Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
12Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ilustrações biblicas

ilustrações biblicas

Ratings: (0)|Views: 3,757|Likes:
Published by danibatera
muito bom para jogar luz ao sermao.
muito bom para jogar luz ao sermao.

More info:

Published by: danibatera on Jun 09, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOCX, TXT or read online from Scribd
See More
See less

07/20/2013

pdf

text

original

 
AMARGO REGRESSO
 
Esta história é contada como verídica. Fala de um jovem soldado quefinalmente estava voltando para casa, depois de ter lutado numa guerramuito sangrenta.Ele ligou para seus pais e disse-lhes:- Mãe, Pai, eu estou voltando para casa, mas, quero lhes pedir um favor.Eu tenho um amigo que eu gostaria de trazer comigo.- Claro, filho, nos adoraríamos conhecê-lo!- Mas, há algo que vocês precisam saber, ele foi terrivelmente ferido naguerra; pisou em uma mina e perdeu um braço e uma perna. Ele não temnenhum lugar para ir e, por isso, eu quero que ele venha morar conosco.- Puxa, filho, não é facil cuidar de uma pessoa com tantas dificuldadesassim... mas, traga-o com você, nós vamos ajudá-lo a encontrar um lugarpara ele.- Não, mamãe e papai, eu quero que ele venha morar conosco.- Filho, nós não podemos assumir um compromisso tão grande assim. Elenão seria feliz morando aqui conosco. E nós perderíamos um pouco danossa liberdade. Vamos achar um lugar em que cuidem bem dele.- Está certo, papai, o senhor tem razão!
 
Alguns dias depois, no entanto, eles receberam um outro telefonema, dapolícia. O filho deles havia cometido suicídio, num hotelzinho de beira deestrada numa cidade vizinha, bem perto deles.Quando ele foram fazer o reconhecimento do corpo descobriram que o"amigo" do qual o rapaz falara era ele mesmo, que havia sidogravemente ferido na guerra e escondera o fato de seus pais, com medo denão ser aceito por eles.
 
VASOS QUEBRADOS
 
Era uma vez um depósito de vasos quebrados.Ninguém se importava com eles. Eles mesmos não se importavam porestar quebrados, ao contrário, quanto mais quebrados ficavam, mais
 
eram respeitados pelos outros.Um dia, por engano, um vaso inteiro foi parar no meio dos vasosquebrados, mas, por ser diferente dos demais, de imediato ele foirejeitado e hostilizado. Justo ele, que tinha uma necessidade miserável deser aceito.Tentou se aproximar dos vasos menos danificados, aqueles que tinhamapenas a boca rachada, mas, não deu certo. Depois, procurou seaproximar dos vasos que tinham apenas um pequeno furo na barriga,mas, também foi repelido. Tentou uma terceira vez, com os vasos queestavam trincados na base, mas, não adiantou.Resolveu, então, arranjar umas brigas, esperando conseguir umferimento, um risco, uma trinca ou, quem sabe, com um pouco de sorte,até um quebrado bacana, mas, naquele lugar, ninguém tinha forçabastante para quebrar os outros. Se algum vaso quisesse se quebrar,tinha que fazer isso sozinho.E foi isso mesmo que ele fez. E conseguiu o que queria, ser aceito no clubedos vasos quebrados.Ficou feliz, realizado, mas, não por muito tempo, pois, logo começou a seincomodar com uma outra necessidade, a de ser respeitado pelos demaisvasos quebrados.Para isso, teve que ir-se quebrando. E se quebrou em tantos pedaços quevoltou ao pó.E deixou de ser vaso!ABA, PAI!
 
Debbie Moon, professora do primeiro ano, estava com seus alunos vendoa fotografia de uma família. Na foto, um menininho tinha o cabelo de cordiferente da dos outros.Uma das crianças, Jocelyn, achou que ele era diferente porque devia tersido adotado, e disse:"Eu sei tudo sobre adoção porque eu sou adotada.""O que quer dizer ser adotado?", perguntou uma outra criança."Significa,"disse Jocelyn,"que você cresceu no coração de sua mãe emvez de crescer na barriga dela."
 
 
A CAMISA DA ALEGRIA
 
Era uma vez um rei que, apesar de ser muito rico, era triste, pois nãoconseguia aumentar o seu tesouro.
 
Ele estava sempre de mal humor e isto causava enormes problemas atodos, pois seus decretos, rudes e injustos, massacravam o povo comexigências descabidas.
 
Por fim, o rei acabou entrando em depressão. Seus médicos lhe disseramque a única cura para a sua doença era a alegria. O monarca, então,ofereceu um excelente prêmio a quem pudesse lhe trazer a alegria devolta.
 
Muitos tentaram, mas ninguém conseguiu arrancar um só sorriso da carado rei. Nada conseguia alegrá-lo. Nem os músicos, nem o bobo da corte,nem as dançarinas, nem os lançadores de enigmas, nem os mímicos, nemos encantadores.Os amigos do rei resolveram consultar um grande sábio que vivia ali. Elelhes disse que se o rei vestisse a camisa do homem mais feliz daquelereino, a alegria voltaria ao seu coração.
 
Iniciou-se, então, uma intensa investigação, para se descobrir quem era ohomem mais feliz de todos.Para surpresa dos investigadores, o homem mais feliz daquele reinomorava longe do luxuoso palácio do rei, num casebre muito simples. Ele,sua mulher e seus filhos trabalhavam de sol a sol no cabo da enxada paraconseguir se manter, mas, sempre unidos, passavam o dia rindo ecantando.
 
Os investigadores contaram-lhe o problema que os havia trazido ali epediram-lhe que ele lhes desse uma de suas camisas, para que a alegriapudesse voltar ao coração do rei. Só então compreenderam porque aquelehomem trabalhava na lavoura de peito nú, ele não tinha nenhumacamisa.
 
Um dos investigadores, espantado, perguntou-lhes como conseguiam sertão felizes tendo tão pouco, ao contrário do rei, que tinha tanto, mas erainfeliz:
- Somos felizes porque o reino de Deus está em nossos corações,
 respondeu-lhe o homem.
 

Activity (12)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Anaide Oliveira liked this
Anaide Oliveira liked this
Géh Souza liked this
Anaide Oliveira liked this
Anaide Oliveira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->