Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
4Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
José Dias Sobrinho - DEMOCRATIZAÇÃO, QUALIDADE E CRISE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR: FACES DA

José Dias Sobrinho - DEMOCRATIZAÇÃO, QUALIDADE E CRISE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR: FACES DA

Ratings: (0)|Views: 1,240|Likes:
Published by Reginaldo Placido
O artigo trata de aspectos da “democratização” na educação
superior brasileira. Discute contradições entre concepções de
educação como bem público-social e como mercadoria, relacionando-
as com as políticas públicas desse nível de ensino. Tematiza as
noções de qualidade e de pertinência social. Afirma que as políticas
públicas de democratização da educação superior devem ir muito
além das ações focadas no aumento de matrículas e de inclusão social.
A democratização requer melhorar e ampliar a educação fundamental,
de modo a elevar a quantidade e a qualidade de concluintes
no ensino médio; ampliar e melhorar continuamente a formação
de professores e a infraestrutura de todo o sistema educativo;
assegurar boas condições de permanência do estudante nos
cursos; ampliar a participação do Estado no provimento da educação.
Em conclusão: transformações radicais na educação superior,
especialmente a sua expansão com qualidade e equidade, não se separam
de mudanças estruturais e sustentáveis da sociedade.
O artigo trata de aspectos da “democratização” na educação
superior brasileira. Discute contradições entre concepções de
educação como bem público-social e como mercadoria, relacionando-
as com as políticas públicas desse nível de ensino. Tematiza as
noções de qualidade e de pertinência social. Afirma que as políticas
públicas de democratização da educação superior devem ir muito
além das ações focadas no aumento de matrículas e de inclusão social.
A democratização requer melhorar e ampliar a educação fundamental,
de modo a elevar a quantidade e a qualidade de concluintes
no ensino médio; ampliar e melhorar continuamente a formação
de professores e a infraestrutura de todo o sistema educativo;
assegurar boas condições de permanência do estudante nos
cursos; ampliar a participação do Estado no provimento da educação.
Em conclusão: transformações radicais na educação superior,
especialmente a sua expansão com qualidade e equidade, não se separam
de mudanças estruturais e sustentáveis da sociedade.

More info:

Published by: Reginaldo Placido on Apr 27, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

09/06/2013

pdf

text

original

 
 
 
Redalyc
Sistema de Información Científica
Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Dias Sobrinho, JoséDEMOCRATIZAÇÃO, QUALIDADE E CRISE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR: FACES DAEXCLUSÃO E LIMITES DA INCLUSÃOEducação & Sociedade, vol. 31, núm. 113, octubre-diciembre, 2010, pp. 1223-1245Centro de Estudos Educação e Sociedadenull, Brasil
 
Educação & Sociedade 
ISSN (Versión impresa): 0101-7330revista@cedes.unicamp.brCentro de Estudos Educação e SociedadeBrasil
www.redalyc.org
Proyecto académico sin fines de lucro, desarrollado bajo la iniciativa de acceso abierto
 
1223
Educ. Soc.
, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1223-1245, out.-dez. 2010
Disponível em <http://www.cedes.unicamp.br>
 José Dias Sobrinho
DEMOCRATIZAÇÃO, QUALIDADE E CRISE DA EDUCAÇÃOSUPERIOR: FACES DA EXCLUSÃO E LIMITES DA INCLUSÃO
*
 J
OSÉ
D
IAS
S
OBRINHO
**
RESUMO
:
 
O artigo trata de aspectos da “democratização” na edu-cação superior brasileira. Discute contradições entre concepções deeducação como bem público-social e como mercadoria, relacionan-do-as com as políticas públicas desse nível de ensino. Tematiza asnoções de qualidade e de pertinência social. Afirma que as políticaspúblicas de democratização da educação superior devem ir muitoalém das ações focadas no aumento de matrículas e de inclusão so-cial. A democratização requer melhorar e ampliar a educação fun-damental, de modo a elevar a quantidade e a qualidade de conclu-intes no ensino médio; ampliar e melhorar continuamente a for-mação de professores e a infraestrutura de todo o sistema educa-tivo; assegurar boas condições de permanência do estudante noscursos; ampliar a participação do Estado no provimento da educa-ção. Em conclusão: transformações radicais na educação superior,especialmente a sua expansão com qualidade e equidade, não se se-param de mudanças estruturais e sustentáveis da sociedade.
Palavras-chave 
: Educação superior. Democratização. Qualidade. Polí-ticas públicas. Inclusão social.
*Este texto foi especialmente escrito para o II Seminário de Educação Brasileira: “Os desafi-os contemporâneos para a educação brasileira e os processos de regulação”, realizado peloCentro de Estudos Educação e Sociedade (
CEDES
) na Universidade Estadual de Campinas(
UNICAMP
), de 1º a 3 de dezembro de 2009.**Doutor em Educação e professor titular do Programa de Pós-Graduação em Educação daUniversidade de Sorocaba (
UNISO
).
E-mail 
: jose.sobrinho@prof.uniso.br
 
1224
Democratização, qualidade e crise da educação superior...
Educ. Soc.
, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1223-1245, out.-dez. 2010
Disponível em <http://www.cedes.unicamp.br>
D
EMOCRATIZATION
,
QUALITY 
 
 AND
 
HIGHER 
 
EDUCATION
 
CRISIS
:
FACES
 
OF
 
EXCLUSION
 
 AND
 
LIMITS
 
OF
 
INCLUSION
 ABSTRACT 
:
 
This paper deals with aspects of the “democratization” of higher education in Brazil. It discusses the contradictions betweenconceptions of education as a public good and as a commodity, andrelates them to higher education public policies. It approaches the no-tion of quality and social relevance and asserts that public policies ori-ented towards the democratization of higher education must go farbeyond the actions focused on the increase of enrollment and socialinclusion. Democratization requires an improvement and expansion of elementary education in order to enhance the quantity and quality of high school graduates, and continuously improve and widen teachers’education and the infrastructure of the whole educational system. Italso demands good conditions so that students do not quit theircourses and an increased participation of the State as an educationprovider. In conclusion: radical changes in higher education, particu-larly its expansion with quality and equity, are not separated fromstructural and sustainable modifications in the society.
Key words 
:
 
Higher education. Democratization. Quality. Publicpolicies. Social inclusion.
Introdução
emocratização, qualidade e crise são núcleos temáticos queocupam o centro da agenda da educação superior em todo omundo. Antes de tratar especificamente desses temas, devo in-vocar um princípio fundamental que fornece as bases e os sentidos,isto é, significados e direções, das reflexões que vão se seguir. Refiro-me ao princípio da educação como bem público, direito social e de-ver do Estado. De pronto, esse princípio rechaça a ideia de educa-ção como mercadoria e todos os processos mercantilistas que vêmganhando força e amplitude nas últimas décadas. Uma educação-mercadoria não poderia ser democrática, pois só seria acessível àque-les que a podem comprar. Num país cuja maioria da população épobre, como o Brasil, a população de baixa renda poderia pagar, namelhor das hipóteses, por uma educação-mercadoria de baixo custoe precária qualidade. A educação-mercadoria tem compromisso como lucro do empresário que a vende. A educação-bem público temcompromisso com a sociedade e a nação.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->