Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Introdução à Mecânica das Rochas Aula 2

Introdução à Mecânica das Rochas Aula 2

Ratings: (0)|Views: 551 |Likes:
Published by Marcus Cândido

More info:

Published by: Marcus Cândido on May 17, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/17/2013

pdf

text

original

 
INTRODUINTRODUÇÇÃOÃOÀÀMECÂNICA DAS ROCHASMECÂNICA DAS ROCHAS
Licenciatura em Geologia Aplicada e do AmbienteLicenciatura em Geologia Aplicada e do Ambiente--2005/20062005/2006Fernando M. S. F. Marques *Fernando M. S. F. Marques *
* Departamento de Geologia, Faculdade de Ciências de Lisboa* Departamento de Geologia, Faculdade de Ciências de LisboaINTRODUINTRODUÇÇÃOÃOÀÀMECÂNICA DAS ROCHASMECÂNICA DAS ROCHASDEFINIDEFINIÇÇÕES PRÕES PRÉÉVIAS:VIAS:
--
SOLOSOLO – –Material naturalMaterial naturaldesagregdesagregáávelvelpor imersão empor imersão emááguagua
--
ROCHAROCHA--Material natural nãoMaterial natural nãodesagregdesagregáávelvelpor imersão empor imersão emááguagua(Conceito substancialmente diferente do considerado na(Conceito substancialmente diferente do considerado naGeologia)Geologia)
--
DescontinuidadesDescontinuidades – –interrupinterrupçções do contões do contíínuo de uma dada rocha, semnuo de uma dada rocha, semimplicaimplicaçções genões genééticas: podem ser fracturas resultantes de esfor ticas: podem ser fracturas resultantes de esfor çços tectos tectóónicos emnicos emcompressão, corte (compressão, corte (cisalhamentocisalhamento), trac), tracçção, fracturas de descompressão, juntasão, fracturas de descompressão, juntasde estratificade estratificaçção, planos de xistosidade ou de clivagemão, planos de xistosidade ou de clivagemxistentaxistenta, que impliquem, que impliquemquebra das propriedades mecânicas dos blocos de rocha adjacenquebra das propriedades mecânicas dos blocos de rocha adjacentes.tes.
--
CompartimentaCompartimentaççãoão--Divisão do contDivisão do contíínuo rochoso de um macinuo rochoso de um maciçço por o por descontinuidades.descontinuidades.
 
Mecânica das RochasMecânica das Rochas
Trata a resposta das rochas e dos maciTrata a resposta das rochas e dos maciçços rochososos rochososààaplicaaplicaçção de perturbaão de perturbaççõesõesNo caso das perturbaNo caso das perturbaçções naturaisões naturais
 
, a Mecânica das Rochas, a Mecânica das Rochasééaplicadaaplicadaààdeformadeformaçção dasão dasrochas, no contexto da Geologia Estrutural:rochas, no contexto da Geologia Estrutural:
--
Estudo de Falhas, dobras e fracturas, causadas por tensões geradEstudo de Falhas, dobras e fracturas, causadas por tensões geradas por movimentosas por movimentosorogorogéénicos e outros processos geolnicos e outros processos geolóógicos (gicos (subsidênciasubsidência;;diagdiagéénesenese;;riftingrifting; descompressão por ; descompressão por exumaexumaçção).ão).
No caso das perturbaNo caso das perturbaçções causadas pelo homemões causadas pelo homem
, a Mecânica das Rochas
 
, a Mecânica das Rochasééaplicada paraaplicada paraprever o comportamento dos maciprever o comportamento dos maciçços faceos faceààs solicitas solicitaçções que lhe vão ser impostas, por:ões que lhe vão ser impostas, por:
--
EscavaEscavaçções a cões a cééu abertou aberto--taludes em obras lineares; minas a ctaludes em obras lineares; minas a cééu aberto; taludes de barragens eu aberto; taludes de barragens ealbufeiras (encontros; margens)albufeiras (encontros; margens)
--
EscavaEscavaçções e obras subterrâneasões e obras subterrâneas--actividade mineira; tactividade mineira; túúneis rodovineis rodoviáários e ferrovirios e ferroviáários;rios;cavidades subterrâneas para armazenamento (combustcavidades subterrâneas para armazenamento (combustííveis; resveis; resííduos);duos);óórgãos subterrâneos dergãos subterrâneos debarragens (galerias de desvio; centrais hidroelbarragens (galerias de desvio; centrais hidroelééctricas); centrais nucleares; instalactricas); centrais nucleares; instalaçções militares;ões militares;Ou, no contexto da Geologia de Engenharia:Ou, no contexto da Geologia de Engenharia:
--
ÀÀananáálise da estabilidade de vertentes para estudos de perigosidade,lise da estabilidade de vertentes para estudos de perigosidade,ou previsão de impactesou previsão de impactessobre obras: Resposta dos macisobre obras: Resposta dos maciçços aos agentes da geodinâmica externa (chuvas; inundaos aos agentes da geodinâmica externa (chuvas; inundaçções;ões;posiposiçção do não do níívelvelpiezompiezoméétricotricodasdasááguas subterrâneas; impactos de ondas; erosão de sopguas subterrâneas; impactos de ondas; erosão de sopéé) e) eààdegradadegradaçção da resistência dos macião da resistência dos maciçços (fluência; cedência progressiva; erosão interna;os (fluência; cedência progressiva; erosão interna;dissoludissoluçção;ão;meteorizameteorizaççãoão))
100m
Algarve: Praia de Porto de MAlgarve: Praia de Porto de Móós (1993)s (1993)CretCretáácico inferior cico inferior  – –AptianoAptianoMargasMargase calce calcáários de Porto de Mrios de Porto de Móóss
-
Alternância de camadas com grande contraste de resistência –calcários margosos e margas
-
Relaxação de tensões por exumação
-
Margasdesagregam-se com os ciclos de secagem-molhagem
-
Cedência das margasaproveita fracturas pré-existentesnas camadas de calcário-Erosão marinha de sopéremove detritos e contribui para aumento do declive
 
SamouqueiraSamouqueira,,RogilRogil(Aljezur)(Aljezur)CarbCarbóónico,nico,NamurianoNamurianomméédiodio--VestefalianoVestefalianoinferior inferior FormaFormaçção da Brejeiraão da Brejeira
-
Alternância de camadas com grandecontraste de resistência grauvaquesexistos argilosos
-
Relaxação de tensões por exumação
-
Xistos desagregam-se com os ciclosde secagem-molhagem
-
Cedência dos xistos aproveita fracturaspré-existentesnas camadas de grauvaque
-
Erosão marinha de sopéremove detritose contribui para aumento do declive
So
SamouqueiraSamouqueira,,RogilRogil(Aljezur)(Aljezur)
-Fluência lenta dos xistos (relaxação de tensões existentes no interior do maciço por exumação –remoção doconfinamentolateral da escarpa pela evolução natural da arriba) e basculamento em direcção ao exterior do talude(tombamentoou “toppling”).-Abertura de fendas de tracção junto ao topo da escarpa aproveitando descontinuidades pré-existentes:Fracturas e juntas de estratificação

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Marcelo Araújo liked this
julia_camargo88 liked this
Rufino Camela added this note
Gostei força.
veracaputo72 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->