Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ProgramaNacionaldeSa%C3%BAdeEscolar

ProgramaNacionaldeSa%C3%BAdeEscolar

Ratings: (0)|Views: 208|Likes:
Published by Rita Nascimento

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Rita Nascimento on Apr 28, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/28/2011

pdf

text

original

 
 
PROGRAMA NACIONALDE SAÚDE ESCOLAR
Despacho n.º 12.045/2006 (2.ª série)
Publicado no Diário da República n.º 110 de 7 de Junho
Divisão de Saúde Escolar
 
 
PROGRAMA NACIONAL DE SAÚDE ESCOLAR
Índice
 Página
1.
 
Enquadramento 32.
 
Programa Nacional de Saúde Escolar 63.
 
População-alvo 74.
 
Finalidades 75.
 
Organização 86.
 
Áreas de Intervenção do Programa 96.1.
 
Saúde individual e colectiva 106.2.
 
Inclusão escolar 116.3.
 
Ambiente escolar 136.4.
 
Estilos de vida 157.
 
Projectos 188.
 
Avaliação do Programa Nacional de Saúde Escolar 209.
 
Formação 2110.
 
Saúde Escolar no Jardim-de-infância, Ensino Básico e Secundário 2211.
 
Disposições finais 24Referências Bibliográficas 25Agradecimentos 28
«A escola ocupa um lugar central na ideia de saúde. Aí aprendemos a configurar as ‘peças’ do conhecimento e do comportamento que irão permitir estabelecer relações de qualidade. Adquirimos, ou não, ‘equipamento’ para compreender e contribuir para estilos de vida mais saudáveis, tanto no plano pessoal como ambiental (estradas, locais de trabalho, praias mais seguras), serviços de saúde mais sensíveis às necessidades dos cidadãos e melhor utilizados por estes
»
 .
(Constantino Sakellarides.
in
Rede Europeia e Portuguesa de Escolas Promotoras de Saúde. 1999)
2
 
«Um programa de saúde escolar efectivo … é o investimento de custo-benefício maiseficaz que um País pode fazer para melhorar, simultaneamente, a educação e a saúde».
(Gro Harlem Brundtland, Directora-Geral da OMS. Abril 2000)
1.
 
Enquadramento
Em Portugal, a Saúde Escolar ao longo da sua história, iniciada em 1901 e mantida durantetodo o século XX, tem estado sujeita a diversas reformas, numa tentativa de a adequar àsnecessidades da escola e às preocupações de saúde emergentes
1
.Até 1971, o Ministério da Educação organizou a intervenção médica na escola através dosCentros de Medicina Pedagógica, vocacionados para actividades médicas e psicopedagógicas,limitando-a, porém, aos concelhos de Lisboa, Porto e Coimbra.Entre 1971 e 2001, os Ministérios da Educação e da Saúde dividiram responsabilidades noexercício da Saúde Escolar, intervindo na escola com os mesmos objectivos, mas utilizandometodologias distintas. Em 1993, os Centros de Medicina Pedagógica foram extintos, tendoos seus profissionais sido integrados, em 2002, nos quadros das Administrações Regionais deSaúde.Desde 2002
2
, é o Ministério da Saúde que tem a tutela da Saúde Escolar, competindo a suaimplementação, no território nacional, aos Centros de Saúde. A orientação técnico-normativatem sido, até agora, o Programa-tipo de Saúde Escolar, aprovado em 1995
3
e vocacionado para a elevação do nível educacional e de saúde da população escolar.Entretanto, mudanças significativas ocorreram nos sistemas de saúde e de educação: novasestratégias, novas formas de gestão, novas orgânicas em ambos os Ministérios. Assim,impõem-se novas formas de operacionalizar a Saúde Escolar e de avaliar o seu impacto, tendosempre em conta que a Escola deve continuar a ser a grande promotora da saúde. No Sistema Educativo, novos desafios se colocam: a par do trabalho de transmissão deconhecimentos organizados em disciplinas, a escola deve, também, educar para os valores, promover a saúde, a formação e a participação cívica dos alunos, num processo de aquisiçãode competências que sustentem as aprendizagens ao longo da vida e promovam a autonomia. No Sistema de Saúde, foi aprovado o
 Plano Nacional de Saúde (2004-2010
)
4
(PNS), em quesão definidas prioridades de saúde baseadas na evidência científica, com o objectivo de obter ganhos em saúde a médio e longo prazo.
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->