Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
24Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
TGP - JURISDIÇAO

TGP - JURISDIÇAO

Ratings: (0)|Views: 3,180 |Likes:
Published by casadodoce_nayanne

More info:

Published by: casadodoce_nayanne on May 23, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/11/2013

pdf

text

original

 
 CURSO DE DIREITODISCIPLINA: HERMENÊUTICA JURÍDICA ETEORIA DA ARGUMENTAÇÃO
Alunos:
Adriana da SilvaGetúlio CostaGilvan CabralMarcone PessoaSitna Paiva
Jurisdição
Professora:
Tânia Castelliano
 
 João Pessoa, 25 de Agosto de 2010. Trabalho complementar dadisciplina Hermenêutica Jurídica e Teoria daArgumentação do curso deDireito, da turma 3NA.
 
JURISDICERE/JURISDIÇÃO
(dolatim
 juris 
, "direito", e
dicere 
, "dizer")
 
CONCEITO
 José de Albuquerque Rocha
1
 
nos ensina que “a
 jurisdição é afunção de atuação terminal do direito exercida pelos órgãos do Poder Judiciário independentes e imparciais, compondo conflitos deinteresses mediante a aplicação da lei através do devido processo
legal”.
 Vicente Greco Filho
2
a conceitua com
o “o poder, função e
atividade de aplicar o direito a um fato concerto, pelos órgãos públicosdestinados a tal, obtendo-
se a justa composição da lide”.
É poder,porque emana da soberania do Estado (Poder Judiciário); é função,porquanto consiste em uma obrigação estatal a sua realização, e éatividade, uma vez que atua por meio de uma sequência de atosprocessuais.
Antônio Carlos de Araújo Cintra, Ada Pellegrini Grinover eCândido Rangel Dinamarco
3
a definem como “uma das funções do
Estado, mediante a qual este se substitui aos titulares dos interessesem conflitos para, imparcialmente, buscar a pacificação do conflitoque os envolve com a justiça. Essa pacificação é feita mediante aatuação da vontade do direito objetivo que rege o caso apresentado emconcreto para ser solucionado; e o Estado desempenha essa funçãosempre mediante o processo, seja expressando imperativamente opreceito (através de uma sentença de mérito), seja realizando nomundo das coisas o que o preceito estabelece (através da execuçãofor
çada)”.
 Para Sérgio Frederico Marques
4
, “a jurisdição é a atividade estatal
exercida por órgão que se superpõe aos titulares dos interesses emconflito, dentro do processo. Tanto isso é exato que é através doprocesso que o referido órgão fará aplicação da norma jurídica
pertinente ao caso”.
 Sérgio Bermudes
5
, partindo das características da jurisdição,conceitua-
a como “a função estatal de aplicação coercitiva do direito,
mediante decisões de autoridade indiscutível, substitutivas da vontade
1
 
Teoria geral do processo, p. 86.
2
 
Direito processual civil brasileiro, p. 173.
3
 
Teoria geral do processo, p. 129.
4
 
Instituições do direito processual civil, vol. 1, p. 181
5
 
Introdução ao processo civil, p. 22-23
 
dos jurisdicionados, destinados a prevenir ou solucionar os conflitos
sociais, ou a administrar interesses sociais relevantes”.
 Assim sendo, podemos definir jurisdição como a atividade estatal,exercida primordialmente pelo Poder Judiciário, pela qual sesolucionam, tendo por instrumento o processo, os conflitosintersubjetivos de interesses que lhe são submetidos à apreciação.
CARACTERÍSTICAS
Para caracterizar a jurisdição, muitos critérios foram propostospela doutrina tradicional, apoiada sempre em premissasexclusivamente jurídicas e despreocupada das de caráter sócio-político. Hoje a perspectiva é substancialmente outra, na medida emque a moderna processualística busca a legitimidade do seu sistemana utilidade que o processo e o exercício da jurisdição possam oferecerà nação e às suas instituições. Então, são características da jurisdição:
Unidade
 A jurisdição é uma e indivisível, porquanto atributo da soberaniaestatal.Há em cada Estado uma única soberania logicamente, uma única jurisdição. Não sendo a soberania passível de fracionamento,haveremos de ter também uma jurisdição indivisível.
Substitutividade
A atividade do juiz substitui a atuação particular dos litigantes.Com efeito, quando as pessoas não obtêm uma soluçãoextrajudicial para determinado litígio, podem levar o fato aoconhecimento do Poder Judiciário. Incumbe a este, substituindo avontade das partes, dirimir o conflito, aplicar a solução para o casoconcreto e, se for o caso, a pedido do vencedor, impor coercitivamenteao vencido a decisão.
Definitividade
As decisões judiciais de mérito, uma vez transitadas em julgado,ganham o cunho de definitividade e irrevogabilidade (
res judicata 
).Essa característica difere a atividade administrativa da jurisdicional.Enquanto a decisão administrativa irrecorrível é passiva de anulação

Activity (24)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Rebeca Beatriz liked this
Gabi Casini liked this
Bruna Suzigan liked this
Svlatza liked this
Regiane Araujo liked this
Aloísio Júnior liked this
Erlon Sousa liked this
Anderson Correia liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->