Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
5Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Ética

Ética

Ratings: (0)|Views: 1,645|Likes:
Published by Webflavia

More info:

categoriesTypes, Research
Published by: Webflavia on May 30, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

06/06/2013

pdf

text

original

 
ÉTICAROSARINHA BASTOS
2004
 
 Ética é a ciência do comportamento moral dos homens em sociedade, cujo objeto é a moral, ou seja, o conjunto deregras de comportamento e formas de vida através dasquais tende o homem a realizar o valor do bem
.
 
I - INTRODUÇÃOAs teorias éticas, no sentido puro do termo, são marcadamente diferentesdos sistemas ou doutrinas morais, que têm por objetivo a elaboração deconjuntos específicos de regras de conduta que orientem a vida (por exemplo,a moral cristã). Também se distingue da ética prática ou aplicada, que analisaos argumentos empregados para embasar determinadas premissas ouconclusões morais (por exemplo, a condenação ou aceitação do aborto).A questão geralmente considerada fundamental na
ética filosófica
é a justificação da moralidade, isto é, se é possível ou não demonstrar que umaação moral é racional.As escolas e correntes éticas podem ser divididas em três categorias:
A primeira deriva da Ética de Aristóteles e privilegia as virtudes (justiça,caridade e generosidade), tidas como propensas tanto a provocar umsentimento de realização pessoal àquele que age quanto simultaneamente beneficiar a sociedade em que o mesmo vive. A ética aristotélica, por valorizar a harmonia entre a moralidade e a natureza humana, concebendoa humanidade como parte da ordem natural do mundo, é tambémqualificada como naturalista;
A segunda categoria, representada de modo mais sistemático e profundo por Kant, faz do conceito de dever o ponto central da moralidade (chamadadeontologia). Kant dizia que a única coisa que se pode afirmar que seja boaem si mesma é a “boa vontade” ou boa intenção, aquela que se põelivremente de acordo com o dever. O conhecimento do dever, segundoKant, é conseqüência da percepção, pelo sujeito, de que ele é um ser racional e que, portanto está obrigado a obedecer ao que Kant chamou
imperativo
 
categórico:
a necessidade de se respeitar todos os seresracionais na qualidade de
 fins em si mesmos
. As idéias de Kant acerca damoralidade estão estreitamente ligadas à sua visão do livre arbítrio;
A terceira corrente dentro da ética é o utilitarismo, segundo o qual oobjetivo da moral é o de proporcionar o máximo de felicidade ao maior número de pessoas. As teorias relativas à ética também podem ser divididas conforme afirmação ou negação da existência de uma verdademoral objetiva.
 Hume
, por exemplo, como subjetivista, sustentava que amoralidade está profundamente enraizada nos sentimentos humanos, enão em um princípio objetivo. A ética, no último século, tem lidado principalmente com a análise do significado da linguagem moral,

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Sol Silva J liked this
Kelly Brunette liked this
divalnir liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->