Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
2Coríntios (Moody)

2Coríntios (Moody)

Ratings: (0)|Views: 481 |Likes:
Published by debvida

More info:

Published by: debvida on May 30, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/13/2014

pdf

text

original

 
2 CORÍNTIOS 
 
INTRODUÇÃOA Ocasião da Carta.
Os assuntos principais, que dizem respeito aorelacionamento de Paulo com a igreja em Corinto foram tratados másespecificamente na Introdução à I Coríntios do que aqui. A ocasiãopropriamente dita que provocou a escrita da II Coríntios centraliza-se emcertas cases que surgiram na igreja depois de despachada a primeiracarta. Para se expor concisamente os fatos conhecidos, parece que Pauloenviou Tito a Corinto a fim de corrigir certos abusos e para incentivar oscrentes a completarem sua contribuição para os santos em Jerusalém.Paulo, perturbado, partiu de Éfeso e chegou a Trôade esperandoencontrar Tito. Ainda mais perturbado por não ter encontrado Tito emTrôade, partiu apressadamente para a Macedônia. Ali, tendo acabado dechegar de Corinto, Tito encontrou-se com Paulo, trazendo notíciasencorajadoras. Mas as coisas na igreja em Corinto não estavam comodeviam estar. As notícias encorajadoras foram quase dissipadas pelo fatode agoureiros prenúncios de tempestade estarem se acumulando nohorizonte da vida da igreja em Corinto. Paulo tinha de agir rápida eseveramente. Tinha de fazer três coisas: 1) apresentar o Evangelho maisclaramente aos cristãos; 2) pressioná-los quanto à conclusão de suaprometida contribuição; 3) pulverizar toda a oposição contra seuministério e autoridade apostólicos com uma defesa sem paralelo. Estes
 
2 Coríntios (Comentário Bíblico Moody) 2pontos constituem a estrutura sobre a qual todos os pensamentos destasegunda carta se aglomeram.
Data e Lugar.
Poucas dúvidas há de que esta carta tenha sidoescrita na terceira viagem missionária de Paulo (57 A.D.) – alguns mesesou possivelmente um ano ou mais depois de I Coríntios. Foi escrita naMacedônia, provavelmente em Filipos.
A Unidade da Carta.
Alguns mestres modernos defendem que IICoríntios não é um trabalho unificado. 1) Afirmam que 6:14 – 7:1 é umainterpolação, porque interrompe a seqüência do pensamento. Mas osmovimentos de Paulo nem sempre correspondem às idéias modernas dedesenvolvimento. Um autor tratando de uma certa situação pode termotivos para uma aparente digressão que pode parecer inteiramenteirreconhecível para um crítico moderno. 2) Esses mesmos mestresdefendem que o capítulo 9 repete em grande parte o que se encontra nocapítulo 8. Entretanto, se alguém estudar estes capítulos com cuidado,sem a influência de uma teoria preconcebida, descobrirá que o capítulo 9é qualquer coisa, menos uma repetição do capítulo 8. 3) O que é maisimportante, esses objetores defendem que a última parte (10:1 - 13:14)difere tanto no tom e pensamento das partes anteriores (1:1 - 9:15) quedeve ter pertencido originalmente a alguma carta "perdida" ou "severa"que Paulo tenha enviado a Corinto. A objeção fatal a esta popular teoriaé que não há absolutamente nenhuma prova de manuscritos para umaepístola assim fragmentária ou truncada. Mais ainda um estudo maisacurado desta epístola revelará ao estudante diligente uma unidade que ésimplesmente espantosa. E obviamente nosso conhecimento da situaçãototal em Corinto é tão nebulosa, que nenhum mestre moderno podeafirmar seguramente que qualquer parte desta epístola é discordante doresto ou irrelevante quanto à verdadeira situação em Corinto.
O Desenvolvimento do Pensamento.
O progresso do pensamentonesta epístola e como o movimento de um grande exército avançandosobre terreno irregular, ainda semeado de grupos de resistência teimosa.Paulo nunca abandona a sua armadura enquanto tal resistência ao seu
 
2 Coríntios (Comentário Bíblico Moody) 3ministério ainda existe. Sua carta de fato, um ultimato exigindosubmissão total e incondicional à autoridade do apóstolo de Cristo.Apesar de sua rudeza, esta carta é linda em sua simetria como uma flordas montanhas e ela espalha bem longe a sua fragrância espiritual. Nossoesboço tenta mostrar esta simetria.
Influência
. Talvez seja mesquinho comparar qualquer uma dascartas de Paulo com outra. Cada uma tem suas características especiaisque a toma grande em seu campo. Mas em li Coríntios encontramoscertos aspectos que não são tão evidentes em outras cartas de Paulo.Conforme o grande evangelista defende sua autoridade apostólica, contraos sutis e insidiosos ataques dos "apóstolos do exagero" que tentaramlivrar os coríntios de sua influência, ele revela a sua própria alma eacrescenta muitos detalhes sobre a sua vida, que de outra forma ficariamdesconhecidos. Mas esta epístola é um monumento ao fato de que Paulo,vivaz e inspirado, foi uma parada dura para "toda altivez que se levantacontra o conhecimento de Deus" (II Co. 10:5).
ESBOÇO
I. A conciliação. 1:1 – 7:16.A. O sofrimento de Paulo é recíproco. 1:1-7.1 . Saudação. 1:1, 2.2. Adoração. 1:3.3. Tribulação agonizante. 1: 4 -7.B. O desespero de Paulo é aliviado. 1:8-14.C. A digressão de Paulo é justificada. 1:15 – 2:17.1. O plano é projetado. 1:15, 16.2. O plano é criticado. 1:17.3. O plano é compreendido. 1:18-22.4. O plano é mudado. 1:23 – 2:4.5. O plano é atenuado. 2:5-11.6. O plano é consumado. 2:12-17.

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
sil6vas6 liked this
Antonio Bezerra liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->