Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
38Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Adão de Campos dentro do INFERNO e do CÉU em 1980

Adão de Campos dentro do INFERNO e do CÉU em 1980

Ratings:

5.0

(5)
|Views: 75,148|Likes:
Published by dinho10
A maior REVELAÇÃO/VISÃO CRISTÃ depois do APOCALIPSE
A maior REVELAÇÃO/VISÃO CRISTÃ depois do APOCALIPSE

More info:

Published by: dinho10 on Sep 02, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOCX, TXT or read online from Scribd
See More
See less

07/09/2013

pdf

text

original

 
 ADÃO DE CAMPOS
ELE ENTROU NO INFERNO E NO CÉUTRANSCRIÇÃOErros de ortografia e gramática estarão presentes, por conta do relato haver sido copiado FIELMENTE das fontesoriginais.Procure não assustar-se com o relato. Mas tenteassimilá-lo.E que o Senhor Deus em Cristo Jesus te abençoe.
 
Impressionante Relato do Presb. Adão de Campos,acerca da suaconvero, doea, morte e ressu r reição
 
 ;ocorrido emoutubro de 1980,no Estado do Rio Grandedo Sul.
Vol.1 / Face A
< Introdução — Voz do interlocutor: >
“É uma alerta! Para quem ainda não aceitou Jesus, como o seusalvador, e os desviados a tenham a sua oportunidade,para voltarem aos pés do Senhor! E os crentes que servem a Deus; possam vigiaremconstantemente, para não caírem no laço de Satanás!.E aqui está, em viva voz, o nosso irmão, para contar suas experiênciascomo incrédulo e como crente:”
1
 
Meu nome é Adão de Campos, sou presbítero da Igreja evangélica Assembléiade Deus de Cachoeirinha, Estado do Rio Grande do Sul.
< Voz da interlocutora: >“ — Irmão Adão! Conte como foi a sua vida antes de conhecer Jesus?”
Conversão
 Eu fui um homem muito incrédulo, muito duro de coração, a perseguir asreligiões, cristãos, eu desafiava os cristãos; eles contenderam comigo, mas eles sehumilhavam. Apedrejei muitas igrejas, acabei muitos cultos, em templos ar livres...Quando, numa certa ocasião, num culto ao ar livre eu acabei com o culto; dalí,aproximadamente uma semana, que eu acabei esse culto, mas ou menos meia-noite,o anjo do Senhor entrou na..., na nossa casa, no nosso lar, e..., e uma coroa de glóriana cabeça, a minha esposa recente havia se deitado; estava acordada e ela ficouimóvel, sem se mexer, ela viu o anjo entrar, com aquela coroa de ouro na cabeça; foidireto pro berço da nossa filha; com um ano e nove meses de idade. “Arridiou” obercinho e veio aos pés da cama e disse para a minha esposa: “Eu vou levar a tuafilha; não é por causa tua; por causa da incredulidade e da dureza do coração do teuesposo.” E o anjo saiu para fora! E a minha esposa se levantou examinou as portas,(escureceu a casa, quando ele saiu), examinou as portas, estava toda chaveada acasa... ela começou a chorar, aproximadamente era umas três horas damadrugada, quatro horas quando eu cheguei; ela me disse: “Entrou um anjo aqui emcasa!” Eu não acreditei; até disse pra ela: “Tu dorme de barriga cheia e depois diz queentrou um anjo aqui!” E ela passou a noite chorando, com a..., nossa filha no colo,ah... preoculpada, que o anjo tinha dito que iria levar e..., tudo bem a minha filhanunca foi doente, nunca sofreu enfermidade nenhuma cheia de saúde, cheia de vida,isto foi numa sexta-feira, quando foi sábado de meio-dia pra a tarde, a minha filhacomeçou a ficar triste e..., quando foi à meia-noite de sábado, a minha filha já estavamorta, dava os últimos suspiros nos meus braços!Domingo de meio-dia pra a tarde, já a minha filha estava na sepultura. E..., aí...,passados mais ou menos, uns sete dias, oito dias mais ou menos, que eu perdi aminha filha; eu chegava do quartel por que eu sou militar, aposentado da políciamilitar, nê..., e eu chegava do quartel e entrei na minha casa e saí no quintal daminha casa e quando eu saí no quintal, eu ouvi aquela voz no ar, uma voz ásperabrava falou comigo e me disse assim: “Sabe por quê que tu perdeu a tua filha?” Eufiquei o-olhando escutando..., saiu do ar a voz! Aquela voz me disse: “Os crentes sãoculpados; eles são culpados de tu perder a tua filha.como eu tinha acabadoaquele culto no ar livre defronte à minha casa, eu fique furioso! Achei que eram elesmesmos os culpados de eu perder a minha filha. Eu me decidi-me, caiu uma raivanaquela hora, uma ira contra os crentes, contra os evangélicos e eu me decidi acabarcom eles até eu disse: “Custe o que me custar, mas que eu vou eliminar vou; comesses crentes eu vou eliminar!”E botei o..., seis balas no meu revólver; botei desesseis balas no bolso e o facão,e fui pra ig..., pra, aí eu disse: “Eu sei onde é que eles se reúnem, fui para lá! Chegueino portão nã... da igreja, dei um coice no portão de madeira quebrou todo o portão(de vidro),... E fui pra... para dentro da Igreja. Mas eu me esqueci de tirar o revólver;fui..., levei as mãos na porta da igreja, olhei para dentro, o diabo me disse: “Tu atirapra dentro, tem (só) uma porta porta pra sair, tu atira pra dentro, eles vão sair, tucorte com o..., o facão no pescoço.” E eu levei as mãos na porta e olhei para dentro e2
 
me lembrei que não tinha puxado o revólver, quando eu tirei os braç... ãh.... a mãopara puxar o revólver, o..., eu estava estático, as minhas mãos não voltava! É..., nãotinha forças nas mãos, fiquei com as mãos prêsas na porta, nos umbrais da porta.Fiquei sem fala, perdi a fala. E ali eu fiquei,
vi que
o porteiro mandava eu entrar...,eu..., não podia falar, não podia sair dali, não podia me mexer, não podia andar!. Sentí aquela mão..., grande, um’a baita de um braço me pegou por trás
assim
, pelo meiodas pernas e empurrou pra dentro e assentei na..., “la voei” sentado em cima dacadeira do porteiro e ali eu fiquei e aquela mão me pegou no pescoço, no “cangote” eeu dobrei a cabeça, cabeça baixa; fiquei ali, e falou aquela voz comigo, abriu-se osCéus, aquela voz falou direto comigo, me chamou pelo meu nome e disse: “Adão! Tusabe quem sou eu? Eu sou Jesus! Aqui Adão tu não vai fazer o que tu queria fazer! Eusou Jesus! Hoje tu caiu nas minhas mãos!”Bah! Mas quando aquela voz falou comigo, eu comecei a chorar, começou ame..., desmanchou-me, me fulminou a..., a minha vida, ê... fiquei aquebrantado,aquela voz para mim estava invendável, (entre) o Céu e à Terra ouvindo aquela vozfalar, aquela voz suave, aquela voz saudável, com amor! E eu co..., me..., medesesperei chorando, mas eu não tinha fala não podia falar... E aquela voz me disse:“Tu estás vendo este povo aqui Adão! Este povo! Aqui tem gente que não tem nemcalçados pra botar nos pés, mas é onde eu estou no meio deles, aonde tu nuncapensaste que eu estava é aqui que eu estou! Hoje tu caiu nas minhas mãos! Eaquela..., o me largou do... do pescoço e eu levantei o meu rosto..., aquelepregador estava falando a minha vida! Estava contando a minha vida: Essa vida quetu vive é uma vida, de tristeza e dor! E veio a voz para mim e eu..., dei um grito naigreja! Disse: “É verdade! Esta vida que eu vivo, não é vida!.E todo mundo olhou pra trás, a igreja estava cheia, ô... o povo olhou pra trás eeu me envergonhei, eu estava dentro da igreja!. E ele me..., me disse pra mim:“Levanta e vem aqui, dobra os joelhos, Jesus tem um plano na tua vida!” E eu fiqueide pé! (Mas eu nunca me dobrei pra ninguém!). Aí eu fiquei de pé, me lembrei que euestava armado, levei a mão pra tirar o cinto uma cartucheira e..,. e o revólver..., esaltou misteriosamente do meu cinto, da cintura, nunca derrubei o revólver do cório eo meu revólver caiu fora do cório! Um pra um lado, pra cá um pra outro e eu fiquei depé, o..., um ser me pegou debaixo de um braço, outro do outro braço (que) eu nãopude me abaixar pra ajuntar o revólver e o guardar, ficou extraviado..., o cintoatravessado na cadeira e foi..., e fui pra frente, me levaram pra frente, cheguei no..., na frente do púlpito, me largaram na frente do púlpito e ali, ele mandou dobrar o joelho, (o pregador), dobrei o joelho, fiquei de olhos abertos, começaram a orar, eu deolhos abertos, dali um pouco..., senti um soco por cima do meu peito, olhei assim;enxergava duas cordas grossas se arrebentar por cima do meu peito..., e eu fiqueiapavorado que eu levei as mãos para agarrar aquelas cordas (soltava fiapos daquelascordas) e não conseguia agarrar, se sumiam do meio das minhas mãos aquelascordas..., quando arrebentou aquelas cordas, eu caí de rosto no assoalho da igreja, emprantos, em lágrimas, desmachou a minha alma! Me desmanchou a alma o espírito, ocorpo...!
<Pequeno intervalo imprevisto: > (Voz de choro do próprio narrador...)<Voz da interlocutora:>“ — Irmãos queridos! Esta é uma entrevista ao vivo que nós estamosfazendo com o irmão Adão! Ele não contém as suas lágrimas, ele chora, por que nós sabemos, que Deus..., tinha um plano nesta vida que, o qual nóssabemos, que são centenas e centenas de almas, (que) tem aceito a JesusCristo como Salvador através do seu testemunho!. Irmãos queridos a minha
3

Activity (38)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Luana Ramos liked this
Luana Ramos liked this
Luana Ramos liked this
Edael Pereira Silva Silva added this note|
somos evangelicos deus esta na minha familha que deus abencoe todos voceis
Ciléa Soares added this note|
Tudo isso é a mais pura verdade.Sei que pra muitos isso é de mais,mais eu creio e minha família também por isso eu procuro fazer a vontade de Deus. Sempre que estou perto de fazer algo que não agrada a Deus eu ouso esse testemunho.
Rosiete Barbosa added this note|
um dos testemunhos mais abençoados que já ouvi.
Ingrid Nataxa added this note|
Temunho muito maravilhoso serve para os crentes como um alerta.E para os desviados que voltem para cristo rapidamente antes que seja tarde de mais.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->