Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword or section
Like this
19Activity
×

Table Of Contents

REFERÊNCIA
Introdução 3
Movimento das Ondas 4
Eletricidade e magnetismo 9
Ondas Mecãnicas 20
Calor e Temperatura 27
MOVIMENTO DAS ONDAS
Reflexão e retração de ondas
Polarização
ELETRICIDADE E MAGNETISMO
Eletricidade
Magnetismo
ONDAS MECÂNICAS
Ultra-som
CALOR E TEMPERATURA
Efeitos físicos do calor
Transferência de calor
DISCUSSÃO
REFERÊNCIAS
PRINCÍPIOS DA REGENERAÇÃO DOS TECIDOS
Fase inflamatória
Fase proliferativa
Remodelamento
REPARO DE TECIDOS ESPECIALIZADOS
Tecido muscular
Tecido nervoso
Tecido ósseo
Definição
ATIVAÇÃO MUSCULAR PELO MOTONEURÔNIO
Controle neural do músculo
A unidade motora
MÚSCULOS - CARACTERÍSTICAS BÁSICAS,
CLASSIFICAÇÃO E A INFLUÊNCIA DOS MOTONEURÔNIOS
Estrutura macroscópica e função
Velocidade de contração e propriedades histológicas
Proteínas contráteis - miosina e actina
A hipótese do deslizamento dos filamentos
Papel do cálcio na contração
Recrutamento de unidades motoras em contrações voluntárias
Influência dos motoneurônios
IMPULSOS AFERENTES PARA O SISTEMA
NERVOSO CENTRAL
Vias sensoriais
Transmissão de impulsos dos receptores
Adaptação
Classificação das fibras nervosas aferentes
Receptores sensitivos no músculo esquelético
Sistemas nociceptivos e dor
Introdução 75
Aspectos periféricos 76
Aspectos centrais 78
Modulação da transmissão da dor 79
Sensibilização 82
Estados Dolorosos 83
Dor referida 84
ASPECTOS PERIFÉRICOS
ASPECTOS CENTRAIS
MODULAÇÃO DA TRANSMISSÃO DA DOR
SENSIBILIZAÇÃO
ESTADOS DOLOROSOS
DOR REFERIDA
DOR NO MEMBRO FANTASMA
BIBLIOGRAFIA
6. Efeitos Térmicos 89
7. Tratamentos de baixa energia: não-térmicos ou
Introdução 89
Homeostase térmica 89
HOMEOSTASE TÉRMICA
Temperatura corporal
Medida da temperatura corporal
Equilíbrio térmico
Controle da temperatura corporal
EFEITOS FISIOLÓGICOS DAS MUDANÇAS TÉRMICAS
Efeitos fisiológicos do calor
Desempenho muscular
Introdução 107
Efeito dos parâmetros de dosagem 110
ALVOS INTERATIVOS
Membrana plasmática
Membranas intracelulares
Microtúbulos
Mitocôndrias
Núcleo
Cromóforos
Células
EFEITO DOS PARÂMETROS DE DOSAGEM
CONCLUSÃO
Alterações nas características contráteis dos músculos
Bases para o uso terapêutico da estimulação elétrica 116
Diferenças entre estimulação elétrica e exercício 116
Estimulação elétrica de baixa freqüência 118
Tolerância do paciente 123
ALTERAÇÕES NAS CARACTERÍSTICAS CONTRÁTEIS DOS
MÚSCULOS ESQUELÉTICOS HUMANOS
Efeito da imobilização
Fraqueza muscular e resistência à fadiga em pessoas idosas
Mudanças nas propriedades contrateis após lesão medular
Alterações nas propriedades contráteis após um AVC
BASES PARA O USO TERAPÊUTICO DA ESTIMULAÇÃO
ELÉTRICA
DIFERENÇAS ENTRE ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA E
EXERCÍCIO
Efeitos do treinamento
Efeitos da estimulação elétrica
ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA DE BAIXA FREQÜÊNCIA
Estimulação elétrica de curto prazo
Estimulação elétrica a longo prazo (crônica)
TOLERÂNCIA DO PACIENTE
MONITORAÇÃO E MEDIDAS
9. Calor e frio: métodos de condução 129
Introdução 129
Calor técnicas de contato 130
Calor ou frio?
Seco ou úmido?
Calor e frio
CALOR: TÉCNICAS DE CONTATO
Efeitos fisiológicos
Eficácia clínica
FRIO: TÉCNICAS DE CONTATO (CRIOTERAPIA)
Métodos de aplicação
10. Radiação infravermelha 139
11. Diatermia 145
12. Laserterapia de baixa intensidade 171
13. Terapia ultravioleta 191
Introdução 139
Comportamento físico da radiação infravermelha 140
Efeitos biológicos 141
Aplicação clínica 143
Riscos 43
Precauções de segurança e contra-indicações 143
Características físicas
Produção de radiação infravermelha pelos corpos
Fontes de radiação infravermelha
COMPORTAMENTO FÍSICO DA RADIAÇÃO
INFRAVERMELHA
Aquecimento do tecido corporal
APLICAÇÃO CLÍNICA
PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA E CONTRA-INDICAÇÕES
Resumo da História 145
Características Físicas 146
Efeitos terapêuticos de OC e OCP 153
Efeitos clínicos de OC e OCP 153
Aplicação de OC 158
PARTE 2: DIATERMIA POR MICROONDAS 166
Introdução 166
Efeitos biológicos das microondas 168
Princípios de aplicação na prática clínica 169
RESUMO DA HISTÓRIA
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS
Absorção de energia de radiofreqüência
Dor
Dor lombar e cervical
Regeneração nervosa
Osteoartrite (OA)
Conclusão
APLICAÇÃO DE OC
Técnica capacitiva
Aplicação indutiva
Procedimentos para o tratamento
SEGURANÇA
Segurança do operador
Natureza das microondas
Aparelho de microondas
Comportamento físico
EFEITOS BIOLÓGICOS DAS MICROONDAS
PRINCÍPIOS DE APLICAÇÃO NA PRÁTICA CLÍNICA
Preparo para o tratamento
Riscos das microondas
Definições e nomenclatura 172
Efeitos biológicos e fisiológicos 176
Estudos clínicos 178
Princípios de aplicação clínica 180
Riscos 186
RESUMO DA HISTORIA
DEFINIÇÕES E NOMENCLATURA
PRINCÍPIOS FÍSICOS
Emissão e absorção de luz e a produção de radiação laser
Características da radiação laser
Interação laser-tecido
Base conceitual da fotobiomodulação por laser:
EFEITOS BIOLÓGICOS E FISIOLÓGICOS
Estudos sobre animais
Estudos controlados em humanos
ESTUDOS CLÍNICOS
Regeneração de feridas
Distúrbios musculoesqueléticos
PRINCÍPIOS DE APLICAÇÃO CLÍNICA
Indicações
Dosagem e parâmetros de irradiação
A importância do uso da técnica de contato
Tratamento de outras condições
Classificação dos lasers e risco ocular
A NATUREZA DA RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA
PRODUÇÃO DE RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA
Distribuição espectral de potência
EFEITOS BIOLÓGICOS DA RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA
FOTOTERAPIA/ FOTOQUIMIOTERAPIA
Espectro de resposta terapêutica
Lâmpadas de ultravioleta para fototerapia
Tempo de tratamento
Agentes adjuntos
Efeitos colaterais
FOTOQUIMIOTERAPIA COM PSORALENO (PUVA)
Doenças que respondem ao PUVA
Farmacologia e mecanismos de ação
Eritema por psoraleno
Aparato para o tratamento
DOSIMETRIA PARA ULTRAVIOLETA
Medindo a irradiância dentro dos aparelhos de PUVA
Segurança do paciente
Segurança da equipe
Riscos devidos ao ozônio
REQUISITOS PARA COMPRA E INSTALAÇÃO
MANUTENÇÃO E REPARO
Introdução 211
Reparo dos tecidos 215
Aplicação de ultra-som 222
EFEITOS FÍSICOS DO ULTRA-SOM
REPARO DOS TECIDOS
O efeito do ultra-som nos tecidos do corpo
Fonoforese
APLICAÇÃO DE ULTRA-SOM
Escolha do aparelho de ultra-som
Calibração
Escolha do meio acoplante
Freqüência
Intensidade
Modo pulsado ou contínuo?
Intervalos de tratamento
Duração do tratamento
Riscos potenciais
RESUMO
Formato padronizado
CARACTERÍSTICAS DE PULSO E PARÂMETROS USADOS
DURANTE A ESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR
A IMPORTÂNCIA DOS PARÂMETROS DE ESTIMULAÇÃO
PRINCÍPIOS PARA APLICAÇÃO CLÍNICA
Aplicação
Verificações de segurança
Alertas
Riscos 254
TIPOS DE APARELHOS
NOMENCLATURA E TIPOS DE ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA
EM NERVO E MÚSCULO
EVIDÊNCIAS DE EFICÁCIA CLÍNICA
Uso de estimulação elétrica em adultos com condições
Crianças: fortalecendo músculos atrofiados em condições
APLICAÇÃO PRÁTICA
Preparo da pele
Eletrodos
Parâmetros de tratamento
CONTRA-INDICAÇÕES
HISTÓRIA
DEFINIÇÃO
TENS convencional
TENS acupuntura
TENS breve-intensa
Implicações práticas
EFEITOS BIOLÓGICOS CONHECIDOS
Mecanismos de ação
Efeitos analgésicos
EFICÁCIA CONHECIDA: A EFETIVIDADE CLÍNICA DA TENS
TENS e dor aguda
TENS e dor crônica
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE APLICAÇÃO
Posição dos eletrodos
Características elétricas
Tempo e dosagem
Declínio da resposta à TENS
RISCOS E CONTRA-INDICAÇÕES
PRINCÍPIOS FÍSICOS DA CORRENTE INTERFERENCIAL
PARÂMETROS DE TRATAMENTO
Varredura de freqüência (sweep)
Aplicação quadripolar/bipolar
Eletrodos de sucção ou tipo placa
Intensidade da corrente
Conclusões
TEORIAS PARA O ALÍVIO DA DOR COM IC
Evidências de mecanismos analgésicos teóricos com a IC
EVIDÊNCIAS DE EFEITOS ANALGÉSICOS DA IC
Investigações laboratoriais
IC comparada com TENS
Investigações clínicas
Osteoartrite
MÉTODOS DE APLICAÇÃO
CONCLUSÕES
ESTUDOS DA FUNÇÃO MUSCULAR HUMANA
Avaliação da força muscular
Ativação muscular voluntária
Determinação das propriedades contrateis do
ESTUDOS ELETROMIOGRÁFICOS
Reflexo de estiramento
Métodos não-invasivos
ULTRA-SONOGRAFIA DOPPLER
Problemas associados a feridas crônicas
Variedade de abordagens
ATIVIDADE ELÉTRICA NA PELE RELACIONADA COM
FERIDAS E REGENERAÇÃO
Baterias da pele
TEORIA DA CORRENTE DIRETA GLOBAL DE BECKER
Estudos celulares
Ensaios clínicos
Breve revisão sobre a estimulação elétrica de outros tecidos
CONCLUSÕES E IMPLICAÇÕES CLÍNICAS
APLICAÇÃO SEGURA
MANUTENÇÃO DO EQUIPAMENTO
Contratos de manutenção
O AMBIENTE
EMPRÉSTIMO DE EQUIPAMENTO
Garantia
EXPOSIÇÃO DA EQUIPE
REPOSIÇÃO PLANEJADA
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Sheila Kitchen - Eletroterapia Pratica Baseada em Evidências

Sheila Kitchen - Eletroterapia Pratica Baseada em Evidências

Ratings: (0)|Views: 46,899|Likes:

More info:

Published by: VylmareRafaela Barbosa on Apr 02, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

02/25/2013

pdf

text

original

You're Reading a Free Preview
Pages 15 to 59 are not shown in this preview.
You're Reading a Free Preview
Pages 82 to 290 are not shown in this preview.
You're Reading a Free Preview
Pages 305 to 612 are not shown in this preview.
You're Reading a Free Preview
Pages 627 to 712 are not shown in this preview.

Activity (19)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Eduardo Toshio liked this
Michele Ferreira liked this
Maikel Ferreira liked this
Isac Pereira liked this
Venilson Holanda liked this
Carina C. Alves liked this
Denise Monteiro liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->