Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Aprenda a Comprimir

Aprenda a Comprimir

Ratings: (0)|Views: 690|Likes:
Published by prettycool2

More info:

Published by: prettycool2 on Apr 25, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/06/2013

pdf

text

original

 
Aprenda a comprimir
Autor: Xabier Blanco, traduzido por Germano Lins Introdução: A dinâmica de um sinalO que é o básico? Antes de começarmos a falar de compressão, devemos deixar claros alguns conceitos sobrea dinâmica de um sinal de áudio; por "dinâmica" entendemos as variações de nível de um sinal no tempo (umacantora de ópera que faz contínuos crescendos e decrescendos tem uma dinâmica bem acentuada; umsussurro, uma sibilância no mesmo volume não terá dinâmica alguma).· Nível de ruído de fundo: este é o nível onde encontramos o ruído de fita e de linha, os ruídos elétricos, etc.· Nível nominal: seria o nível mais apropriado para gravar o sinal de forma que a distorção seja mínima (omomento em que o sinal "pica" no vermelho; ou seja, ultrapassa o umbral máximo admitido) e que o nível deruído de fundo seja superado.· Relação sinal-ruído: a distância entre o nível de ruído e o nível nominal.· Nível máximo: alcançado quando o sinal entrante começa a distorcer.·
Headroom
: a diferença entre o nível nominal e o nível máximo; é a sua "zona de segurança", o último espaçoque você tem antes que aconteça a distorção.· Faixa dinâmica: todo o nível que pode ocupar o sinal, desde o nível de ruído até o nível máximo. A compressãoAgora que explicamos estes conceitos elementares, podemos começar a falar de compressão. Vamos suporque você esteja no seu estúdio gravando umas tomadas de sintetizadores, vozes ou instrumentos. O níveladequado de gravação foi ajustado, ou seja, está próximo o nível nominal (superando o ruído de fundo epróximo da distorção, porém sem tocá-la). Este é o cenário ideal, mas, o mais normal é que, caso presteatenção no seu indicador de sinal, você verá que ele de vez em quando alcança o vermelho (distorce).Isto irá depender da natureza da fonte que está sendo gravada: por exemplo, imagine que esteja gravandouma voz muito sentida, com alguns momentos de murmúrios e repentinas subidas de nível. É muito fácil que omedidor encoste no vermelho nestas circunstâncias. Você pode pensar, "bom, se estou atento as alterações denível, posso me antecipar e subir ou baixar o volume de entrada quando for necessário"... Sim. Você estácerto, mas temos de convir que não é nada prático: vamos então pedir ajuda a um compressor.Um compressor monitora o sinal de entrada e atua baixando o nível quando a distorção é alcançada, ousubindo se o sinal fica muito baixo. Esta é a definição de andar por casa; para completá-la, podemos dizer queo compressor lê o sinal de entrada, e logo depois, de acordo com a taxa de compressão que foi configurada,reduz o sinal que de outra forma iria distorcer. Isto permite manter o sinal em um nível condizente e gravávelsem picos imprevistos.Alto lá! O que é esse tal de "ratio"? É um dos parâmetros essenciais de um compressor. Vamos explicar quaissão os controles básicos dos compressores, e dessa forma você irá descobrindo como um compressor funciona(na imagem, temos o
Nanocompressor 
da Alesis). · Threshold: este é o nível (em decibéis, dB) a partir do qual o compressor começa a atuar. Para você entendacomo atua, devemos falar um momento dos níveis de um sinal. Fixe a idéia de que um fader colocado na marcade 0 dB está deixando passar todo o sinal "tal e qual", sem tirar nem dar ganho. Digamos que 0 dB seidentifica com a imagem "real" do som que entra. Os valores positivos (+1 dB, +2 dB...) indicam que estamosacrescentando ganho ao sinal original, e os negativos (-1 dB...) que estamos retirando. Caso ajustemos o
 
threshold do compressor em -5 dB, por exemplo, lhe estamos dizendo que, quando o sinal entrante alcançaresse nível, ele deverá ser comprimido. Por isso, quanto mais abaixamos o threshold, mais iremos comprimir osinal.· Ratio: se dá em valores de proporção, como 2:1, 3:1, 4:1, etc. Vamos supor que você coloque o ratio em 3:1.O que acontecerá é que por cada vez que o sinal entrante supere em 3 dB o nível de threshold, o compressorsomente irá permitir que passe 1 dB de sinal. Você pensará "de acordo, mas se está deixando passar umdecibel a cada vez, então ultrapassará de qualquer modo o nível de threshold". Evidentemente; o threshold éapenas uma marca de referência, e não uma "guilhotina" que corta tudo o que passa por ela. De fato othreshold e o ratio devem estar relacionados; você deve configurar um nível de threshold o bastante baixo,considerando o ratio, para que os dB que passem não cheguem a distorcer. Aqui entra em cena o conceito deheadroom; o "espaço de segurança" que nos referimos anteriormente. Caso possa um headroom amplo, vocêpoderá jogar com ajustes mais extremos. Caso esteja em via permanente de distorcer o sinal, você terá quemanejar estes controles com maior precisão.A técnica mais recomendável é ajustar o ratio primeiro, e depois ir movendo o threshold até que você percebaque o sinal começa a ser comprimido (isto é visto facilmente nos medidores da mesa, note que as distorçõescomeçam a desaparecer, caindo o nível para uma faixa mais uniforme). Que fique claro uma coisa: Caso o seusinal seja muito fraco, e o threshold esteja muito elevado, o compressor nunca irá funcionar. Caso o seu sinal,digamos, somente alcance cotas de -5 dB e o threshold esteja em -2 dB, é evidente que o compressor não iráatuar.· Ataque (attack): Este parámetro decide con qué rapidez actuará el compresor cuando aparezcan los picos(cuando la señal supere el umbral de threshold). Nos servirá para adaptar el funcionamiento del compresor ala naturaleza de la fuente de sonido. Por ejemplo: algunos instrumentos tiene un ataque muy rápido (es decir,suenan de inmediato, tan pronto como son tocados). Así pues, para este tipo de sonidos (como los de bajo obombo), necesitarás que el compresor actúe rápidamente, para que no se le escape ningun pico (tendrías queajustar el ataque a un valor bajo o nulo).· Liberação (release): O parâmetro de liberação marca a velocidade com que o compressor deixa de atuarsobre o sinal uma que este, depois de picar, tenha baixado aquém do nível de threshold (quando não precisamais ser comprimido). Caso a liberação seja ajustada com um valor alto, será obtido um sinal mais sustentado.Caso seja curto, o sinal cairá de nível mais rapidamente.· Ganho de saída (output gain): Quando o threshold já está ajustado e o compresso está atuando, seu nívelnominal será reduzido dependendo da quantidade de compressão que for aplicada, e assim o sinal, ainda quecomprimido, será ouvido com menor volume. Este parâmetro é utilizado para corrigir esse efeito e restabelecero nível novamente. Use este ajuste com cuidado: aumentando novamente o nível, estará sendo aumentadotambém o nível de ruído de fundo que chega aumentado depois da compressão. Para evitar isso, tente fazercom que chegue a maior quantidade de sinal possível ao compressor, com o mínimo de ruído.· Knee: Este nem todos compressores possuem, mas não é raro encontrá-lo. Existem dois tipo de "knee"(roda): hard-knee e soft-knee. O ajuste hard-knee supõe que o sinal será comprimido de imediato naproporção marcada pelo ratio tão logo alcance o nível de threshold. O ajuste soft-knee faz isso de uma formamais suave, aplicando a compressão aos poucos, conseguindo assim um som menos abrupto. Tipicamente, ossons que requerem pegada, como o baixo e o bumbo da bateria, são comprimidos com "hard-knee". Algunscompressores permitem também escolher valores intermediários entre estes dois extremos, para controlarmelhor o som. Comprimindo na prática

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->