Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
7Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Neurofisiologia e Neuroanatomia Do TDAH

Neurofisiologia e Neuroanatomia Do TDAH

Ratings: (0)|Views: 887 |Likes:
Published by Selene Calafange

More info:

Categories:Types, Reviews
Published by: Selene Calafange on May 15, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/29/2013

pdf

text

original

 
Neurofisiologia e Neuroanatomia do TDAH
Autoras: CALAFANGE, S. B.; MENDES, C. O
Trabalho apresentado no I Encontro de Neuropsicologia – Faculdade deCiências Humanas - ESUDA – 2004
Recife,2004
 
1. INTRODUÇÃO
O transtorno de déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é um problemade saúde mental que tem apresenta três caractesticas sicas:
adesateão, a agitação (ou hiperatividade) e a impulsividade
. Estetranstorno tem um grande impacto na vida da criança ou do adolescente e daspessoas com as quais convive.Pode levar a dificuldades emocionais de relacionamento familiar e social,como um baixo desempenho escolar. Rohde & Benczik (199, p. 37).O TDAH é um problema que deve ser diagnosticado por um médico ouum psicólogo embora o tratamento em geral seja coordenado por um médicouma vez que existe a necessidade muito comum de se utilizar medicamento.Deve existir uma equipe integrada de diferentes profissionais que acompanha opaciente (neurologistas, neuropsicólogo, psiquiatras, psicólogos e pedagogos)ou outros profissionais necessários a cada caso. Mattos (2003, p. 16).Do mesmo modo que em incontáveis outros problemas médicos, nãoexiste uma causa específica definida. Isso não significa, entretanto, que nãopossamos afirmar um grande número de coisas acerca do transtorno e de seutratamento. Ocorre o mesmo, por exemplo, com a hipertensão arterial (pressãoalta), enfermidade extremamente comum (acometendo mais de 10% dapopulação geral) cuja causa específica é ignorada. Mattos (op. Cit.).
2. OBJETIVO
Descrever as principais características do TDAH, bem como as suasbases neuroanatômicas e neurofisiológicas.
3. METODOLOGIA
O presente trabalho constou de um levantamento bibliográfico a respeitodo assunto, a partir de obras encontradas na biblioteca da F. C. H. – ESUDA etextos eletrônicos em sites especializados.
 
De posse o assunto, os temas de interesse foram separados einterpretados, para a preparação final deste trabalho. Palavras-chave como:Comportamento, hiperatividade, desatenção, etc, foram utilizadas como critériopara a formulação da pesquisa.
4. CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS DO TDAH (C. I. D. 10)Critérios Diagnósticos para Transtorno de Déficit deAtenção/Hiperatividade
A. Ou (1) ou (2)1) seis (ou mais) dos seguintessintomas de desatenção persistiram por pelo menos 6 meses, em grau mal-adaptativo e inconsistente com o nível de desenvolvimento:Desatenção:(a)freqüentemente deixa de prestar atenção a detalhes ou comete erros por descuido em atividades escolares, de trabalho ou outras(b) com freqüência temdificuldades para manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas(c) comfreqüência parece não escutar quando lhe dirigem a palavra(d) com freqüênciao segue instruções e o termina seus deveres escolares, tarefasdomésticas ou deveres profissionais (não devido a comportamento de oposiçãoou incapacidade de compreender instruções)(e) com freqüência tem dificuldadepara organizar tarefas e atividades(f) com freqüência evita, antipatiza ou relutaa envolver-se em tarefas que exijam esforço mental constante (como tarefasescolares ou deveres de casa)(g) com freqüência perde coisas necessáriaspara tarefas ou atividades (por ex., brinquedos, tarefas escolares, lápis, livrosou outros materiais)(h) é facilmente distraído por estímulos alheios à tarefa(i)com freqüência apresenta esquecimento em atividades diárias.(2) seis (ou mais) dos seguintes sintomas de hiperatividade persistirampor pelo menos 6 meses, em grau mal-adaptativo e inconsistente com o nívelde desenvolvimento:Hiperatividade:(a) freqüentemente agita as mãos ou ospés ou se remexe na cadeira(b) freqüentemente abandona sua cadeira em salade aula ou outras situações nas quais se espera que permaneça sentado.(c) freqüentemente corre ou escala em demasia, em situações nas quaisisto é inapropriado (em adolescentes e adultos, pode estar limitado asensações subjetivas de inquietação)(d) com freqüência tem dificuldade parabrincar ou se envolver silenciosamente em atividades de lazer(e) esfreqüentemente "a mil" ou muitas vezes age como se estivesse "a todo

Activity (7)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Fabiana Dias liked this
Fabio Lomes liked this
Thiago Schaefer liked this
clenes_mendes liked this
Selene Calafange liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->