Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
RESUMO PSICODIAGNÓSTICO, 3.ano - Uniban

RESUMO PSICODIAGNÓSTICO, 3.ano - Uniban

Ratings: (0)|Views: 989 |Likes:
RESUMO PSICODIAGNÓSTICO – Prof. Gilberto (Uniban).
Baseado nas matérias dadas em sala de aula – Unidade Vila Mariana, 3.ano – 2011
RESUMO PSICODIAGNÓSTICO – Prof. Gilberto (Uniban).
Baseado nas matérias dadas em sala de aula – Unidade Vila Mariana, 3.ano – 2011

More info:

Published by: José Hiroshi Taniguti on Jun 07, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/19/2013

pdf

text

original

 
Página|
1
RESUMO PSICODIAGNÓSTICO
 –
Prof. Gilberto (Uniban).
Baseado nas matérias dadas em sala de aula
 –
Unidade Vila Mariana, 3.ano
 –
2011
Empirísmo ( a verdade está nas coisas):
Mundo organizado, estruturado, devemos descobrir estasestruturas para compreender o conhecimento. Idéia de permanência, desprende do ideal platônico,rompe filosofia idealista, estabelece verdades como lógico, forma corrente.
Wikpídia:
empirismo énormalmente utilizado quando falamos no método científico tradicional , o qual defende que as teoriascientíficas devem ser baseadas na observação do mundo, em vez da intuição ou da fé, como lhe foi  passado.
Objeto de pesquisa:
independente. A ciência é a aproximação da realidade do objeto. Sentido está noobjeto. Temos 3 grandes posturas: positivismo (ligado ao empirísmo, seguir regras), fenomenológico(crítica ao positivísmo), marxísmo (psicologia social).
Fenomenológico (Wikpídia):
importância dos fenômenos da consciência, os quais devem ser estudadosem si mesmos
 –
tudo que podemos saber do mundo resume-se a esses fenômenos, a esses objetosideais que existem na mente, cada um designado por uma palavra que representa a sua essência, sua"significação".
Positivista:
ideal de permanência, verdade permanente, conhecimento pode ser controlado e previsto,a verdade pré-existe (independe de nós), objeto deternima o conhecimento, a coisa em si mesma.Obtemos conhecimento pela observação e experimentação. A natureza é que fala para o homem e ohomem vai descobrir as leis que regem a natureza (evidenciar regra).
Wikpídia:
O Positivismo nega àciência qualquer possibilidade de investigar a causa dos fenômenos naturais e sociais, considerando estetipo de pesquisa inútil e inacessível, voltando-se para a descoberta e o estudo das leis (relaçõesconstantes entre os fenômenos observáveis). Aristóteles ( 
Realísmo
 ) para conhecer a verdade do objeto é necessário afastar-se do objeto, testar oobjeto e conhecer a coisa em si 
(a verdade do objeto e não minha verdade do objeto
 –
a verdade nãoestá em mim e sim no objeto)
Platão (Idealísmo, a verdadeira realidade está no mundo das idéias, das formas inteligíveis, acessíveisapenas à razão)
 
 –
 
Descartes (Racionalístas,
 
conhecimentos que não vêm da experiência e sãoelaborados somente pela razão)
 
 –
 
Kant:
tenta superar o impasse entre realismo e idealísmo:
oconhecimento não está no objeto e tão pouco só no sujeito, mas está na relação que se estabelece entreeles
(conceito da relatividade) = realidade como aparece para nós e não como ela é em si mesma, noçãodo fenômeno (representação), prevalece os sentidos representacionais. Hegel: vai introduzir a culturana construção das representações.CONDIÇÃO HUMANA = DAR SENTIDO ATRAVÉS DAS REPRESENTAÇÕES
3 Visões do Psicodiagnóstico:Médico (psicopatologia):
procedimento inicial em psicodiagnóstico, postura dominante na época,psicólogos acreditam que podiam chegar ao conhecimento, metodologia baseada na observação,descrição formal do sintoma e experimentações ( postura positivista)
 –
 
aspectos patológicos, nosologias psicopatológicas, instrumento de medida, classificação de doenças mentais (CID-10, DSM IV), relações decausalidade entre distúrbios orgânicos e psicológicos.
 
Página|
2Behaviorísta (comportamental):Psicométrico (testes):
Desenvolvimento de testes (Wisc III, Raven, G-36), procuravam diferençasindividuais, classificação e objetivação de dados, mensuração do comportamento, inteligência quantocapacidade cognitiva de mensuração, aplicação e avaliação no sujeito
 –
 
critérios estatísticos: padronização (uniformidade, Brasil e EUA, testes iguais), precisão (teste replicado), validade (testesdiferentes), situação experimental padronizado (objetividade, normatização)
– 
testes de inteligência: pesquisa quantitativa, mensuração e generalização, objetividade do fenômeno, naturalização do ser humano, visão positivista.
Compreensivo ( psicanálise, Freud):Vida Psíquica para a Psicanálise
Constítuido por sistemas de representação mais ou menos investidas de afeto (pulsão). Umarepresentação só adquire sentido e função através de suas conexões com outras representações.
Processo Psicodiagnóstico Compreensivo (formal)
Base epistemológica: psicanálise, trabalha com 3 fatores: intrapsíquicos (inconsciente), intrafamiliares(dinâmica familiar), fatores sócio-históricos.
Base Estrutural:Com crianças:
entrevista semi-dirigidas (
 pauta
– 
liberdade para expor seus problemas começando por onde preferir e falando o que desejar 
) com os pais (observar vínculos que une o casal, casal e filho, entrecada um deles e o filho) e depois com a criança, hora do jogo diagnóstico, aplicação de teste projetivos,devolutiva com os pais (encaminhamento) e depois com a criança.
Com adulto:
entrevista semi-dirigida (
 pauta - liberdade para expor seus problemas começando por onde preferir e falando o que desejar 
), aplicação de testes projetivos, devolutiva (encaminhamento).
Avaliar a Capacidade dos Pais de:
elaboração da situação diagnóstica, elaboração ou não, presença dospais na primeira entrevista,observar aspectos que trazem o filho, observar os papéis de cada um,observar aspectos posistivos e negativos são para os pais diante do filho.
Evitar colocar a figura parental ausente como bode expiatório ou terceira pessoa excluído.
Pais separados:
casa não existe, comparecer separadamente
 –
 
filho adotivo:
situação exclarecida,quando não, precisa ser exclarecida.
A Entrevista Inicial
Enquadre: esclarecer pápeis,informar observações de hipóteses diagnóstica, perceber dinâmica,duração da sessão, honorários, férias.
O Psicólogo deve interferir quando: assimilar situações de bloqueio ou paralização, indagar sobrelacunas e verbalizações obscuras.
 
Página|
3Objetivo Geral:
formular hipóteses diagnósticas, planejar testes que seram aplicados, fazerprogonósticos.
Primeiro EncontroObservar:
linguagem corporal, roupa, gestos, semblante (aparência), silêncio.
Considerar o que verbaliza:
“ o que, como”, estrutura semântica da narrativa, clareza ou confusão,
bloqueios ou ansiedades.
Grau de coerência:
tudo que o paciênte trouxer, observar congruência (exatidão) e incongruência(diferença).
Planejar bateria de testes:
testes projetivos, gestálticos, de inteligência.
Repport:
bom contato, reduzir ansiedade.
Transferência e Contra-Transferência:
sedução, confusão, evitação, distanciamento, dependência.
Motivo da Consulta:
Motivo manifesta:
sintoma que preocupa, acessado conscientemente
 –
 
motivolatente:
subjacente ou profunda, mostra inconscientemente.
Hora do Jogo Diagnóstica:
Recurso técnico que o psicólogo utiliza para conhecer a realidade psíquica da criança, atividade lúdica éforma de expressão própria, assim com a liguagem verbal é para o adulto, oferece a possibilidade dacriança brincar num enquadre (contexto particular) que inclui espaço, tempo, finalidade e explicitaçãode papéis. O brincar posssibilita simbolizar.
QUAL A DIFERENÇA ENTRE HORA DE JOGO DIGNÓSTICA E HORA DE JOGO TERAPÉUTICA? 
Diagnóstica: mediador é o brinquedo, tempo limitado (+ ou
 –
6 sessões), vínculo transferencial brêve.Terapéutica: buscamos verbalização da criança, não há tempo limitado, busca-se a neurose datransferência.
BRINCAR É UMA FORMA DE ELBORAÇÃO
– 
RESOLVER, EXTERNALIZAR DESEJO, PERCEPÇÃO DA FANTASIA.
Caixa lúdica: que podem ser usados na caixa: estruturado: com significado social, carrinho, casa, bicho,casal de fantoches
 –
não estruturado: água, massinha, argila, tintas, lego.
Quanto ao tipo de Jogo que pode ocorrerObservação á distância:
criança entra no consultório , não mexe nos brinquedos, só observa. Oterapéuta sinaliza que pode, mas não toca.
Dependente:
Á espera de indicação = posso mexer neste brinquedo?
 –
se repetir a pergunta para outrosobjetos (objetos presecutórios = medo).
Evitativa:
aproximação lenta.
Dubitativa:
ação dubia, pega e larga.
Irrupção Brusca:
pegas as coisas, derruba no chão = brusca.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->