Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
10Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Filemom

Filemom

Ratings:

4.0

(2)
|Views: 978 |Likes:
A primeira edição da Bíblia King James foi publicada em Londres, em 1611 (temos uma réplica da página de apresentação original desta edição de 1611 no início do NTKJA), é justamente essa a edição sobre a qual estamos baseando o estilo: clássico, reverente e majestoso da nossa tradução em português. William Shakespeare foi o grande mentor da língua inglesa nessa época e influenciou sobremaneira o estilo da redação, o qual prevalece até nossos dias, ainda que, claro, com as devidas adaptações da linguagem que - de longe - se parece com a usada no Reino Unido do séc. XVII... Acesse http://www.bibliakingjames.com.br/.
A primeira edição da Bíblia King James foi publicada em Londres, em 1611 (temos uma réplica da página de apresentação original desta edição de 1611 no início do NTKJA), é justamente essa a edição sobre a qual estamos baseando o estilo: clássico, reverente e majestoso da nossa tradução em português. William Shakespeare foi o grande mentor da língua inglesa nessa época e influenciou sobremaneira o estilo da redação, o qual prevalece até nossos dias, ainda que, claro, com as devidas adaptações da linguagem que - de longe - se parece com a usada no Reino Unido do séc. XVII... Acesse http://www.bibliakingjames.com.br/.

More info:

Published by: Caminho da Graça | blog on Sep 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial No-derivs

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/20/2013

pdf

text

original

 
 Autoria
Durante esta breve missiva, o autor se identifica em três oportunidades como Paulo (vv.1,9 e 19).Não há dúvida, desde a igreja primitiva, de que o apóstolo Paulo é o autor deste texto com tantasafinidades com a carta à Igreja em Colossos, especialmente quando comparamos os versos 2,23 e4 de Filemom com Colossenses 4.10-17.
ropósitos
Logo após a tradicional saudação com ações de graça ao Senhor, pela fé e o amor fraternal ope-rante de Filemom, Paulo eleva uma prece a Deus pedindo que Filemom cresça ainda mais na graçade Cristo, e chega ao propósito desta carta.Filemom havia abraçado a fé cristã e demonstrado um testemunho notável na cidade. Como tantosoutros cidadãos de Colossos, Filemom era senhor de escravos (Cl 4.1; Ef 6.5).Onésimo, um escravo pertencente a Filemom, havia fugido de seu proprietário, depois deaparentemente ter cometido um furto. Onésimo conseguiu fugir para a grande metrópole de Roma,onde acabou se encontrando com Paulo, que lhe ministrou o Evangelho e o ajudou a receber agraça da salvação em Cristo. Uma vez crente e fortalecido na fé, Onésimo é enviado por Paulo devolta ao seu senhor com essa carta pessoal de recomendação em seu benefício. Paulo apela aocoração transformado e santificado de Filemom para que não apenas recebesse um escravo fugitivosem as tradicionais punições da época, mas, sim, com generoso perdão, próprio daqueles quereceberam a graça da salvação em Cristo. Por outro lado, Onésimo deveria se entregar ao serviçodo seu senhor com toda a lealdade e dedicação, igualmente próprias dos que amam ao Senhor eem nome de Cristo testemunham ao mundo com suas vidas regeneradas e santas. Onésimo nãoera mais um “escravo forçado e humilhado em sua vontade”, mas “um servo voluntário e caríssimoirmão em Cristo”. Paulo se dispõe a ser o fiador idôneo desse novo contrato (aliança), e adianta quesua confiança na conversão genuína de Onésimo era tão grande que arcaria pessoalmente comqualquer prejuízo que eventualmente o “ex-escravo” tivesse causado a Filemom.Essa história verídica do senhor Filemom e seu escravo Onésimo vem proporcionando à Igreja detodas as épocas uma profunda ilustração da doutrina evangélica da redenção.
ata da primeira publicação
aulo escreveu essa carta a Filemom próximo do final do seu primeiro aprisionamento em Roma,na mesma época em que produziu sua epístola aos Colossenses e a enviou para Colossos pelasmãos de seus discípulos Onésimo e Tíquico, por volta do ano 61 d.C.
sboço geral de Filemom
1. Paulo e Timóteo, “escravos” de Cristo (v.1)2. Saudação Igreja reunida na casa de Filemom (v.2)3. Ações de graças pelo amor leal de Filemom (vv.3-7)4. Apelo em favor do escravo (irmão) Onésimo (vv.8-12)5. A regeneração em Cristo produz atos justos (vv.13-16)6. Paulo se coloca como fiador de Onsimo (vv.17-21)7. Pedidos finais, saudações e bênção apostólica (vv.22-25)
I
NTRODUÇÃO
FILEMOM
FM_B.indd 18/8/2007, 17:29:58
 
FILEMOM
Prefácio e saudação
1
Paulo, prisioneiro de Cristo Jesus, e o ir-mão Timóteo, a ti, Filemom, nosso amadocooperador,
1
2
à irmã fia, a Arquipo, nosso compa-nheiro de batalhas, e à Igreja que se reúneem ua casa:
3
Graça e paz a todos vós da parte de Deus,nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.
ção de graças e orações
Constantemente dou graças a meuDeus, recordando-me de ti em minhasorações,porquanto, ouço testemunhos arespeito da fé que tens no Senhor Jesus edo teu amor por todos os santos.
3
Oro para que o compartilhar da tuafé seja eficaz, pelo pleno conhecimentode que todo o bem que dispomos estáem Cristo.
7
Pois tive grande alegria e consolaçãopor causa do teu amor, pois por inter-médio de ti, irmão, o coração dos santostêm sido reanimado.
 4
Paulo intercede por Onésimo
8
Por isso, mesmo considerando quetenho em Cristo toda a liberdade paraordenar-te que cumpra o teu dever,
9
prefiro apelar-te confiado no amor fra-ternal que há em ti. Eu, Paulo, já velho, eagora também prisioneiro de Cristo Jesus,
10
venho interceder a favor do meu filhoOnésmo, que gere enquanto estava naprisão.
Ele, no passado, te foi inútil; entretanto,agora, é útil, tanto a ti quanto a mim.
5
12
Eu o envio de volta a ti, como se esti-vesse enviando o meu próprio coração.
13
Bem que eu gostaria de mantê-lo co-migo, para que em teu lugar me servissenas algemas que carrego por causa doEvangelho.
14
Todavia, não quis fazer nada sem oteu consentimento, para que qualquerfavor que venhas a fazer seja fruto datua espontaneidade e não por constran-gimento.
15
possível que ele tenha sido separa-do da tua companhia por algum tempo,
1
Paulo, inspirado pelo Espírito de Deus, escreve esta pequena carta (por volta do ano 61 d.C.), seguindo os principais preceitosa diplomacia grega: Em seu apelo a Filemom, cristão da cidade de Colossos e dono de muitos escravos (Cl 4.1; Ef 6.5). Paulonão se apresenta como “apstolo”, como normalmente fazia, mas simplesmente como “prisioneiro ou algemado no serviçoe Cristo”, criando empatia e fazendo com que sua abnegação seja um exemplo a Filemom. Paulo estava perto do fim de seuprimeiro aprisionamento em Roma. Um líder cristão somente pode apelar ao sacrifício ou consagração dos seus seguidores, àmedida em que ele próprio está disposto a dar sua parcela de contribuição pessoal.
2
Embora Paulo escreva esta carta em companhia de Timóteo, ele prefere usar a primeira pessoa a fim de enfatizar o grau depessoalidade e intimidade das solicitações. Filemom era dono de Onésimo que havia fugido, mas agora, convertido ao Senhor,esejava cumprir com suas obrigações espirituais, morais e sociais, a fim de proclamar seu bom testemunho cristão. Arquipo eraministro da Igreja em Laodicéia e filho de Filemom com Áfia (Cl 4.9-17). Paulo vivia em oração por seus discípulos e pela IgrejaFp 1.3,4,13; Ef 3.1; Cl 1.1).
3
 A f tem trs expressões aqui: fidelidade a Cristo e aos irmãos; confiança no Senhor e em seu amor providencial; amor naforma de ações práticas, especialmente pelos crentes (Jo 8.31; 7.17; 10.38; Hb 13.15,16; Cl 1.10).
 4
 A palavra “coração” é o correspondente mais próximo à expressão original grega que se traduziria literalmente por “intes-tinos”, pois se tratava da parte do corpo que, na cultura helênica daquela época, refletia os sentimentos mais íntimos do serhumano. Isso ocorria por simples comparação entre certos eventos emocionais e uma espécie de “frio na barriga” provocadopor eles (vv.12, 20).
5
Paulo faz um interessante jogo de palavras baseado no significado do nome Onésimo (em grego
til
), com o firme desejoe servir “em singeleza de coração” (Cl 3.22,23). Paulo o considerava um filho amado, como Timteo e Tito (1Tm 1.2; Tt 1.4).Filemom, por causa da sua confiança em Cristo, deveria receber Onésimo como um irmão querido (v.16).
6
Os apstolos e mestres tinham o direito de ser remunerados pelo tempo dedicado ao ensino de seus discpulos (v.19; Rm15.27). Assim, Paulo tinha todo o direito de cobrar por seu ministério junto a Filemom e sua casa. O valor seria o suficiente para aompra da escritura de posse de Onésimo (às vezes, homens de negócios, compreendem melhor um argumento bem racional e
FM_B.indd 28/8/2007, 17:29:59

Activity (10)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
JooManuel liked this
Juliana Oliveira Barbosa added this note
maravilhosa essa carta de paulo a filemom!!!!!!!!!!!que amor de irmão.
Davi Fróes liked this
duarterj liked this
Lucio Fabio liked this
Thiago Aquino liked this
rafaelabruna4740 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->