Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
2Activity

Table Of Contents

0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
178_Contos_Zen

178_Contos_Zen

Ratings: (0)|Views: 26 |Likes:

More info:

Published by: Lucas Roberto de Lima on Apr 10, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/06/2013

pdf

text

original

 
hh
Koans e Contos ZenKoans e Contos Zen
hh
 
uma história indian a de um hom e m que era um ateue agnóstico, um raríssi m o tipo de postura na Índia. Ele erauma pesso a que deseja v a livrar- se de todas as form a s deritos religioso s, deixa n d o apen a s a essên cia da diretaexperiê n ci a da Verda d e. Ele atraiu discíp ulo s quecostu m a v a m se reunir a seu redor toda sem a n a, quan d o elefalava a todos sobre seus prinpios. Após algu m temp o elescom e ç a r a m a se juntar antes do mestre aparec e r, porqu eeles gostav a m de estar em grupo e cantar juntos.Eventu al m e n t e foi constrd a uma casa para asreuniõ e s, com uma sala especial para o mestre agnó stic o.Após sua morte, tornou- se uma prática entre seus seguid or e sfazer uma reven ci a respeitos a para a agora sala vazia,antes de se entrar no salão. Em uma mesa especial aimag e m do mestre era mostra d a em uma moldur a de ouro, eas pesso a s deixav a m flores e incens o lá, em respeito aomestre.Em pouco s anos uma religião tinha crescid o em tornodaqu el e hom e m, que em vida não praticav a nada disso, eque, ao contrio, sem pr e disse aos seus seguid or e s queficar preso a estas práticas levav a freqüe nt e m e n t e a pesso aa se iludir no camin h o da Verda d e.
11
 
“Tenh ais confian ç a não no mestre, mas no ensina m e n t o.“Tenh ais confian ç a o no ensina m e n t o, mas no espíritodas palavra s.“Tenh ais confian ç a não na teoria, mas na expern ci a.“Não creiais em algo simple s m e n t e porqu e s ouvistes.“Não creiais nas tradõ e s simples m e n t e porqu e elas têmsido mantid a s de geraç ã o para geraçã o.“Não creiais em algo simple s m e n t e porqu e foi falado ecom e nt a d o por muitos.“Não creiais em algo simple s m e n t e porqu e está escrito emlivros sagra d o s; o creiais no que imagin ais, pens a n d o queum Deus vos inspirou.“Não creiais em algo mera m e n t e base a d o na autorida d e deseus mestres e ancião s.“Mas após conte m p l a ç ã o e reflexã o, quan d o s perce b eisque algo é confor m e ao que é razoáv el e leva ao que é bome benéfico tanto para vós quanto para os outros, então oaceiteis e façais disto a base de sua vida.”Gauta m a Budd h a - Kala m a Sutra

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->