Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
6Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Trabalho Final Fim Do Curso

Trabalho Final Fim Do Curso

Ratings: (0)|Views: 1,697|Likes:
Published by Ermelinda Cardoso

More info:

Published by: Ermelinda Cardoso on May 15, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

01/17/2013

pdf

text

original

 
INTRODUÇÃO
A escola de trinta ou cinquenta anos atrás e a escola de hoje são instituições diferentes,mudaram os alunos, mudou a função social da escola exigindo, portanto, mudança de suaorganização e funcionamento. Assim essas instituições preparam profissionais qualificados queestejam à altura dessa nova sociedade em transformação.Sabe-se que a história da educação é tão complexa e diversificada quanto o trabalho diário e ahistória profissional do Inspector Escolar. O papel do Supervisor Educacional já passou por muitos caminhos, com acções questionadas e criticadas, mas com uma contribuição específicaimportante a dar no processo educativo. Ao longo dos tempos, muitas são as pesquisas quelevam a reflectir sobre este tema e a sua trajectória histórica.Considerando a importância da função do Supervisor Educacional na Escola, onde desempenhao papel de “intelectual transformador” e a necessidade de se pensar em um trabalho dentro deuma perspectiva dialógica, além de que muitas são as teorias relacionadas à evolução daSupervisão Educacional e a existência dos paradigmas norteadores da acção supervisora naEscola, actualmente, é importante apurar, de forma teórica e real, qual a verdadeira importânciadesse serviço em relação a organização escolar e consequentemente ao aproveitamentoescolar / aprendizagem efectiva do aluno, através do agir supervisor directamente voltado aotrabalho docente, uma vez que é o professor quem está mais intimamente ligado e imbuído doprocesso ensino-aprendizagem orientado aos educandos ontem, hoje e o será amanhã.Historicamente, a função do Supervisor Escolar modificou-se. Seu objecto de trabalho e suasacções, inicialmente voltados para o controle e para a inspecção, passam a ser mais complexose desafiadores, pois dizem respeito à formação, à orientação, ao acompanhamento do trabalhopedagógico dos professores em serviço.O Supervisor Escolar, portanto, é o profissional organizador ou orientador do trabalhopedagógico desenvolvido pelos professores em uma escola, e a liderança frente a este grupopassa a ser inerente à sua função, mas isso não garante que ele actue como tal.Assim, dado a importância deste profissional no contexto escolar, o presente trabalho de fim decurso para a obtenção do grau de licenciatura, tem como tema O PERFIL E COMPETENCIASDO SUPERVISOR ESCOLAR E SUA IMPORTÂNCIA NA ESCOLA.A importância teórica deste trabalho consiste em aprofundar os conhecimentos sobre o perfil ecompetências dos supervisores escolares de modo a contribuir para o desenvolvimento daOrganização e administração da escola.Visando compreender se o perfil e competências do supervisor escolar, responde as exigênciasactuais para a melhoria da organização das escolas, o presente trabalho objectiva:
rever 
as teorias relacionadas à evolução da Supervisão Educacional;
rever 
as concepções sobre Supervisão Educacional encontradas na escola, hoje;
1
 
ressaltar 
a importância da função/atribuições do Supervisor Educacional, na Escola, e osprincipais paradigmas educacionais norteadores da acção supervisora.
analisar 
as diferentes posições teóricas de diversos autores sobre a importância do supervisor escolar na organização das escolasPesquisa bibliográfica para Marconi e Lakatos, (2002:36) 14, o mesmo “ visa a busca deinformações bibliográficas, permitindo navegar nas variadas obras de diferentes autores, a fimde obter informações relacionadas com a problemática em estudo, para que de forma lógica ecriativa se possa fazer critica e estabelecer comparações, extrair-se conclusões entre outrosaspectos, a volta do tema em estudo”.Para o autor, este método possibilitou a busca de dados bibliográficos de diferentes autores, afim de obterem informações relacionadas com a problemática em causa para que, de formaclara, precisa e concisa, se pudessem estabelecer comparações à volta das competênciasprofissionais dos supervisores escolares e determinar a sua importância na organização eadministração escolar, através dos métodos de análise documental e referencial da bibliografia.
2
 
I – DESENVOLVIMENTO
1 –
O PERFIL E COMPETENCIAS DO SUPERVISOR ESCOLAR E SUA IMPORTANCIA NAESCOLA1.1 CONCEITUAÇÃO DE SUPERVISÃO EDUCACIONAL
As pesquisas e estudos voltados para a Supervisão Escolar fizeram com que esta função fosseconceituada sob vários enfoques. Trazendo a origem etimológica da palavra ‘supervisionar’,temos: ’SUPERVISIONAR = SUPERVISAR’ e ‘SUPERVISAR = dirigir ou orientar em planosuperior; superintender, supervisionar’ FERREIRA, 1993, p. 520).Dentro desta perspectiva, Nérici (1974, p. 29), afirma que Supervisão Escolar é a “visão sobretodo o processo educativo, para que a escola possa alcançar os objectivos da educação e osobjectivos específicos da própria escola”.Este olhar exclui os sujeitos envolvidos no processo educativo, ou seja, a ‘escola’ e os‘objectivos da educação’ são o foco do trabalho, sem que sejam considerados os professores,alunos, especialistas, demandas sociais ou qualquer outra variável dentro desse processo.Alguns anos depois, já se percebe um avanço em termos de conceituação de SupervisãoEscolar, quando Rangel (1988, p. 13), reconhece a necessidade de relação deste com osoutros profissionais da escola: “um trabalho de assistência ao professor, em forma deplaneamento, acompanhamento, coordenação, controle, avaliação e actualizão dodesenvolvimento do processo ensino-aprendizagem”.Esta conceituação propõe que aSupervisão seja percebida levando-se em conta duas outras dimensões: a relação entre ossujeitos, Supervisor Professor, e o ensino-aprendizagem, objecto de trabalho dessesprofissionais, ultrapassando a simples execução de tarefas e a ‘fiscalização’ do trabalhorealizado. Seguindo nesta linha, Alonso (2003, p. 175) afirma que a Supervio, nestaperspectiva relacional e construída no quotidiano da escola,(...) vai muito além de um trabalho meramente técnico-pedagógico, como é entendido comfrequência, uma vez que implica uma acção planeada e organizada a partir de objectivos muitoclaros, assumidos por todo o pessoal escolar, com vista ao fortalecimento do grupo e ao seuposicionamento responsável frente ao trabalho educativo.Desvela-se, assim, a função do Supervisor como referência frente ao grupo, frente ao todo daescola. Este profissional enquanto responsável pela ‘coordenação’ do trabalho pedagógicoassume uma liderança, um papel de responsável pela articulação dos saberes dos professorese sua relação com a proposta de trabalho da escola.Alarcão (2004, p. 35), refere-se a este profissional como líder, definindo como objecto de seutrabalho “o desenvolvimento qualitativo da organização escolar e dos que nela realizam seutrabalho de estudar, ensinar ou apoiar a fuão educativa por meio de aprendizagensindividuais e colectivas”.Estas definições revelam um enriquecimento nas atribuições do Supervisor Escolar.
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->