Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
54Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
TIPOS DE EXPLOSIVOS

TIPOS DE EXPLOSIVOS

Ratings: (0)|Views: 13,509 |Likes:
Published by Diego Nunes

More info:

Published by: Diego Nunes on May 10, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/21/2013

pdf

text

original

 
OPERAÇÕES MINEIRASTIPOS DE EXPLOSIVOS1 - Introdução
Comercialmente, 4 tipos de explosivos, sendo umdeles utilizado como iniciador (acessórios: cordeldetonante, estopim, espoletas, nonel, etc...).A seleção de um explosivo para uma dada tarefa naengenharia, tal como o desmonte de rocha, pode serclassificada de 3 maneiras:a) Altos explosivos (TNT, dinamites);b) Baixos explosivos (pólvora);c) Agentes detonantes (Anfo, Anfoa, Anfo pesado,Slurry, emulsões)
2 - Explosivos iniciadores
Graças ao seu alto custo, os iniciadores são utilizadossomente para iniciar altos explosivos. Após a iniciação,eles produzem um choque intenso, capaz de iniciar uma ondade detonação na carga explosiva.
3 - Altos explosivos (explosivos detonantes)
Os altos explosivos ou explosivos detonantes, sedecompõem com velocidades na faixa de 1500 a 9000 m/s eproduzem grandes volumes de gases e considerável calor àpressões extremamente altas. O desempenho de tais explosivosdepende principalmente do volume e da temperatura dos gasesproduzidos e da velocidade de detonação.
4 - Baixos explosivos (explosivos deflagrantes)
São explosivos de baixa velocidade de decomposição eque, mesmo quando confinados, queimam-se, progressivamente,em um intervalo de tempo muito longo (até 1000 m/s).Os explosivos deflagrantes correspondem às pólvoras,compostos pirocnicos e compostos propulsores paraartilharia e fogos de artifício, sem nenhuma aplicação namineração ou na engenharia, exceto no caso de rochasornamentais.
5 - Agentes detonantes
o misturas consistindo de um combusvel e umoxidante. O produto final, misturado ou encarchutado, nãopode ser detonado pela espoleta número 8.O agente detonante consiste primariamente de nitratosinornicos e carbonaceos e pode conter subsnciasadicionais o explosivas, tal como alumínio em ouferrosilício.A reação típica do Anfo é:3 NH4NO3+ CH2- 7 H2O + CO2+ 3 N2Os explosivos industriais de uso civil se dividem porsua vez em dois grandes grupos, em ordem de importância pornível de consumo e não de aparição no mercado, são:
 
a) Agentes explosivos - os principais são:- Anfo; - Emulsões;- Alanfo; - Anfo pesado.- Hidrogel;Essas misturas não levam, salvo algum caso,ingredientes intrinsecamente explosivos.b) Explosivos convencionais - necessitam para a suafabricação de substâncias intrinsecamente explosivas queatuam como sensibilizadores das misturas. Os mais conhecidossão;- Gelatinosos; - Pulverulentos;- De segurança (permissível).Agentes Explosivos:a) AnfoQualquer substância combustível pode ser usada com onitrato de amônio para produzir um agente explosivo. Nos EUAno final da década de 50 se utilizava o carvão em pó, quefoi substituído por combusvel quido que permitiamisturas mais íntimas e homogêneas com o nitrato de amônio.O produto mais utilizado é o óleo diesel, que frente aoutros quidos como a gasolina, querosene e outros,apresenta a vantagem de ter um ponto de volatilidade tãobaixo e, por conseguinte, menor risco de explosões de vapor.A reão de decomposição do sistema equilibrado emoxigênio é:3 NH4NO3+ CH2- 3 N2+ 7 H2O + CO2± 920 Kcal/gA mistura estequiotrica corresponde a 94,3% denitrato de amônio e 5,7% de óleo diesel, que equivale a 3,7litros de óleo diesel para cada 50 Kg de nitrato de amônio.A quantidade do combustível afeta a quantidade de gasesnocivos emanados na explosão (CO + NO). Quando nos desmontesos fumos produzidos tem a cor laranja, é um indicativo deuma percentagem insuficiente de óleo diesel, decorrente doAnfo ter absorvido água do furo ou não ter sido iniciadocorretamente.O diâmetro da carga influencia no velocidade do Anfo:Diâmetro Velocidade de detonação (m/s)1falha4 27106 35008 381012 396014 4180A densidade do Anfo é de 0,85 g/cm3Velocidade teórica: 5140 m/sComposição: Anfo, 94,6% por pesoO diâmetro crítico do Anfo é influenciado peloconfinamento e pela densidade de carga. Usado dentro de umfuro a uma densidade de 0,8 g/cm3, o diâmetro crítico é de25 mm, enquanto que com 1,15 g/cm3se eleva a 75 mm.
 
A sensibilidade de iniciação do Anfo diminui conformeaumenta o diâmetro do furo. Na prática os reforçadores de150 g são efetivos em diâmetro de carga inferiores aos 150mm, e acima desse calibre se recomenda reforçadores de 400 a500 g.O Anfo apresenta as seguintes vantagens:- Ocupa inteiramente o volume da furação;- Possui grande sensibilidade aos choques mesmo apósmisturado;- Redução do preço global de explosivo.As desvantagens do ANFO são:- Falta de resistência à água;- Baixa densidade;- Necessidade de um iniciador especial.b) AlanfoComo a densidade do Anfo é muito baixa, a energia queresulta por unidade de longitude de coluna é pequena. Parase elevar essa energia, desde 1968 que se vem acrescentandoAl ao Anfo com bons resultados cnicos e econômicos,sobretudo quando as rochas o massivas e os custos deperfuração são altos.Quando se mistura o nitrato de amônio com uma pequenaquantidade de Al a reação que se tem é a seguinte:2 Al + 3 NH4NO3- 3 N2+ 6 H2O + Al2O + 1650 cal/gSe a percentagem do alumínio é maior, tem lugar aseguinte reação:2 Al + 3 NH4NO3- 3 N2+ 6 H2O + Al2O + 2300 cal/gO limite prático, por questões de rendimento e economiase encontra entre 13 e 15%. Percentagens superiores a 25%fazem diminuir a eficiência energética.c) Hidrogéis (pastas, lamas ou slurrys)Os Hidrogéis são agentes explosivos constituídos porsoluções aquosas saturadas de nitrato de amônio, em menoruso com outros oxidantes como o nitrato de sódio e/ou delcio, em que se encontram dispersos os combusveis,sensibilizantes, agentes espessantes e gelatinizantes queevitam a segregação dos produtos sólidos.O desenvolvimento destes explosivos ocorreu no final dadécada de 50 quando Cook e Farnam, conseguiram os primeirosensaios positivos com uma mistura de 65% de Nitrato deAmônio, 20% de alumínio e 15% de água.Após esses primeiros resultados, Cook utilizou TNT comosensibilizante e assim começou no Canaa fabricãocomercial patenteada, estendendo-se depois aos EUA.Já em 1969 a Dupont desenvolveu os Hidrogéis (aquagel)que se caracterizavam por não conter os explosivostradicionais, nem metais particulares com sensibilizantesfundamentais, sendo que incorporavam como combusveissubsncias ornicas como os derivados das aminas,parafinas, açucares e outros.A solução de oxidantes esconstituída por água,nitrato de amônio e nitrato de sódio, a qual se adiciona

Activity (54)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Luís Monteiro liked this
ZQUADROS liked this
Roney Ariel liked this
Érick V. Rocha liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->