Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Modelos de Governação na Administração Pública

Modelos de Governação na Administração Pública

Ratings: (0)|Views: 891 |Likes:
Published by Luis Borges Gouveia
Estudo sobre a Governação e a Administração Pública
Estudo sobre a Governação e a Administração Pública

More info:

Published by: Luis Borges Gouveia on Apr 23, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/18/2012

pdf

text

original

 
Modelos de Governação na Sociedade da Informação e do Conhecimento
1 de 104
Modelos de Governação na Sociedade da Informação e doConhecimento
 Recomeça... se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres, nesse caminho durodo futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses, de nenhum fruto queirassó metade
”.Miguel Torga (1907-1995), importante vulto do nosso legado cultural que esteve na primeiralinha do elogio do território e da defesa da importância da proximidade, nas suas dimensõesfísica e cultural
APDSIAssociação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação
Abril de 2009Coordenador: Luís Borges GouveiaContribuíram para o estudo:Carlos Carvalho; Feliz Ribeiro Gouveia; José Manuel Moreira; José Ruivo; LuísBorges Gouveia; Nuno Correia Neves; Pedro Gomes
 
Modelos de Governação na Sociedade da Informação e do Conhecimento
2 de 104
Tabela de Conteúdos
Resumo Executivo..........................................................................................................................31. Introdução...............................................................................................................................52. O Contexto Actual..................................................................................................................93. A Economia do Conhecimento............................................................................................154. A Transição: a organização em rede..................................................................................235. Da governação à e-governação............................................................................................336. Modelos de governação........................................................................................................437. Recomendações.....................................................................................................................518. A e-governação como um sistema socio-tecnológico aberto e dinâmico.........................559. Contribuições Individuais....................................................................................................57
9.1. “Governance” e o Direito na Sociedade da Informação e do ConhecimentoCarlos Carvalho..........................................................................................................................589.2. Governação e a Gestão da InformaçãoFeliz Ribeiro Gouveia................................................................................................................649.3. Para uma outra forma de olhar para a “coisa pública”José Manuel Moreira..................................................................................................................719.4. A Maturidade na Gestão das Tecnologias de InformaçãoJosé Ruivo..................................................................................................................................809.5. O Emprego de Sistemas de Informação na Gestão de Recursos Humanos do ExércitoNuno Neves................................................................................................................................949.6. A importância das certificações nas tecnologias de informaçãoPedro Gomes .............................................................................................................................98
10. Referências........................................................................................................................101
 
Modelos de Governação na Sociedade da Informação e do Conhecimento
3 de 104
Resumo Executivo
 
O território constitui um elemento central de soberania que, no entanto, necessita de serrecalibrado neste início de Séc XXI. Neste contexto, o digital induziu a transformação de como ainformação circulava (e era transferida) alterando definitivamente as relações de poder e o valordo confinamento físico que era proporcionado pelas fronteiras. Deste modo, são necessáriasnovas fronteiras que contemplem o digital e garantam novos processos de regulação físicos evirtuais.Mecanismos como os associados com a organização de redes e a participação pública exigemnovos modos de organização, mais distribuídos e, ironia das ironias, menos dependentes deinteracções verticais de informação – incapazes de responder em tempo útil aos constantesdesafios colocados pelo aumento de escala e de complexidade e por uma realidade muito volátil,de geometria variável e nada respeitadora de modelos. A governação enquanto conjunto deprocessos associados com a tomada de decisão e sua implementação, envolve um conjunto deactores que tem de ser estruturados para se obterem sistemas úteis. O governo pode ser entendidocomo um destes actores. Deste modo, a governação pode ser tomada como um aliado do governopara lidar com esta nova realidade da Sociedade da Informação e do Conhecimento que sematerializa perante nós a uma velocidade vertiginosa.As fronteiras digitais constituem uma nova preocupação e impõem-se como um dos elementosde sobrevivência do Estado e da sua soberania. A resposta que a e-governação proporciona étambém um potencial recurso para reestabelecer os equilíbrios entretanto perdidos com a crisefinanceira, depois económica e agora social, iniciada em Setembro de 2008, mas com raízestemporais mais profundas.Este estudo, apresenta uma visão partilhada que pretende ser diferente e dessa forma contribuirpara a discussão dos caminhos que valerá a pena trilhar na Sociedade da Informação e doConhecimento neste nosso território. O estudo inclui um conjunto de recomendações que seapresentam de forma sucinta. Foi objectivo principal criar um documento que pudesse ser lido de

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Carlos Rodrigues liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->