Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
10Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Sermão do Monte VIII: A pureza do coração (Mateus 5.8)

Sermão do Monte VIII: A pureza do coração (Mateus 5.8)

Ratings: (0)|Views: 3,990|Likes:
Published by basebiblica
Publicado em: www.base-biblica.blogspot.com, no dia 14/05/2011. Base Bíblica para a Vida Cristã - Um blog dedicado à publicação de estudos bíblicos.
Publicado em: www.base-biblica.blogspot.com, no dia 14/05/2011. Base Bíblica para a Vida Cristã - Um blog dedicado à publicação de estudos bíblicos.

More info:

Categories:Types, Speeches
Published by: basebiblica on May 14, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial No-derivs

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See More
See less

12/16/2012

pdf

 
Base Bíblica para a Vida Cristã - www.base-biblica.blogspot.com
 
1
Capítulo VIII A Pureza do Coração
 Alejandro G. Frank 
Introdução
A partir do capítulo anterior, começamos a ver uma nova etapa dentro da sequência das bem-aventuranças. Temos tratado três primeiras bem-aventuranças que destacam uma condiçãointerior do cristão: a humildade, isto é, como ele se humilha diante de Deus reconhecendo quenão é nada; o lamento, isto é, como ele se lamenta pelos seus pecados não querendo serassim e a mansidão, que é a forma em que o crente aceita a sua condição diante da Palavra deDeus e se submete à mesma. Como consequência disto, vimos que há como resultado umasede e fome por viver a justiça de Deus, por buscar as coisas do alto e fazer a vontade de Deus.Neste sentido, o crente busca uma solução para as três primeiras bem-aventuranças e obtémuma promessa para sua sede e fome: “aqueles que buscam serão fartos”. O crenteconstantemente busca a justiça de Deus, a vontade de Deus, e é farto pela mesma, mas aindaespera uma justiça maior que vai se manifestar no dia final, quando o Senhor instaurar a pazno Seu reino. Isto nos levou aos resultados no caráter do cristão, que é a quinta bem-aventurança, a misericórdia. Aquele que entende que obteve tudo por graça e misericórdia deDeus, também age da mesma maneira para com as outras pessoas. Eis aqui uma mudança defoco para o prático na vida do cristão, embora as outras bem-aventuranças tenham muitasaplicações práticas também, como já vimos nos capítulos anteriores. Vamos a considerar agorauma nova etapa nesta sequência, a sexta bem-aventurança:
“Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.” 
(Mateus 5.8)
 
Como já temos visto anteriormente, é evidente que esta é mais uma de todas as característicasque devem estar na vida do crente e não uma das opções para o crente escolher na sua vida.Os mesmos que verão a Deus (Mateus 5.8b) são aqueles aos quais pertence o Reino dos Céus(Mateus 5.3b) e são os que serão consolados (Mateus 5.4b) e assim por diante. Nesta novabem-aventurança, o Senhor afirma que o crente é aquele que tem um coração limpo. Umponto interessante nesta nova bem-aventurança é que, se há uma sequência definida nasmesmas, assim como temos visto até o momento, talvez fosse esperado que o Senhor tivessecolocado esta bem-aventurança no inicio e não neste estágio, depois das outras cinco bem-aventuranças anteriores. Talvez pensássemos que o Senhor deveria ter falado que alguém decoração puro será como resultado humilde, manso, misericordioso, etc. e não o contráriocomo aqui sucede. Lloyd-Jones vê nesta afirmação o que ele explica como o outro lado de umamontanha, o lado da descida. O tope foi a afirmação da quarta bem-aventurança: a sede efome da justiça. Nela está o centro do cristianismo autêntico. As três anteriores (humildade,lamento e mansidão) levam ao tope, à busca pela justiça de Deus. Mas do outro lado, temosum resultado, uma manifestação das características interiores do crente. Então, se primeiro eume humilhei diante do Senhor por minha condição e alcancei misericórdia (primeira bem-aventurança), depois da busca pela justiça de Deus na minha vida eu terei, como resultado,misericórdia com as outras pessoas (quinta bem-aventurança). Da mesma maneira, se eu melamentei por minha condição de ter um coração mau, pecaminoso, que precisa ser sarado
 
Base Bíblica para a Vida Cristã - www.base-biblica.blogspot.com
 
2
(segunda bem-aventurança), do outro lado do tope, depois de buscar a justiça de Deus, meucoração será limpo ou, melhor, limpado (sexta bem-aventurança). Algo similar acontece entrea mansidão (terceira bem-aventurança), de um lado do tope, e a busca pela paz (sétima bem-aventurança). Então, aqui são apresentadas as consequências positivas na vida do cristão quese remetem à sequência das primeiras bem-aventuranças que olhavam para o crente demaneira “negativa” por assim dizer.Mas agora, centralizando-nos na limpeza do coração, ou a pureza do coração, como otraduzem as versões de King James e Lutero. O que significa ser limpo ou puro de coração?Como isso se manifesta na vida do crente e quais as dificuldades a respeito. Precisamosentender e considerar esta bem-aventurança nas nossas vidas, pois se formos avaliados eachados com um coração impuro devemos considerar o aspecto contrário. Se os puros verão aDeus, então os impuros não. Como também disse Davi, no Salmo 24.3-4: “
Quem subirá aomonte do SENHOR? Quem há de permanecer no seu santo lugar? O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente
”. Assimsendo, abordaremos essas questões nas seguintes seções deste capítulo.
O que significa ser puro de coração
Vamos primeiro nos centralizar no significado da palavra “coração” no contexto das bem-aventuranças. O coração é sempre considerado na Bíblia como o centro ou alvo dasmensagens das Escrituras. Também é considerado o motor que dirige a vida e as decisões doser humano, como diz em Provérbios 4.23: “
Sobre tudo o que se deve guardar, guarda ocoração, porque dele procedem as fontes da vida
”. Continuamente a Bíblia nos exorta a cuidardo coração. Neste sentido, podemos ver que na bem-aventurança em consideração o SenhorJesus não está elogiando aos que detém grandes capacidades intelectuais, nem que possuemgrandes aptidões físicas, nem de grandes talentos artísticos ou similares, mas aos de coraçãolimpo. Assim sendo, não se trata de pessoas que detém apenas um grande conhecimentoacadêmico das Escrituras, embora isto seja muito importante para nossas vidas. Também nãose trata de pessoas que conseguem tocar bem um instrumento ou cantar bem no coral daigreja, embora isto seja muito bom e edificante. O Senhor está centralizando a importância docoração puro antes de todas as coisas. Como disse Lloyd-Jones
1
, o cristão sempre deve sepreocupar, em primeiro lugar, sobre o estado do coração das pessoas.Mas o que significa “coração”? Muitas vezes se confunde coração apenas com emoções esentimentos do momento, especialmente na atualidade, onde o
emocionalismo
religioso é temtomado tanta força. Por exemplo, quando dizemos que nos dói o coração, na verdade estamosquerendo dizer que sentimos um sentimento de opressão e de tristeza. Hoje em dia, muitasvezes nas igrejas se confunde emoções com pureza de coração. Há muitas igrejas queenfatizam unicamente as emoções do ser humano, buscando algum tipo de experiênciasobrenatural neste sentido, mas não é isto o que o Senhor Jesus está querendo dizer aqui. Nocontexto hebraico, quando se falava de coração se entendia como o centro da personalidade.Os judeus não entendiam a separação de razão e coração (sentimentos) da maneira que ofazemos nós. Quando na Bíblia fala de coração, sempre se refere à fonte de onde tudo procedee que inclui a mente, à vontade e as emoções. Quer dizer que a palavra “coração” considera o
1
“Estudos no Sermão do Monte” (D.M. Lloyd-Jones). Editora Fiel.
 
Base Bíblica para a Vida Cristã - www.base-biblica.blogspot.com
 
3
homem em sua totalidade. Por este motivo o Evangelho sempre aponta ao “coração”. Isto nãose refere a que o Evangelho aponta ao órgão chamado “coração”, mas que aponta ao centrodo homem, a sua mente, a sua vontade e a suas emoções, à totalidade do ser.Assim sendo, quando consideramos a segunda bem-aventurança, o lamento do cristão, vimosque nos lamentamos porque entendemos o que há no nosso coração e desejamos ser limpos,purificados. Isto é totalmente contrário à concepção moderna da psicologia, que atribui todosos atos malvados do ser humano às condições do meio ambiente no qual ele se desenvolveu. APalavra de Deus afirma que o nosso coração é mau desde o nascimento, isto é, a essência, ocentro do homem, aquilo que o move, as suas emoções, sua vontade e sua mente, estãocorrompidas pelo pecado. “
Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe
(Salmos 51.5). “
Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamentecorrupto; quem o conhecerá? Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos...
” (Jeremias 17.9-10a). Tirem todos os fatores do meio ambiente e verão queeles apenas contribuíram para
manifestar 
o que há no coração do homem. O pecado está ai,ele já habita no homem ímpio e vem à luz em diferentes situações da vida. Mas, graças a Deus,nesta bem-aventurança o Senhor está dizendo que há pessoas “limpas de coração”. O quesignifica ser
limpo ou puro
de coração? A seguir vamos a destacar alguns significados arespeito.
 A-
 
 A pureza do coração e a regeneração
A limpeza e a pureza e de coração são sinônimos e em diferentes traduções são usadas ambasas palavras indistintamente. Se considerarmos o anteriormente exposto, acerca do significadodo coração, é claro que não está se referindo a que há algumas pessoas que nasceram limpas epuras, “
 pois todos pecaram e carecem da glória de Deus
” (Romanos 3.23). O Senhor estáfalando aqui de pessoas que “foram limpadas”, que “foram purificadas” e que, portanto, agoratêm um coração puro. Isto nos faz lembrar do texto de Ezequiel 36.25-27:
“Então, aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossasimundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne.Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.” 
Este texto afirma que é o Senhor quem limpa os corações. O Senhor é quem retira o coraçãode pedra do ser humano e coloca um coração de carne, isto é, um coração sensível, umamente, emoções e vontade que buscam a Deus e que são sensíveis ao pecado. Agora temosum coração sensível, que sente dor pelo mal, que sofre e se lamenta quando peca. Esta é umadas marcas distintivas do cristão: ele se lamenta e se arrepende cada vez que peca. Ele temsede e fome de justiça e busca a santificação na sua vida. Vejam aqui que, quando a Bíblia estátratando de um coração puro, não está se referindo a um coração que não tem mais lutascontra o pecado e que não resvala e, muitas vezes, cai. Mas aqui, está se referindo a umcoração que é sensível a essas coisas. Assim sendo, um coração lavado, purificado, representaum coração que já não é endurecido em relação ao pecado. O crente deve estar limpocompletamente neste sentido, como disse o Senhor a Pedro na ceia: “Quem já se banhou nãonecessita de lavar senão os pés; quanto ao mais, está todo limpo. Ora, vós estais limpos, masnão todos” (João 13.10). Observem que os discípulos eram considerados limpos pelo Senhor,

Activity (10)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Julito Costa liked this
Joyce Chacon liked this
João Batista liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->