Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
12924-artigo_de_termodinãmica_para_a_revista_de_física.pdf

12924-artigo_de_termodinãmica_para_a_revista_de_física.pdf

Ratings: (0)|Views: 2,008|Likes:
Published by Rodrigo Farias
Uploaded from Google Docs
Uploaded from Google Docs

More info:

Published by: Rodrigo Farias on Jun 18, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/08/2012

pdf

text

original

 
REFLEXÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DE QUESTÕES QUE ENVOLVAM GASESIDEAIS DO PONTO DE VISTA DA 1ª LEI DA TERMODINÂMICA E DA TEORIACINÉTICA DOS GASES
 – 
UM RELATO DE CASO
Gilberto de Holanda Cavalcanti
 
Marcos Antonio Rodrigues MacêdoInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco - IFPE
RESUMO
Este trabalho acadêmico tem como objetivo chamar atenção dos professores de Física, emrelação a alguns cuidados quando da elaboração de questões sobre a 1ª lei da termodinâmicaaplicada aos gases ideais. Para a nossa surpresa, na resolução de algumas dessas questões,encontramos resultados diferentes de quando utilizamos a 1ª lei da termodinâmica e a teoriacinética dos gases para calcular a variação da energia interna de um gás ideal. Dessa forma,investigamos várias questões e encontramos o mesmo problema. Em seguida, fazemos umrelato de caso, onde mostramos alguns exemplos, aplicados em vestibulares do Brasil, ondeos resultados divergem quando usamos a 1ª lei da termodinâmica e quando usamos a teoriacinética dos gases. Após a identificação dessas incoerências, faremos uma breve revisão dateoria cinética dos gases onde procuraremos relacionar os calores molares com os graus deliberdade das moléculas. Esta revisão nos deu a fundamentação teórica para desenvolver esseartigo. Logo em seguida identificamos os problemas encontrados quando da elaboração dealgumas das questões. Na conclusão sugerimos alguns procedimentos importantes,principalmente aqueles que trabalham na elaboração de questões inéditas. Esses cuidados sãoimportantes pois farão com que as questões apresentem divergências na sua resolução, sejaqual for o caminho escolhido.
Palavras-chave
: termodinâmica, teoria cinética dos gases, calor específico, educação.
 
INTRODUÇÃO
Quando estamos ensinando a disciplina de Física, uma das coisas que maisenfatizamos é que um fenômeno físico qualquer, para ser devidamente explicado, deveobedecer alguns princípios ou leis, que foram criadas a partir de um modelo desenvolvido,onde as variáveis presentes no fenômeno podem ser controladas. Muitas vezes, dentro de ummesmo modelo, podemos encontrar princípios e leis que se complementam ou se relacionamcomo, por exemplo, a conservação da energia mecânica e as leis do movimento.Numa dessas aulas, quando da resolução de questões a respeito da 1ª lei daTermodinâmica, um aluno nos questionou se não poderíamos resolver a questão aplicando ateoria cinética dos gases, já que no enunciado dizia que o gás era ideal. Buscando satisfazer acuriosidade do aluno, a questão foi resolvida. Qual a grande surpresa? Os resultados obtidosutilizando a 1ª lei e a teoria cinética divergiam. Onde estava o erro? Na aplicação da lei? Naresolução matemática? No princípio que não pode ser utilizado? Quando deve ser utilizado a1ª lei da Termodinâmica e a teoria cinética dos gases?Destacamos a seguir seis questões e suas resoluções utilizando-se a 1ª lei daTermodinâmica e a teoria cinética dos gases onde verificamos divergências nas respostas.
QUESTÃO 1
 
 – 
(ESAL-MG)
1
Dez gramas de um
gás perfeito
são aquecidos sob
 pressãoconstante
, de 10°C para 20°C, onde são dados: massa molecular do gás igual a 40 g/mol,calor específico à pressão constante, 0,175 cal/g.°C, constante universal dos gases, 8,31J/mol.K, equivalente mecânico da unidade de calor, 4,18 J/cal. Calcule:a)
 
O trabalho realizado pelo gás.b)
 
A variação da energia interna sofrida pelo gás.c)
 
A variação da energia interna que o gás sofreria se o referido aquecimento fosseisovolumétrico.
1
Questão encontrada no livro Temas de Física - vol. 2, p.121.
 
Solução 01
a) Como a pressão é constante, ou seja, p = cte, temos F = cte, logo:
Vp.d.A.pd.F
,ou melhor
n.R.Tp.VpoisT,n.R.
, daí:
J8,20 4010.31,8.10 MTm.R. 
.b) Sabemos que:
 -QU
, onde
m.c.Q
, sendo assim
cal17,5010.0,175.1Q
,como 1 cal = 4,18 J, temos: Q = 73,15 J. Logo concluímos que
8,2015,73U
oumelhor,
J52,4 U
P
.c) Como a transformação é isocórica temos:
0
, logo,
.m.cQU
vvv
. Como temosde ter o mesmo aquecimento, ou seja, a mesma quantidade de calor, teremos
J15,73Q
v
,sendo assim
J.73,15U
v
 
Solução 02
a)
 
Idem da solução 01, ou seja:
J.20,8J 20,775Tn.R.
 b) Aplicando a teoria cinética dos gases ideais temos:
2T3.n.R. UU
vp
, sendo assim
40.210.31,8.10.3
p
 
 J 
 p
16,31
 c) Como
vv
QU
, como temos de ter o mesmo aquecimento, ou seja a mesma quantidadede calor, teremos assim
J15,73Q
v
, logo,
J.73,15U
v
 Sendo assim, qual a razão de encontramos duas respostas diferentes para o item b?
QUESTÃO 2
- (UFES)
2
A figura mostra a variação do volumede um
gás ideal
,
à pressão constante
de 4 N/m
2
, em função datemperatura. Sabe-se que, durante a transformação de estado deA para B, o gás recebeu uma quantidade de calor igual a 20 J.Qual a variação da energia interna do gás entre os estados A e B?
Solução 01
 -QU
, onde
J41)-4.(2Vp.
Sendo assim:
J16U4-20U
 
Solução 02
Como o gás é ideal temos:
J623.4 U2.32..32T3.n.R. U
 p
 Novamente, qual a razão dessa incoerência de resultados?
2
Questão encontrada nos livros: Temas de Física, vol. 2, p.121; Física Fundamental
 – 
Novo-vol. Único. p.322

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
vanessalopesz10 liked this
Jorge Henrique liked this
Daniel Ferreira liked this
Helder Anderson liked this
Daniela Santo liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->