhada por todasas escolas literárias.( ) No segundo parágrafo, Alencar opõe, metonimicamente,por meio das frutas, o ambiente brasileiro ao ambienteeuropeu.( ) O texto dá a entender que a língua se adapta ao meio paraonde foi levada, mais precisamente aos órgãos fonadores e àalma do povo que fala.Texto para as questões
02 e 03
.
Não me Deixes!
Debruçada nas águas dum regatoA flor dizia em vãoA corrente, onde bela se mirava...‘Ai, não me deixes, não!‘Comigo fica ou leva-me contigo‘Dos mares à amplidão,Límpido ou turvo, te amarei constante
Mas não me deixes, não!
E a corrente passava
; novas águasApós as outras vão;E a flor sempre a dizer curva na fonte:‘Ai, não me deixes, não!’E das águas que fogem incessantesÀ eterna sucessão
Dizia sempre a flor, e sempre embalde
:‘Ai, não me deixes, não!Por fim desfalecida e a cor murchada,Quase a lamber o chão,Buscava inda a corrente por dizer-lheQue a não deixasse, não.A corrente impiedosa a flor enleia,
Leva-a do seu torrão
;A afundar-se dizia a pobrezinha:‘Não me deixaste, não!’”
DIAS, Gonçalves. In: MOISÉS, Massaud
. A Literatura Brasileiraatravés de textos
. 21. ed. rev. e aum. São Paulo: Cultrix,1998. p. 135-6.
02. F. Católica de Salvador-BA
O lamento da flor representa fielmente o sentimento romântico de:a) evasão no tempo;b) amor incondicional ao outro;c) supervalorização da natureza;d) exaltação do sonho, da fantasia;e) desejo de morte pelo amor não correspondido.
03. F. Católica de Salvador-BA
Observa-se a inversão,como recurso estilístico, no verso:a) “A flor dizia em vão”b) “Mas não me deixes, não.”c) “E a corrente passava”d) “Dizia sempre a flor, e sempre embalde”e) “Leva-a do seu torrão”
04. U.E. Ponta Grossa-PR 
A poesia romântica brasileira,em seus diversos momentos, apresenta como características:01. escapismo e subjetivismo;02. naturalismo e pitoresco;04. nacionalismo e religiosidade;08. socialismo e ilogismo;16. imaginação criadora e amor à natureza.Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas. ( )
05. UEGO
Assinale V, para os itens verdadeiros, e F, paraos falsos. O romance
Lucíola
, de José de Alencar permiteentrever várias características do Romantismo:( ) Observa-se uma preocupação em não ferir otradicionalismo e as convenções familiares da época,realçando seus preceitos e preconceitos.( ) O amor é visto unicamente sob o aspecto da sexualidadee apresentado como uma mera satisfação de instintosanimais.( ) Uma das formas com que Alencar conciliou aimpossibilidade de união entre os dois grupos distintos, omarginal e o burguês, foi trabalhar a dualidade, colocandona mesma mulher as imagens de virgem, de Maria da Glóriae da cortesã, Lúcia.( ) O romance
Lucíola
ambienta-se na época do autor eretrata os costumes da sociedade carioca do SegundoReinado.( ) Observa-se neste romance a atitude romântica de eleger aprostituta como centro da narrativa, procurando justificar suas dores e compreendendo o tipo de vida que levava.
06. Unifor-CE
Nossos primeiros escritores nacionalistas – Gonçalves Dias e José de Alencar entre eles – voltaram seusolhos sobre nossas raízes históricas-culturais, buscandonelas aspectos heróicos, dignos de alta expressão literária. Éo que se pode verificar quando se lêem, dos dois autorescitados, respectivamente, as obras:a)
Senhora
e
Lira dos Vinte Anos
;b)
Quincas Borba
e
Os Escravos
;c)
Ressurreição
e
O Navio Negreiro
;d)
O Mulato
e
Canção do Exílio
;e)
I - Juca Pirama
e
O Guarani
.
07. UFSE
No período romântico brasileiro, os aspectosestéticos e os históricos ligaram-se de modo especialmenteestreito e original: entre nós, o Romantismo deu expressão àconsolidação da Independência, à afirmação de uma novaNação e à busca das raízes históricas e míticas de nossacultura – características que se encontram amplamente:a) na poesia de Gonçalves de Magalhães influenciada pelade Gonçalves Dias;b) nos romances urbanos da primeira fase de Machado deAssis;c) nos romances de costumes de Joaquim Manuel deMacedo;d) na lírica confidencial de Álvares de Azevedo e deCasimiro de Abreu;e) na ficção regionalista e indianista de José de Alencar.
08. U.F. Uberlândia-MG
Existem diferenças básicas entrea paisagem retratada pelos árcades e a paisagem retratadapelos românticos. Escolha a alternativa correta que defineessas duas paisagens:
 
a) A paisagem romântica é amena e monótona e a paisagemárcade é sempre graciosa e fulgurante.b) A paisagem árcade é bucólica e a paisagem romântica éainda mais bucólica, devido aos exageros do eu-lírico.c) A paisagem romântica reflete os sentimentos do eu-lírico,enquanto a paisagem árcade é harmoniosa, alheia ao eu-lírico.d) A paisagem árcade é mais visual enquanto a paisagemromântica só é perceptível através da leitura.
09. UFRS
Leia o texto abaixo.“Uma das facetas do Romantismo é conceber o poeta comoum gênio inspirado, dono de uma sensibilidadeextraordinária. Isso faz com que ele expresse suas idéias eemoções de uma forma original e seja capaz de revelar realidades inacessíveis ao homem comum.”Dos exemplos citados abaixo, identifique aquele(s) queexpressa(m) a concepção acima.I. “Meia-noite soou na florestaNo relógio de sino de pau;E a velhinha, rainha da festa,Se assentou sobre o grande jirau.”(Bernardo Guimarães)II. “Se é vate quem acesa a fantasiaTem de divina luz na chama eterna;Se é vate quem do mundo o movimentoCo’o movimento das canções governa;(...)Se é vate quem dos povos, quando fala,As paixões vivifica, excita o pasmo.”(Laurindo Rabelo)III. “Tenho medo de mim, de ti, de tudo,Da luz, da sombra, do silêncio ou vozes,Das folhas secas, do chorar das fontes,Das horas longas a correr velozes.(...)O véu da noite me atormenta em dores,A luz da aurora me intumesce os seios,”(Casemiro de Abreu)Quais exemplos correspondem à concepção citada?a) Apenas I.b) Apenas II.c) Apenas I e II.d) Apenas II e III.e) I, II e III.
10. UEMS
Assinale a única alternativa verdadeira sobreJosé de Alencar e sua obra
Senhora
:a) ainda que considerando romântico, através da
Senhora
,Alencar revela traços realistas; constrói uma personagemfeminina sem tantas idealizações e já indica o caminho dacrítica social;b) juntamente com
Diva
e
Iracema
,
Senhora
completa asérie considerada de perfis femininos que o autor utiliza paraa composição da crônica de costumes brasileiros;c) O enredo de
Senhora
baseia-se na história de uma moçapobre, Lúcia Camargo que, após ser abandonada por Fernando Seixas, recebe uma herança e vinga-se: “compra”de volta o ambicioso noivo;d) Fernando, após o casamento, vê-se desprezado ehumilhado pela esposa; arrependido, trabalha e conseguejuntar os mil contos do dote para devolução, mas ocasamento, já comprometido, é desfeito;e) Alencar, numa tentativa de representar por completo oBrasil, escreveu romances indianistas e urbanos, porémnunca se valeu da composição regionalista e, assim, nãoatingiu seu intento.Texto para as questões
11 e 12
.“Logo após a vitória, o cristão tornara às praiasdo mar, onde havia construído sua cabana e onde o esperavaa terna esposa. De novo sentiu em sua alma a sede do amor;e tremia de pensar que Iracema houvesse partido, deixandoermo aquele sítio tão povoado outrora pela felicidade. Comoa seca várzea com a vinda do inverno reverdece e se matizade flores, a formosa filha do sertão com a volta do esposoreanimou-se; e sua beleza esmaltou-se de meigos e ternossorrisos. Outra vez sua graça encheu os olhos do cristão, e aalegria voltou a habitar em sua alma.O criso amou a filha do sertão como nosprimeiros dias, quando parece que o tempo nunca poderáestancar o coração. Mas breves sóis bastaram para murchar aquelas flores de uma alma exilada da pátria.O imbu, filho da serra, se nasce da várzea porqueo vento ou as aves trouxeram a semente, vinga, achando boaterra e fresca a sombra; talvez um dia cope a verde folhageme enflore. Mas basta um sopro do mar, para tudo murchar.As folhas lastram o chão; as flores, leva-as a brisa.Como o imbu na várzea, era o coração do guerreiro brancona terra selvagem. A amizade e o amor o acompanharam efortaleceram durante algum tempo, mas agora longe de suacasa e de seus irmãos, sentia-se no ermo. O amigo e aesposa não bastavam mais à sua existência, cheia de grandesdesejos e nobres ambições.Passava os já tão breves, agora longos sóis, napraia, ouvindo gemer o vento e soluçar as ondas. Com osolhos engolfados na imensidade do horizonte, buscava, masembalde, descobrir no azul diáfano a alvura de uma velaperdida nos mares.”ALENCAR, José de.
Iracema
. São Paulo: Scipione. 1994. p.56.
11
.
UFBA
A leitura do fragmento e do romance de onde foiextraído permite afirmar:01. O aproveitamento da fauna e da flora americana fixa evaloriza a cor local, seguindo uma tendência da época emque a obra foi escrita.02. Os personagens atuam impulsionados por sentimentosque os levam à prática de atos grandiosos ou de açõesaviltantes que os caracterizam, respectivamente, comoheróis ou como vilões.04. A amizade entre Poti e Martim é reveladora do objetivodo autor de mostrar o colonizador como amistoso e cordial.08. O movimento da narrativa é retardado pela inserçãodesse episódio de reencontro entre Iracema e Martim, fatointeiramente alheio à seqüência dos acontecimentos queconstituem o enredo.16. A atitude contemplativa de Martim pode ser consideradafortuita, sem qualquer conseqüência para o desenrolar datrama.32. A ação se transfere das praias do mar para o seio dafloresta, onde ocorre o desfecho da história de amor de quetrata o romance.64. A razão que leva a filha da floresta e o guerreiro brancoa se exilarem justifica, para ambos, a firmeza de permanecer em terra estranha.Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.( )
12-UFBA
Com relação à linguagem, existe uma explicaçãoadequada em:01. A expressão “sede do amor” difere de sede de amor, jáque a primeira dá idéia de concretude, enquanto a segunda,de abstração do sentimento amoroso.02. A comparação entre a várzea e a filha do sertão remete,respectivamente, à chegada do inverno e à volta do esposo,ambas com função revitalizadora.04. A oração “para murchar aquelas flores de uma almaexilada da pátria” exprime a conseqüência da ação do tempono estado de ânimo do guerreiro branco.08. A comparação presente no primeiro período dopenúltimo parágrafo, evidencia a fragilidade do amor doguerreiro por sua pátria e a resistência do imbu na várzea.16. O trecho “os já tão breves, agora longos sóis” contémidéias antitéticas que estão relacionadas com a mudança deestado de espírito experimentada pelo cristão.32. O termo “embalde” expressa a incerteza da realização daação de “buscava”.
 
64. As palavras “diáfano” e “alvurareferem-se a ummesmo nome.Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas. ( )
13. UFF-RJ
Na literatura, a visão romântica representativada mulher é a de uma figura idealizada, frágil e inatingível.Assinale a opção em que a visão da mulher não se enquadranesta característica:a) “Ah! Vem, pálida virgem, se tens penaDe quem morre por ti, e morre amando.Dá vida em teu alento à minha vida,Une nos lábios meus minha alma à tua!” (Álvares deAzevedo)b) “Anjos longiformesDe faces rosadasE pernas enormesQuem vos acompanha?” (Vinícius de Moraes)c) “Anjo no nome, Angélica na cara!Isso é ser flor, e Anjo juntamente:Ser Angélica flor e anjo florente,Em quem, senão em vós se uniformara.” (Gregório deMatos)d) “Minha mãe cozinhava exatamente:arroz, feijão-roxinho, molho de batatinhas.Mas cantava.” (Adélia Prado)e) “Baixas do céu num vôo harmonioso! ...Quem és tu bela e branca desposada?Da laranjeira em flor a flor nevadaCerca-te a fronte ó ser misterioso! ...” (Castro Alves)
14. Cefet-PR 
Assinale a alternativa incorreta sobre oRomantismo.a) O romance indianista de José de Alencar representacontestação política ao domínio português.b) Bernardo Guimarães foi o primeiro escritor regionalistabrasileiro com o romance
Ermitão de Muquém
.c) O aproveitamento da linguagem do sertão é um dos traçosmarcantes da obra do Visconde de Taunay.d)
A Moreninha
garante a Joaquim Manuel de Macedo opioneirismo na prosa romântica brasileira.e) Franklin Távora é considerado o criador da Literatura doNorte, região tida por ele como a mais autenticamentebrasileira.O fragmento abaixo foi retirado do romance
O Guarani
.Leia-o com atenção e responda àsquestões
15 a 18.
“O índio, antes de partir, circulou a alguma distância o lugar onde se achava Cecília, de uma corda de pequenas fogueirasfeitas de louro, de canela, urataí e outras árvores aromáticas.Desta maneira tornava aquele retiro impenetrável; o rio deum lado, e do outro as chamas que afugentariam os animaisdaninhos, e sobretudo os répteis; o fumo odorífero que seescapava das fogueiras afastaria até mesmo os insetos. Perinão sofreria que uma vespa e uma mosca sequer ofendesse acútis de sua senhora, e sugasse uma gota desse sangueprecioso; por isso tomara todas essas precauções.”
15. FEI-SP
O Guarani
foi publicado em 1857 e na épocagerou uma grande repercussão. O autor desse romance é:a) Machado de Assis.b) Álvares de Azevedo.c) José Lins do Rego.d) José de Alencar.e) Gonçalves Dias.
16. FEI-SP
Sobre o romance, é possível afirmar que:a) projeta um futuro trágico para o Brasil.b) aponta para um tempo em que os indígenas recuperarão oterritório brasileiro e expulsarão os brancos e negros.c) defende a união entre negros e índios contra oscolonizadores portugueses.d) reconstitui acontecimentos históricos verídicos doperíodo inicial da colonização do Brasil.e) pretende narrar a fundação de uma nova nação a partir damiscigenação entre brancos e indígenas.
17. FEI-SP
A propósito do trecho transcrito, é corretoafirmar que:I. A descrição do amor que Peri nutre por Ceci visa a criar uma imagem idealizada do índio brasileiro.II. O trecho descreve os conflitos entre o homem branco e onegro.III. O autor pretende demonstrar a inferioridade do indígenabrasileiro frente ao colonizador europeu.a) somente I está correta. d) I e III estão corretas.b) somente III está correta. e) II e III estão corretas.c) I e II estão corretas.
18. FEI-SP
Em
O Guarani
, o autor procura valorizar asorigens do povo brasileiro e transformar certos personagensem heróis, com traços do caráter do “bom selvagem”:pureza, valentia e brio. Essa tendência é típica do:a) romance urbano.b) romance regionalista.c) romance indianista.d) poemas épicos.e) poemas históricos.
19. UFF-RJ
O sofrimento amoroso é freqüente nas obrasdos poetas românticos, como se pode observar abaixo:
Se Se Morre de Amor!
Sentir, sem que se veja, a quem se adora,Compr’ender, sem lhe ouvir, seus pensamentos,Segui-la, sem poder fitar seus olhos,Amá-la, sem ousar dizer que amamos,E, temendo roçar os seus vestidos,Arder por afogá-la em mil abraços:Isso é amor, e desse amor se morre!”DIAS, Gonçalves.
Poemas de Gonçalves Dias
. São Paulo,Cultrix, [s/d].A característica que situa o fragmento dentro da poéticaromântica é:a) evasão no espaço, transportando o eu-lírico para um lugar ideal, junto à natureza;b) forte subjetivismo, revelando uma visão pessimista davida;c) idealização do amor, transcendendo os limites da vidafísica;d) realização de poemas lírico-amorosos, valorizando oidioma nacional;e) idealização da mulher, conduzindo o eu-lírico àdepressão.
20. Unifor-CE
Considere as seguintes afirmações sobre oromance
Iracema
, de José de Alencar:I. Ao apresentar esta obra como “lenda do Ceará”, o autor jáindica a combinação que fará entre elementos históricos efantasia.II. O autor valeu-se de uma narrativa, mas não deixou deexplorar sistematicamente recursos típicos da linguagempoética.III. Aqui, diferentemente do que ocorre na obra deGonçalves Dias, a personalidade, os costumes, os valores e acultura do índio real estão fielmente retratados.Está correto somente o que se afirma em:

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
vil07 liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Karol Souza liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->