Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Relatório individual do 2º Periodo - Ana Luísa

Relatório individual do 2º Periodo - Ana Luísa

Ratings: (0)|Views: 565 |Likes:
Published by Be_active_ap

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Be_active_ap on Apr 04, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/04/2012

pdf

text

original

 
 
Relatório Individual de Desenvolvimento
Disciplina:
Área de Projecto
Aluna:
Ana Luísa da Silva Azevedo
Ano:
12º
Turma:
E
Número:
4
Área:
AFSL (Actividade Física, Saúde e Lazer)
Grupo:
 
“B! Active”
 
Professor:
Eduardo Silva
 
Relatório Individual de Desenvolvimento
Escola Secundária do Castelo da Maia
2
1.Introdução
1.1 O Tema
 
O tema de trabalho do meu grupo é “Como viver em todas as idades”. Escolhemos este tema porque
quando decidimos que iríamos trabalhar com sem-abrigo, crianças e idosos percebemos que o nossoprojecto era exactamente sobre isso, sobre o quotidiano de pessoas que apesar de estarem inseridasna nossa sociedade vivem contextos diferentes dos nossos, tanto devido à sua idade como às suascondições de vida. Não há dúvida de que este tema se insere na nossa área AFSL (Actividade Física,Saúde e Lazer) tanto devido ao facto de trabalharmos as áreas da actividade física e lazer comcrianças e idosos, como também nos debruçarmos sobre a nossa sociedade actual numa perspectivamais social.
1.2 Objectivos
 
Com este projecto o nosso objectivo principal está directamente ligado com o combate aosedentarismo e à exclusão, promovendo a actividade física e o lazer. Na primeira parte do nossoprojecto onde trabalhamos com os sem-abrigo das ruas do Porto, ajudando-os através do nossovoluntariado e através de peditórios, quisemos sensibilizar a nossa comunidade para a dura realidadeque a sociedade tenta ignorar
– 
a vida nas ruas e a pobreza
– 
com o objectivo de tentar fazer adiferença e de chamar as pessoas para ajudarem aqueles que mais precisam. Queremos maisconcretamente combater a exclusão social através do contacto com estes problemas; Na segundaparte do nosso projecto ao trabalharmos com os idosos e crianças queríamos principalmentepromover a actividade física e o lazer provando que a idade não importa, apenas o espírito com queencaramos a vida. Através desta iniciativa também tentamos promover o convívio entre os jovens eos idosos (algo esquecido e negligenciado por muitos jovens) e claro desenvolver o hábito e gosto deuma vida activa e saudável promovendo o espírito de grupo e o convívio.
1.3 Relevância do Projecto
 
De facto, este projecto é de facto muito interessante, pois como jovens, temos oportunidade de entrarem contacto com realidades e contextos aos quais não estamos habituados. Em primeira estância aotrabalharmos com os sem-abrigo e pobres encaramos realidades que apesar de, felizmente, não ser anossa realidade, é algo com que nos deparamos todos os dias e não damos qualquer tipo designificado ou importância, simplesmente ignoramos. Para além de termos a oportunidade de fazervoluntariado, temos a oportunidade de mudar algo, de dar o nosso contributo e mostrar aos outrosjovens que causas destas valem o nosso tempo. No trabalho com idosos e crianças acho que o maisinteressante é a realização de jogos/ actividades que esta directamente interligada com o convívio.Como jovens, temos tendência a passar mais tempo com pessoas jovens, e acabamos por esquecer
 
Relatório Individual de Desenvolvimento
Escola Secundária do Castelo da Maia
3
um pouco a “magia” das outras gerações, sejam elas mais novas ou mais velhas. É, sem dúvida,
fantástico poder conviver com crianças e idosos e aprender tudo aquilo que eles nos ensinam comorecompensa pelas actividades e jogos que preparamos a pensar no seu bem-estar.
1.4 Significância do Projecto
 
Acho que com este projecto para além de melhorarmos as nossas capacidades de organização eplanificação, crescemos imenso a nível psicológico graças ao voluntariado e ao convívio comcrianças e idosos. A nossa responsabilidade e sensibilização para questões desta ordem será, semdúvida, muito maior.
1.5 Implicações Teóricas do Projecto
 
A maior implicação teórica do nosso projecto foi, na minha opinião, as planificações das actividadesa realizar com os idosos e crianças, visto que tínhamos de ter em conta uma seria de detalhes, taiscomo: a idade, a condição física, o tipo de exercício, a área desenvolvida/trabalhada nesse mesmoexercício, a saúde, e principalmente conjugar tudo isto com actividades divertidas e interessantestanto para os juniores como para os seniores. Felizmente fomos sempre bem sucedidos e as nossasactividades corresponderam sempre às expectativas.
1.6 Relação entre os conhecimentos e o tema
 
Os conhecimentos que necessitamos para o nosso tema passam por: capacidade de interacçãocom idosos, crianças e sem-abrigo; criatividade no que toca aos temas, decoração, produtosalimentares e trabalhos manuais vendidos na Barraquinha Verde; conhecimentos básicosdesportivos para um bom planeamento da actividade física realizada no Centro de Dia eInfantário; criatividade no planeamento de actividades lúdicas realizadas com os idosos ecrianças; boa capacidade de organização; espírito de grupo. De modo geral, o grupo possuiestas capacidades, mas no que toca aos conhecimentos básicos desportivos podemos semprecontar com a ajuda da Professora Joana, que nos tem ajudado incondicionalmente.
2. Desenvolvimento
2.1 Balanço Geral
 
Até a data o projecto tem superado as minhas expectativas iniciais, estou a aprender muito mais doque aquilo que tinha imaginado. Com o voluntariado aos sem-abrigo sentia-me sempre uma pessoamelhor e renovada, o grupo com quem trabalhamos acolheu-nos de braços abertos e até os própriossem-abrigo mostraram ser pessoas fantásticas, com quem podíamos conversar. Mesmo quandoelaboramos os inquéritos a preencher por eles, alguns mostraram-se disponíveis a colaborar. Opeditório que realizamos para angariar donativos foi também um sucesso o que nos deu umasensação de que conseguimos mobilizar a comunidade escolar a ajudar, o que foi óptimo!

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Jhunior Marvado liked this
Isabel Lacerda liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->