Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
11Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Relatório - Dependência da velocidade da reação com a temperatura

Relatório - Dependência da velocidade da reação com a temperatura

Ratings: (0)|Views: 569 |Likes:
Published by Raimunda Branco
Este relatório tem como objetivo explicar a dependência da velocidade da reação com a temperatura.
Este relatório tem como objetivo explicar a dependência da velocidade da reação com a temperatura.

More info:

Published by: Raimunda Branco on Apr 12, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/10/2012

pdf

text

original

 
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁINSTITUTO DE TECNOLOGIAFACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA
Disciplina: Cinética Química ExperimentalProfª: Ana Paula Carriço
RELATÓRIO REFERENTE À AULA 2: DEPENDÊNCIA DA VELOCIDADEDA REAÇÃO COM A TEMPERATURA (EQUAÇÃO DE ARRHENIUS).Belém, 01 de outubro de 2010
1. INTRODUÇÃO
O efeito da variação da temperatura tem sido a chave maisimportante para a teoria dos processos de velocidade. Em 1889,Arrhenius salientou que como a equação de Van't Hoff para ocoeficiente de temperatura da constante de equilíbrio K 
c
era
dlnKcdT = ΔURT2Daniel Nascimento dos SantosGilmar Nascimento NevesHenrique Fernandes Figueira BrasilMeyre Lane Pereira da SilvaRaimunda Nonata Consolação e Branco
 
enquanto a lei da ão das massas relacionava a constante deequilíbrio a a uma relação de constantes de velocidades
c
=
/
b
 
,uma equação razoável para a variação da constante de velocidade kcom a temperatura poderia ser
dlnkdT =EaRT2
onde E
a
é chamada
energia de ativação
da reação.Se E não depender da temperatura, por integração , temos:
ln k = - EaRT + ln A
que é a famosa equação de Arrhenius. Onde
lnA
é uma constante deintegração e A é chamado
fator de frequência
ou
fator préexponencial.
Os termos “A” e “Ea” são os chamados 'parâmetros deArrhenius'.Reescrevendo a equação de Arrhenius, temos
k = A e( – Ea / RT )
onde A pode ser interpretado como a fração de colisões que têmenergia cinética suficiente para levar à reação.Da equação segue que o gráfico do logarítmo da constante develocidade em função do inverso da temperatura deve ser uma reta.A validade da equação de Arrhenius tem sido confirmada destamaneira para um grande número de velocidades experimentais.O parâmetro A (fator de frequência) corresponde à intersecçãoda reta com o eixo vertical em “
1/T=0
”.
1 / TCoef. Angular =
EaR
l  n 
 
 
De acordo com Arrhenius, as moléculas necessitam de umacerta energia crítica antes de reagir. O fato de Ea ser dada pelocoeficiente angular do gráfico de
ln k x 1/T
significa que, quanto maiselevada a energia de ativação, mais forte será a dependência entre aconstante de velocidade e a temperatura (isto é, mais inclinada seráa reta do gráfico) .Assim, uma energia de ativação alta significa uma fortedependência entre a constante de velocidade e a temperatura. Se aenergia de ativação for nula, a constante de velocidade não dependeda temperatura.
2. MATERIAL E TODOS:Material Utilizado:
2 Buretas (50 mL)
2 Beckers (100 mL)
8 Tubos de ensaio
Suporte universal
Bico de bunsen
Cronômetro
Termômetro (0 a 100°C)
Estante para tubos deensaio
Garra para tubos deensaio
Reagentes Utilizados:
Solução de ácido sulfúrico (H
2
SO
4
); 0,05M
Solução de tiossulfato de Sódio (Na
2
S
2
O
3
); 0,05M
Procedimento Experimental:

Activity (11)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Evilyn Paiva liked this
Rui Felizardo liked this
Will Carvalho liked this
Geângela Sousa liked this
Dianna Grandal liked this
Dianna Grandal liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->