Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
10Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Resina Composta Fotopolimerizável em Dentes Posteriores

Resina Composta Fotopolimerizável em Dentes Posteriores

Ratings: (0)|Views: 5,031|Likes:
Published by André Ribeiro
Odontologia estética com Resina Composta fotopolimerizável em dentes posteriores. Uma realidade que dá certo!
Odontologia estética com Resina Composta fotopolimerizável em dentes posteriores. Uma realidade que dá certo!

More info:

Published by: André Ribeiro on May 04, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/22/2013

pdf

text

original

 
SIMPLIFICANDO OS PROCEDIMENTOS RESTAURADORES:Resinas compostas em dentes posterioresRONALDO HIRATA
- professor do curso de especialização em Dentística Restauradora UFPR- professor de materiais dentários Unicenp-PR-professor do curso de estética ABO-PR-mestre em Materiais Dentários PUC-RS-doutorando em Dentística Restauradora UERJ
ALEXANDRE MASOTTI
-professor do curso de especialização em Dentística Restauradora UFRGS-mestre em Materiais Dentários PUC-RS-doutorando em Dentística Restauradora PUC-RS
EWERTON NOCCHI CONCEIÇÃO
- professor responsável pela disciplina de Dent. Rest. UFRGS- coordenador da especialização em Dent. Rest. UFRGS-mestre e doutor em Materiais Dentários Unicamp
 
Normalmente, ao se discutir quais fatores podem afetar a longevidadeclínica de uma restauração, existe uma tendência à supervalorização dosaspectos relacionados aos materiais envolvidos no processo. Esta abordagem,pode nos induzir ao equívoco de tornar este conhecimento relacionado aosmateriais tão sofisticado a ponto de subestimarmos a compreensão de fatoresrelacionados com o paciente e a técnica desenvolvida pelo profissional. Selevarmos em conta que um excelente material restaurador pode ter o seudesempenho clínico seriamente afetado, caso seja utilizado em um indivíduocom baixo nível de higiene oral ou ainda, pela inépcia do operador, tem-se adimensão do problema envolvido.Com a proposta de simplificar a abordagem de alguns conceitosenvolvidos neste processo, o texto a seguir aborda de maneira muito objetiva,situações relacionadas com o material (resina composta) e o profissional(técnica operatória), uma vez que o manejo do paciente pode ser encontradoem textos de prevenção e cariologia, o constituindo-se o foco aquitrabalhado.Ao dividir-se o tema em dois tópicos principais (material/profissional),espera-se conduzir uma linha de raciocínio em que se possa ao menosminimizar alguns problemas, sem a pretensão de esgotar o assunto. Destaforma, espera-se relacionar conceitos em função de duas situações principais:contração de polimerização e discrepância de cor.
 
CONCEITOS RELACIONADOS AO MATERIAL
Desde a sua introdução no meio odontológico, em meados da década de60, as resinas compostas tornaram-se objeto de inúmeras pesquisas que visam oseu aprimoramento. A significativa melhoria dos materiais restauradores e aevolão dos sistemas adesivos popularizaram a utilizão desta cnicarestauradora em dentes posteriores .Mas, apesar de serem cada vez mais utilizadas, as resinas compostasainda possuem características indesejáveis que prejudicam o seu desempenhoclínico e, entre estas, a contração de polimerização se destaca por estar diretamente relacionada com a adaptação e o selamento marginal. Uma vez queo sucesso clínico das nossas restaurações pode ser comprometido pelacontração de polimerização, procedimentos com resultados satisfatórios eduráveis devem ser desenvolvidos.
a) Contração de Polimerização
A diminuição de volume durante a presa é uma característica inerente aosmateriais poliméricos. Durante a polimerização das resinas compostas, ocorre aaproximação e a união de suas moléculas, transformando os monômeros emcadeias poliricas, substituindo espaços de van der Walls por ligaçõescovalentes (CHOI
et a
., 2000; DAVIDSON & FEILZER, 1997), na práticarepresentada pelo “encurtamento” da resina composta quando pensamos somenteem duas dimensões (contração linear).

Activity (10)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Hernan Camilo liked this
Maira Ramalho liked this
Rafaella Araujo liked this
Bruna Milena liked this
Izabela Leonel liked this
jalu_op5159 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->