Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
QUEST - PERFURAÇÃO II.doc AV2 - alt

QUEST - PERFURAÇÃO II.doc AV2 - alt

Ratings: (0)|Views: 137 |Likes:
Published by AJGouvea

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: AJGouvea on Jun 13, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/08/2012

pdf

text

original

 
1.O que são UPMs?
R. UPMs foram as primeiras unidades de perfuração marítima que eramsimplesmente sondas terrestres montadas sobre uma estrutura para perfurar em águas rasas.Como características elas empregavam as mesmas técnicas utilizadas emterra, que funcionaram com sucesso por algum tempo.
2.Com o tempo e em acordo com as novas tecnologias que foramsendo a cada dia mais empregadas em função das necessidades deperfuração em águas mais profundas, que tipos de unidades deperfuração marítima foram utilizadas?
R. Foram utilizadas as com o BOP na superfície, tais como as plataformasfixas, as auto-eleváveis, as submersíveis e as tension legs e as com BOP nofundo do mar, conhecidas como unidades flutuantes, tais como as semi-submersíveis e os navios-sonda.
3.O emprego destas plataformas fica condicionado a que fatoresimportantes?
R. Condicionado à lâmina d’água (distância que vai do fundo do mar até asuperfície da água), condições de mar, relevo do fundo do mar, finalidadedo poço, disponibilidade de apoio logístico e, principalmente, à relaçãocusto/benefício.
4.O que o plataformas fixas?
R. De acordo com a figura a seguir podemos considerar que as plataformasfixas foram as primeiras unidades utilizadas. Tem sido preferidas noscampos localizados em lâminas d’água de até 300 metros e são responsáveis por grande parte do petróleo produzido no mar.
5.Como são construídas estas plataformas?
R. Geralmente estas plataformas fixas são estruturas moduladas de aço quesão instaladas no local de operação com estacas cravadas no fundo do mar.Devido aos altos custos envolvidos no projeto, construção e instalação da plataforma, sua aplicação se restringe ao desenvolvimento de campos jáconhecidos, onde vários poços são perfurados, sendo um vertical e os outrosdirecionais.
6.O que são plataformas auto-eleváveis?
R. As plataformas auto-eleváveis (PÁS), são constituídas, basicamente, deuma balsa equipada com estruturas de apoio, ou pernas, que acionadasmecânica ou hidraulicamente movimentam-se para baixo até atingirem ofundo do mar. Em seguida, inicia-se a elevação da plataforma acima donível da água, a uma altura segura e fora da ação das ondas.
7.Qual a sua principal característica no que diz respeito ao seudeslocamento?
R. São plataformas móveis, sendo transportadas por rebocadores ou com propulsão própria, destinadas à perfuração de poços exploratórios na plataforma continental, em lâminas d’água que variam de 5 a 130 metros.
8.Que outras características do ponto de vista operacional podemser importantes?
R. Devido à estabilidade desta unidade, as operações de perfuração sãosemelhantes às realizadas em terra. Os revestimentos são assentados nofundo do mar e estendidos até a superfície, abaixo da subestrutura. Aí éconectado o equipamento de segurança e controle de poço (ESCP) que ésimilar ao utilizado em terra.
9.Do ponto de vista da segurança o que se pode avaliar em relação aoperacionalidade desta plataforma?
R. Tendo em vista a complexidade de suas estruturas e o manuseiooperacional, estatisticamente este é o tipo de unidade de perfuraçãomarítima que tem sofrido maior número de acidentes.
10.Que fatores naturais podem influenciar no sistema operacionaldesta plataforma?
R. As operações de elevação e abaixamento são críticas e sofrem bastanteinfluência das condições de tempo e mar. Nos deslocamentos elasapresentam dificuldades quanto ao reboque e, para grandes movimentações,devem ser retiradas seções das pernas para melhorar sua estabilidade.
11.Quais o as principais características das plataformassubmersíveis?
R. São plataformas que apresentam uma estrutura montada sobre umflutuador, geralmente é utilizada em água calmas, rios e baías com pequenalâmina d’água. São deslocadas até o local onde irão atuar com auxílio derebocadores. Ao chegar na locação, são lastreadas até seu casco inferior seapoiar no fundo, em geral macio e pouco acidentado. A sua utilização élimitada devido ‘a sua pequena capacidade de lâmina d’água.
12.O que caracteriza das plataformas flutuantes?
R. Tem como característica básica a sua estrutura. Elas podem ser semi-submersíveis ou navios-sonda.
13.Como é a estrutura das flutuantes semi-submersíveis?
R. Elas são compostas, basicamente, de uma estrutura com um ou maisconveses, apoiada por colunas em flutuadores submersos.
14.
O que é um navio-sonda?
R é um navio projetado para a perfuração de poços submarinos. Sua torre de perfuração localiza-se no centro do navio, onde uma abertura no casco permite a passagem da coluna de perfuração. O sistema de posicionamentodo navio-sonda, composto por sensores acústicos, propulsores ecomputadores, anula os efeitos do vento, ondas e correntes que tendem adeslocar o navio de sua posição.
15.Quais o os sistemas responsáveis pelo posicionamento daunidade flutuante?
R. Uma unidade flutuante sofre inúmeras movimentações devido à ação dasondas, correntes e ventos, com possibilidade de danificar os equipamentos aserem descidos no poço. Assim, é necessário que ela fique posicionada nasuperfície do mar, dentro de um círculo com raio de tolerância ditado pelosequipamentos de subsuperfície, operação a ser executada e lâmina d’água.Dois tipos de sistemas são responsáveis pelo posicionamento da unidadeflutuante: sistema de ancoragem e sistema de posicionamento dinâmico
16.Como é constituído o sistema de ancoragem?
R. É constituído por oito a 12 âncoras e cabos e/ou correntes atuando comomolas que produzem esforços capazes de restaurar a posição do flutuante,modificada pela ação das ondas, ventos e correntezas.
17.Como são realizadas as operações que permitem o posicionamentodinâmico da plataforma semi-submersível ou navio-sonda?
R. No sistema de posicionamento dinâmico não existe ligação física daUPM com o fundo do mar, exceto a dos equipamentos de perfuração.Sensores de posição determinam a deriva e propulsores no casco acionados por computador restauram a posição da plataforma.
18.Como ocorre o assentamento das UPMs no fundo do mar?
R. Devido ao alto grau de liberdade dos movimentos da UPM durante asoperações de perfuração, os revestimentos ficam apoiados no fundo do mar  por intermédio de sistemas especiais de cabeça de poço submarino.
19.O que se conecta sobre a cabeça de poço submarino?
R. conectam-se os equipamentos de segurança e controle de poço, sendoque o retorno do fluido de perfuração à superfície é feito através de umacoluna, chamada Riser, que se estende até a plataforma.
20.No que diz respeito ao deslocamento necessário para se atingir oobjetivo para a perfuração como ocorre o sistema de propulsãodas plataformas flutuantes?
R. As plataformas flutuantes podem ter ou não propulsão própria. Dequalquer forma, possuem grande mobilidade, sendo preferidas para a perfuração de poços exploratórios.
21.
O que é uma plataforma Tension Leg?
R. São plataformas usadas para desenvolvimento de campos. Sua estrutura é bastante similar ‘a plataforma semi-submersível, sendo que suas pernas principais são ancoradas no fundo do mar por meio de cabos tubulares. Ograu de flutuação da plataforma possibilita que as pernas mantenham-setracionadas, reduzindo severamente o movimento da plataforma. Assim, asoperações de perfuração e de completação são iguais às das plataformasfixas.22. A perfuração de poços de petróleo no mar apresenta dois aspectosdiferentes. Quais são eles?R. A perfuração com o BOP na superfície como nas sondas fixas e nas PAse com o BOP no fundo do mar como nas semi-submersíveis e nos navios.
22.Nos sistemas empregados onde são realizadas as ancoragens dascolunas de revestimento?
R. Em qualquer um dos sistemas as colunas de revestimento são sempreancoradas no fundo do mar evitando sobrecarga na sonda, resultando emmaior estabilidade da plataforma e facilidades para o abandono do poço.
23.Em sistema de cabeça de poço para plataformas fixas e auto-eleváveis quais são as principais características encontradas?
R. Em poços perfurados com plataforma fixa ou auto-elevável, o sistema desuspensão de fundo do mar permite ancorar os revestimentos após a suacimentação, abandonar o poço e retornar a ele (tie-back) quando necessário.
24.Mesmo com os revestimentos ancorados no fundo do mar, o que émais preciso para que o sistema de segurança seja mais confiável?
R. Mesmo com os revestimentos ancorados no fundo do mar, necessidade de um cabeçal de superfície, que tem a função de vedaçãosecundária e de sustentação do peso dos tubos de revestimentos que seencontram acima do fundo do mar.
25.No caso de um poço não completado para produção logo após aperfuração o que pode ser feito para melhorar o padrão desegurança do mesmo?
R. Caso o poço não seja completado para produção logo após a perfuração,ele seabandonado, temporariamente, e tamponado. Após estetamponamento e a desmontagem da cabeçal de superfície do poço, osrevestimentos acima do fundo do mar são desconectados e retirados.26.Descreva como ocorre um sistema de cabeça de poço para plataformasflutuantes.R. Numa plataforma flutuante todo o sistema de cabeça de poço ficalocalizado no fundo do mar. Desta forma, as cargas provenientes daancoragem dos revestimentos intermediários e de produção são absorvidas pelo condutor e revestimento de superfície que, por sua vez, podedescarregar parte desta carga sobre bases especiais que trabalham comofundação submarina para o poço.Observa-se que o mesmo ocorre com as cargas provenientes dosequipamentos de segurança e controle do poço durante a perfuração, e comos equipamentos de controle da produção, após a completação do poço.
27.Como podem ser os sistema de cabeça de poço submarino paraunidades de perfuração flutuantes.?
R. Podem ser de dois tipos: sistema com cabos guias (
Guideline System
) esistema sem cabos-guias (
Guidelineless System
).
28.Qual o sistema mais utilizado?
R. O sistema com cabos guias para a perfuração de poços em lâminasd’água até cerca de 400 m.
29.Qual é o primeiro equipamento descido ao fundo do mar?

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->