Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
8Activity
P. 1
Mercados Verdes. Etnografia do pensamento sustentável. deciodez@gmail.com

Mercados Verdes. Etnografia do pensamento sustentável. deciodez@gmail.com

Ratings: (0)|Views: 1,187|Likes:
Dissertação apresentada no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciências Sociais.

Podemos caracterizar diferentes tipos de mobilizações da sociedade em prol da natureza em cada momento da história, desde representações mais filosóficas até decisões voltadas para políticas públicas. Entretanto, a atual discussão sobre os problemas ocasionados aos ecossistemas tem se configurado também em novas formas de atuação que envolve o campo econômico. Os diferentes mercados passam a ser incluídos como espaços de possibilidades de proteção ambiental, o que provoca mudanças perceptíveis, pela adoção da noção que vem sendo denominada como “desenvolvimento sustentável” e pela criação de tentativas para descarbonizar as atividades produtivas (neutralização do CO2). Mas esta nova forma de preservação ambiental só vem sendo possível e legitimada a partir da participação de movimentos ambientalistas, o que causa estranheza, já que estes movimentos buscaram distanciamento da lógica de mercado em outros momentos. A partir de uma abordagem etnográfica do pensamento moderno, realizada em revistas de circulação nacional, que tratam da emergência e das possibilidades do “desenvolvimento sustentável”, este estudo tem o objetivo de compreender como o pensamento voltado para “sustentabilidade” constrói a ideia do mercado associado à proteção ambiental. Através desse estudo foi possível identificar a multiplicidade de formas de pensamento, que redefinem fronteiras e/ou intersecções entre natureza e cultura, entre sociedade e economia.
Dissertação apresentada no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciências Sociais.

Podemos caracterizar diferentes tipos de mobilizações da sociedade em prol da natureza em cada momento da história, desde representações mais filosóficas até decisões voltadas para políticas públicas. Entretanto, a atual discussão sobre os problemas ocasionados aos ecossistemas tem se configurado também em novas formas de atuação que envolve o campo econômico. Os diferentes mercados passam a ser incluídos como espaços de possibilidades de proteção ambiental, o que provoca mudanças perceptíveis, pela adoção da noção que vem sendo denominada como “desenvolvimento sustentável” e pela criação de tentativas para descarbonizar as atividades produtivas (neutralização do CO2). Mas esta nova forma de preservação ambiental só vem sendo possível e legitimada a partir da participação de movimentos ambientalistas, o que causa estranheza, já que estes movimentos buscaram distanciamento da lógica de mercado em outros momentos. A partir de uma abordagem etnográfica do pensamento moderno, realizada em revistas de circulação nacional, que tratam da emergência e das possibilidades do “desenvolvimento sustentável”, este estudo tem o objetivo de compreender como o pensamento voltado para “sustentabilidade” constrói a ideia do mercado associado à proteção ambiental. Através desse estudo foi possível identificar a multiplicidade de formas de pensamento, que redefinem fronteiras e/ou intersecções entre natureza e cultura, entre sociedade e economia.

More info:

Published by: Décio Soares Vicente on May 23, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2013

pdf

text

original

 
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SULFACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANASPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAISMESTRADO EM ORGANIZAÇÕES E SOCIEDADEDÉCIO SOARES VICENTE
MERCADOS VERDES:Etnografia do Pensamento Sustentável
PORTO ALEGRE, 30 DE MARÇO DE 2011
 
2
DÉCIO SOARES VICENTE
MERCADOS VERDES:Etnografia do Pensamento Sustentável
Orientadora: Drª. Lúcia Helena Alves MüllerPORTO ALEGRE2011Dissertação apresentada no Programa dePós-Graduação em Ciências Sociais daFaculdade de Filosofia e CiênciasHumanas da Pontifícia UniversidadeCatólica do Rio Grande do Sul comorequisito parcial para obtenção do grau deMestre em Ciências Sociais.
 
3
DÉCIO SOARES VICENTE
MERCADOS VERDES:Etnografia do Pensamento Sustentável
Orientadora: Drª. Lúcia Helena Alves MüllerAprovada em ____ de _____________ de 2011.BANCA EXAMINADORA: ________________________________________ Profª. Drª. Lúcia Helena A. Muller ________________________________________ Profª. Drª. Isabel Cristina Moura Carvalho ________________________________________ Prof. Dr. Arlei Sander DamoDissertação apresentada no Programa dePós-Graduação em Ciências Sociais daFaculdade de Filosofia e CiênciasHumanas da Pontifícia UniversidadeCatólica do Rio Grande do Sul comorequisito parcial para obtenção do grau deMestre em Ciências Sociais.

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
marcioneske liked this
Luciana Ferreira liked this
Symon Ribeiro liked this
Íris Do Carmo liked this
Íris Do Carmo liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->