Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
24Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila-Meridianos

Apostila-Meridianos

Ratings: (0)|Views: 2,961|Likes:
Published by terapiaschinesas

More info:

Published by: terapiaschinesas on Apr 04, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2013

pdf

text

original

 
 
Humaniversidade Holística
Meridianos
Uma escola que tem alunos que colocam o coração no que fazem, alunos comovocê que vão até o fim para realizarem seus projetos.Obrigado por você ser o que você é.
Alameda dos Guaramomis, 1055 – Moema – São Paulo – SP - Cep. 04076-012Tel.: 5055-0880 Fone/Fax: 5055-2800Site: www.humaniversidade.com.brE-Mail:humaniversidade@uol.com.br
 
 
Humaniversidade Holística 1
SSuummáárriioo 
Matéria:
Página:
 
Meridianos 02Teoria dos Meridianos 02Os Meridianos e a Organização Social 02Relação dos 12 Meridianos 03Função dos meridianos 03Distribuição dos 12 Meridianos 04Fluxos e Conexões nos Meridianos 05Os Pontos de Acupuntura 05Os 5 Elementos 06Elemento Fogo Ministerial 06Elemento Fogo Imperial 06Elemento Terra 06Elemento Metal 07Elemento Água 07Elemento Madeira 07Ciclo da Geração e da Dominância 07Os Elementos e os Orgãos 08Quadro dos 5 Elementos Madeira 09Quadro dos 5 Elementos Fogo, Água 10Quadro dos 5 Elementos Terra, Metal 11Quadro de Correspondências 12Grande Circulação de Energia Ki 13Relógio Cósmico 13Pequena Circulação de Energia Ki 14Localização dos Pontos 16Pontos de Comando 16Tabela de Localização dos Pontos de Alarme 18Tabela de Principais Pontos 19Meridiano Vaso Governador 20Meridiano Vaso Concepção 26Meridiano Fígado 31Meridiano Vesícula Biliar 36Meridiano Coração 45Meridiano Intestino Delgado 49Meridiano Circulação Sexo 55Meridiano Triplo Aquecedor 59Meridiano Baço Pancreas 66Meridiano Estômago 71Meridiano Pulmão 81Meridiano Intestino Grosso 85Meridiano Rim 91Meridiano Bexiga 98Vasos Maravilhosos 110Sitomatologia 116Lista de Palavras Chinesas 117Glossário 118Bibliografia 118
 
 
Humaniversidade Holística 2
MMeerriiddiiaannooss 
Quando o organismo é agredido por algum agente externo, sua reação pode manifestar-se na formade exacerbação ou depressão através do meridiano atingido.Se a agressão for passageira, o meridiano volta ao seu estado de equilíbrio.Mas se esta persiste, o desequilíbrio do meridiano permanece e pode originar nos órgãos e sistemasmuitas alterações que se manifestam pelas diversas síndromes.Cada meridiano doente pode originar síndromes diferentes.Se os meridianos conseguem retornar a seu estado de equilíbrio energético, espera-se que os órgãose sistemas a ele relacionados voltem à normalidade.Por isso, estimulam-se determinados pontos que teriam a função de restaurar o equilíbrio e o fluxoenergético do meridiano comprometido.Os meridianos ligam-se profunda e superficialmente, tornando-se um sistema completo e fechado.
TTeeoorriiaaddoossMMeerriiddiiaannooss 
Origem
 Na medicina chinesa, a mais antiga referência à Teoria dos Meridianos encontra-se no livro HwangTi Nei Jing, que contém descrições precisas sobre seus princípios.No entanto, até hoje desconhece-se o modo como foi criada, sendo muito provável que aAcupuntura e as Qi-Kung (artes marciais) tenham contribuído para sua formação.Ao estimular certos pontos de Acupuntura constata-se que a sensação de calor e parestesias seguemdireções predeterminadas. Os antigos já mencionavam uma sensação de calor que percorria certas viasdo corpo, durante a prática de Qi-Kung.Constatou-se também que numa doença os sintomas podem manifestar-se em outros lugares,seguindo uma via precisa de inter-relacionamento. É possível que a Teoria dos Meridianos tenha sidoformulada a partir dessas observações, sendo fruto da experiência e da observação de muitos desde osprimórdios da medicina chinesa.Há no corpo humano muitos pontos cujos efeitos à aplicação da Acupuntura são semelhantes, talvezpor pertencerem a dermátomos iguais.Ao se traçarem linhas conectando esses diversos pontos análogos, obtiveram-se linhas ou trajetóriaslongitudinais que foram denominadas Tin (meridianos) e trajetórias horizontais, denominadas Lo(comunicações).A experiência clínica demonstrou que havia uma nítida relação entre os órgãos e os meridianos docorpo. Assim, traçaram-se doze meridianos ordinários; esses tinham relação direta com os órgãos evísceras do corpo.Além deles, estabeleceram-se oito meridianos denominados Lo-Mai (meridianos conexos). Háainda doze meridianos denominados tendinosos e doze chamados superficiais, que percorremsuperficialmente o tronco e e os membros.A teoria do Yin e do Yang diz que o Yin visa estar em equilíbrio com o Yang. Às vezes, no entanto,estabelecem-se diferenças de nível entre essas duas energias. Essa diferença de nível pode ser divididaem três Yin e três Yang.Daí nascem os três meridianos Yang da mão, que vão até a cabeça, e da cabeça nascem os trêsmeridianos Yang da perna, que descem até as extremidades dos membros inferiores.
OOssMMeerriiddiiaannoosseeaaOOrrggaanniizzaaççããooSSoocciiaall 
O pensamento correlativo dos chineses examinou o circuito meio-órgao-função do ponto de vistaanalógico. Assim, a fisiologia energética chinesa define os sistemas primários de energia em interaçãono organismo por símile às funções dos agentes do governo, na administração do Estado. Porexpressar, tal como o corpo humano, verdadeira organização de funções, a fisiologia social mostra-seum paradigma para a identificação das funções do organismo mediante o princípio decorrespondências.

Activity (24)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
luz_1 liked this
luz_1 liked this
Lucas Vibiam liked this
ppportela liked this
3G liked this
mir409 liked this
AlvLNun liked this
Andrea Vieira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->