Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
21Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Atos dos Apóstolos

Atos dos Apóstolos

Ratings:

4.67

(3)
|Views: 6,318 |Likes:
A primeira edição da Bíblia King James foi publicada em Londres, em 1611 (temos uma réplica da página de apresentação original desta edição de 1611 no início do NTKJA), é justamente essa a edição sobre a qual estamos baseando o estilo: clássico, reverente e majestoso da nossa tradução em português. William Shakespeare foi o grande mentor da língua inglesa nessa época e influenciou sobremaneira o estilo da redação, o qual prevalece até nossos dias, ainda que, claro, com as devidas adaptações da linguagem que - de longe - se parece com a usada no Reino Unido do séc. XVII... Acesse http://www.bibliakingjames.com.br/.
A primeira edição da Bíblia King James foi publicada em Londres, em 1611 (temos uma réplica da página de apresentação original desta edição de 1611 no início do NTKJA), é justamente essa a edição sobre a qual estamos baseando o estilo: clássico, reverente e majestoso da nossa tradução em português. William Shakespeare foi o grande mentor da língua inglesa nessa época e influenciou sobremaneira o estilo da redação, o qual prevalece até nossos dias, ainda que, claro, com as devidas adaptações da linguagem que - de longe - se parece com a usada no Reino Unido do séc. XVII... Acesse http://www.bibliakingjames.com.br/.

More info:

Published by: Caminho da Graça | blog on Sep 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial No-derivs

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2013

pdf

text

original

 
 Autoria
Hoje em dia, mesmo entre os mais críticos do meio acadêmico, já é bem aceita a idéia de que oevangelho de Lucas e o livro dos Atos dos Apóstolos têm um mesmo autor.O autor do livro de Atos inicia sua obra citando um “primeiro livro”, o que é considerado pelosestudiosos como uma indicação sobre a primeira parte do mesmo documento histórico, preparadoobjetivamente para um destinatário específico chamado “Teófilo”.Fica claro, ao examinarmos o próprio contexto da obra, que o uso sistemático dos pronomes “nós”e “nos” se referem à estreita amizade que havia entre o autor de Atos e o apóstolo Paulo (At 16.10-17;20.5 – 21.18; 27.1 – 28.16). Outros textos nos garantem que Lucas era médico (Cl 4.14; Fl 24; At 1.3;3.7; 9.18,33; 13.11; 28.1-10). Lucas, da mesma forma que Paulo, atendeu ao chamado missionáriopara proclamar o Evangelho aos macedônios, foi responsável pela obra de discipulado e edificaçãoda igreja de Filipos por cerca de seis anos e, mais tarde, acompanhou as lutas e a grande obra deevangelização realizada por Paulo em Roma. Durante o período de prisão domiciliar do apóstolo,escreveu o livro de Atos.O mais antigo testemunho externo sobre Lucas, como autor de Atos, aparece no Cânon Muratório,por volta do ano 170 d.C. Nesse documento está claro o registro de que Lucas foi autor tanto doterceiro evangelho quanto da obra “Atos de todos os apóstolos”. No ano 325 d.C., Eusébio, um doschamados “pais da igreja”, publica sua obra “História Eclesiástica” na qual reafirma categoricamentea autoria lucana desses livros.
Propósitos
Os grandes historiadores da Antigüidade tinham o hábito de iniciar o segundo volume de suasobras com uma sinopse da primeira e, logo em seguida, uma visão geral sobre o conteúdo abordadona segunda. Lucas, portanto, resumiu em At 1.1-3 seu primeiro livro; o tema do segundo é apre-sentado por meio de uma citação do próprio Senhor Jesus: “...recebereis poder quando o EspíritoSanto descer sobre vós, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéiae Samaria, e até os confins da terra!” (At 1.8).O livro histórico de Atos dos Apóstolos nos permite acesso ao melhor e mais eloqüente registrosobre a expansão da Igreja de Jesus Cristo e da religião cristã, desde o dia da descida do EspíritoSanto, no dia de Pentecoste (o qüinquagésimo dia após o sábado da semana da Páscoa, portantoo primeiro dia da semana – Lv 23.15,16). A tradicional celebração judaica chamada “Festa das Se-manas”, ou “Festa dos Primeiros Frutos”, é também conhecida como “Pentecostes” (Dt 16.10; Êx23.16). O livro narra a saga da Igreja até a chegada de Paulo à capital do mundo da época: Roma.Neste sentido, Atos é um longo documentário sobre as obras que Jesus Cristo, o Messias e Filho deDeus, começou a realizar na Terra e, mais tarde, continuou através do Seu Espírito, agindo na vidados seus discípulos em todas as partes do mundo.O mesmo Espírito Santo, que habitou a vida de Lucas, Paulo, Pedro, Estevão e todos os demaisservos do Senhor, habita o ser de cada crente sincero em nossos dias, e assim será até a volta glo-riosa de Jesus, o Rei dos reis (1Tm 6.14,15).
Data da primeira publicação
 A maioria dos mais reconhecidos estudiosos acredita que o livro de Atos foi escrito durante operíodo do primeiro aprisionamento do apóstolo Paulo; com este relato Lucas encerra sua narrativahistórica. Portanto, por volta do ano 63 d.C., o autor não faz qualquer revelação ou previsão quantoa um segundo mandato de prisão nem sobre o martírio de Paulo. Se Lucas tivesse conhecimentodo tão aguardado resultado do julgamento de Paulo, por que não o registrou ao final de Atos? (At28.30). A idéia prevalecente é que Lucas já havia narrado tudo o que sabia e lhe fora possível coletarde fatos até àquela data. Apesar de os argumentos baseados no silêncio não serem irrefutáveis, é relevante o fato de o livronão conter nenhuma alusão aos importantes fatos posteriores ao fim dos dois anos de prisão de
I
NTRODUÇÃO
 
AOS
ATOS DOS APÓSTOLOS
 AT_C_revisado.indd 124/7/2007, 20:41:57
 
2
Paulo em Roma, como o grande e terrível incêndio da capital do Império Romano e a conseqüenteperseguição aos cristãos (64 d.C.), o martírio de Pedro; e logo em seguida da prisão de Paulo, porvolta de 67 d.C., a profanação e destruição de Jerusalém no ano 70 d.C., profetizada por Jesus Cristoquase 40 anos antes do ocorrido (Mt 24.2).
Esboço geral de Atos
1. Os discípulos esperam a chegada do Espírito Santo (1.1-26)2. O Espírito Santo vem para habitar e vivificar o crente (2.1-47)A. Fonte de poder para o cristão (2.1-13)B. Testemunho do poder do Espírito aos dispersos (2.14-47)3. Nasce e se expande a Igreja de Jesus Cristo (3.1 – 12.25)4. Primeiro em Jerusalém (3.1- 7.60)A. A cura do aleijado e as conseqüências deste ato (3.1-26)B. Os apóstolos Pedro e João testemunham ao Sinédrio (4.1-22)C. A vida de oração e fraternidade dos cristãos (4.23-37)D. Logo surgem as primeiras decepções (5.1-16)E. As primeiras reclamações e murmurações (6.1-7)F. Chegam também as tribulações externas (6.8 – 7.60)5. Samaria também é alcançada pelo Pentecostes (8.1-25)6. E até os confins da terra chega o poder do Espírito (8.26-40)7. A conversão de Saulo de Roma em Paulo de Jesus (9.1-31)8. Pedro promove o Pentecostes por toda a Judéia (9.32 – 11.18)A. Nas cidades estratégicas de Lida e Jope (9.32-43)B. Cesaréia (10.1-48)C. Conseqüências (11.1-18)D. Antioquia e aos confins da terra (11.19 – 12.25)E. Herodes dispersa os cristãos de Jerusalém (12.1-25)9. A primeira viagem missionária de Paulo (13.1 – 14.28)A. Chipre (13.1-12)B. Antioquia da Psídia (13.13-52)C. Icônio (14.1-7)D. Listra, Derbe e retorno à Antioquia da Síria (14.8-28)10. O primeiro concílio em Jerusalém (15.1-29)11. A segunda viagem missionária de Paulo (15.30 – 18.22)A. De Antioquia a Trôade (15.36 – 16.10)B. De Trôade a Atenas (16.11 – 17.15)C. Em Atenas (17.16-34)D. Em Corinto, e o retorno (18.1-22)12. A terceira viagem missionária de Paulo (18.23 – 21.16)A. O Pentecostes chega para os cristãos em Éfeso (18.23 – 19.41)B. Paulo ministra na Macedônia, Acaia, e retorna (20.1 – 21.16)13. A viagem de Paulo a Roma (21.17 – 28.15)A. Em Jerusalém (21.17 – 23.35)B. Em Cesaréia (24.1 – 26.32)C. Diante do governador Félix (24.1-27)D. Diante do rei Agripa (25.23 – 26.32)E. Paulo é mandado para Roma (27.1 – 28.15)F. Paulo algemado, mas livre para pregar até o fim (28.16-31)
 AT_C_revisado.indd 224/7/2007, 20:42:02
 
ATOS DOS APÓSTOLOS
Prefácio
 
1
 
Em meu primeiro livro, caro Teófilo,escrevi a respeito de tudo o que Jesuscomeçou a realizar e a ensinar,
1
 
2
até o dia em que foi elevado aoscéus, logo após haver entregue seusmandamentos, por intermédio do Es-pírito Santo aos apóstolos que haviaescolhido.
3
Depois do seu martírio, Jesus apresen-tou-se a eles e deu-lhes muitas provas in-contestáveis da sua ressurreição. Apare-cendo-lhes por um período de quarentadias seguidos e ensinando-lhes acerca doReino de Deus.
2
 
4
Certa ocasião, enquanto ceava comeles, ordenou-lhes que não se ausentas-sem de Jerusalém, mas que aguardassema promessa do Pai, a qual, salientou Ele:“De mim ouvistes!
3
5
Porquanto João, de fato, batizou comágua, entretanto dentro de poucos diasvós sereis batizados com o EspíritoSanto”.
 4
 
 A ascensão de Jesus Cristo
6
Então, os que se haviam reunido lheconsultaram: “Senhor, será este o tempoem que restaurarás o Reino a Israel?”.
7
Ele lhes afirmou: “Não vos competesaber as épocas ou as datas que o Paiestabeleceu por sua exclusiva autori-dade.
8
Contudo, recebereis poder quando oEspírito Santo descer sobre vós, e sereisminhas testemunhas, tanto em Jerusa-lém, como em toda a Judéia e Samaria, eaté os confins da terra!”.
5
9
Tendo dito estas palavras, foi Jesus ele-vado às alturas enquanto eles o contem-plavam, até que uma nuvem o encobriuda vista deles.
10
E aconteceu que estando eles com osolhos fixos no céu, enquanto Ele subia,surgiram junto deles dois homens vesti-dos de branco,
11
que lhes comunicaram: “Homensgalileus, por que estais contemplandoas alturas? Esse Jesus, que dentre vósfoi elevado ao céu, retornará do mesmomodo como o viste subir”.
6
 A escolha do apóstolo Matias
12
Então, eles voltaram para Jerusalém,
1
Lucas narrou seu Evangelho e o livro de Atos sob os auspícios de Teófilo. A ascensão de Jesus ocorreu 40 dias após aressurreição. Jesus viveu e pregou sob a direção do Espírito Santo do Pai (Jo 14.10). As declarações posteriores esclarecem queas realizações dos apóstolos foram, igualmente, orientadas pelo Espírito Santo (vv. 4,5,8; Lc 24.49; Jo 20.22), cuja obra e o poderde capacitar os cristãos fiéis, ainda hoje, são especialmente focalizados por Lucas (v. 8; Lc 2.4,17; 4.8,31; 5.3; 6.3,5; 7.55; 8.16;9.17,31; 10.44; 13.2,4; 15.28; 16.6; 19.2,6).
2
As provas da vida e obra de Jesus, o Cristo, são indiscutíveis, pois não são especulativas ou teóricas, mas históricas e auten-ticadas. Sem a realidade da morte e da ressurreição de Jesus não há cristianismo. O Reino de Deus não se refere apenas a umlugar ou território, mas à soberania de Cristo (8.12; 28.23,31).
3
O sentido da palavra grega transliterada
sunalizomenos
tem a ver com uma expressão clássica do idioma, que significa:“reunir-se”; que pode ser derivada de “
 als
”, dando origem a expressão “comer sal” ou “cear em grupo”. A vinda do Espírito Santofoi uma promessa de Deus (Jl 2.28-32; Jo 7.39; 14.16,26; 15.26,27; 16.12,13).
 4
Enquanto o batismo de João (“com” ou “em” água) selava o arrependimento e preparava o coração das pessoas(especialmente dos judeus) para receberem Jesus e Seu Reino, o batismo com (ou em) o Espírito Santo, que aconteceu dez diasmais tarde, no Dia de Pentecostes (2.1-4), sela o crente de todas as raças e nações, no Corpo de Cristo, que é o sentido amplode Igreja (1Co 12.13; Gl 3.27,28).
5
Essa passagem é uma espécie do esboço geral do livro de Atos: Jerusalém é evangelizada (1.12 – 7.60). Toda a Judéia e Sa-maria ouvem as Boas Novas (8.1-40). E o Evangelho avança sem parar por terras gentias até Roma (9.1 – 28.31). E até os “confinsda terra”; chegando ao Novo Mundo (Américas) e a todas as partes do planeta, como acontece em nossos dias.
6
Todos os apóstolos eram galileus (menos Judas Iscariotes, que já estava morto). Os anjos (homens vestidos de branco, comoem Lc 24.4) afirmaram que Jesus voltará da mesma forma pela qual subiu ao céu: com um corpo ressurreto e em meio às nuvensde glória (em hebraico:
 shekinah
– a Presença de Deus – Êx 13.22; Dn 7.13; Mc 14.62; Mt 24.30).
 AT_C_revisado.indd 324/7/2007, 20:42:03

Activity (21)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Irisvan Rocha liked this
Willian Gabriel liked this
Roberto Silva liked this
Gabriel Gf liked this
brendalyaraujo liked this
JosLuizRoseiro liked this
JosLuizRoseiro liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->