Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Rio São Francisco referencial sobre a questão da transposição e revitalização

Rio São Francisco referencial sobre a questão da transposição e revitalização

Ratings: (0)|Views: 2,491 |Likes:
Trata-se de um referencial teórico, com inserção de diversos autores, sobre o tema proposto. Tendo por finalidade proporcionar um alicerce para uma pesquisa aprofundada sobre o tema.
Trata-se de um referencial teórico, com inserção de diversos autores, sobre o tema proposto. Tendo por finalidade proporcionar um alicerce para uma pesquisa aprofundada sobre o tema.

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: iTCC Assessoria Acadêmica on Jun 21, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2013

pdf

text

original

 
TRANSPOSIÇÃO X REVITALIZAÇÃO DO VELHO CHICOINTRODUÇÃO1. A IMPORTÂNCIA DO RIO SÃO FRANCISCO
O rio São Francisco possui características que podem ser vinculadasdesde o séc. XVI, de propiciar a união de diferentes locais. De acordo comLins, o papel desempenhado pelo rio está vinculado a garantia de umaunicidade do Estado.
1
Considerando que no Império se observou umaconsonância das elites quanto ao objetivo de manutenção da unidade territorial,explica-se a reiterada afirmação e veiculação desta construção do rio SãoFrancisco em diversos textos referentes à história brasileira. Quando sãoefetuadas análises sobre questões relacionadas a unidade territorial nacionaltorna-se inevitável a associação com o ³Velho Chico´ . É um rio autenticamentebrasileiro, unindo cinco estados e percorrendo um total de 3.161 km do país, ecom um forte apelo de unicidade em consonância com a construção da própriatrajetória do rio. Sob um prisma de concepção de sua importância e relevânciana construção do Brasil, enquanto Estado, o rio São Francisco é lembradocomo ³aquele que une, liga e aproxima´.
2
 O rio São Francisco nasce no estado de Minas Gerais, na serra daCanastra a uma altitude de 1.600 metros e desloca-se 2.700 km para oNordeste. O rio desloca-se, em grande parte no semi-árido do Nordeste, tendouma grande importância regional dos pontos de vista ecológico, econômico e
1
LINS, Wilson.
O Médio São Francisco - uma sociedade de pastores e guerreiros
, 3ª ed,São Paulo: Ed.Nacional, 1983.
2
BRASIL, Vanessa M. O Rio São Francisco: a base física da unidade do Império.
RevistaMosaico
, v.1, n.2, p.133-142, jul./dez., 2008. Disponível em:http://seer.ucg.br/index.php/mosaico/article/view/572/456. Acesso: 10/jun/2011
 
social. Atualmente, os grandes aproveitamentos hidrelétricos, a irrigação,navegação, suprimento de água, pesca e aquicultura constituem os principaisusos deste rio e de suas barragens. A bacia hidrográfica do São Francisco tem,aproximadamente 640.000 km, estende-se por regiões com climas úmidos,semi-árido, e árido; a bacia pode ser subdividida em quatro principais sub-bacias Alto, Médio, Sub-Médio e Baixo São Francisco. Muitos tributários do rioSão Francisco são perenes, bem como o próprio São Francisco. No Médio SãoFrancisco há tributários temporários na margem direita, onde predominatambém a caatinga como vegetação. Na parte mais baixa do médio SãoFrancisco a agricultura irrigada é predominantemente com fruticultura deexportação e produção hortícola.Os principais reservatórios do rio São Francisco, Sobradinho,Itaparica, Paulo Afonso e Xingó produzem energia hidrelétrica e setransformam em pólos regionais de desenvolvimento, com a intensificação deusos múltiplos nos últimos 10 anos: aquacultura, irrigação, suprimento de água,turismo e recreação, pesca comercial e pesca esportiva. Os dados para arepresa de Xingó, indicam um reservatório pouco eutrofizado, mas comevidências claras de efeitos ambientais resultantes dos usos das baciashidrográficas, principalmente na qualidade da água. A vegetação da bacia do baixo São Francisco é predominantementecerrado e Floresta Atlântica. O baixo São Francisco tem clima úmido, porémcom tributários que provêm do semi-árido. A descarga anual do rio SãoFrancisco é de 94.000.000 mil m3. O fluxo varia de 2.100 a 2.800 m3/s comcerca de 3.000 m3/s próximo à foz. Estes fluxos são naturais, ocorrendo
 
atualmente regularizações através dos reservatórios, para otimização dos usosdas cheias.O rio São Francisco tem uma enorme importância regional, e podeser considerado como um dos principais fatores de desenvolvimento noNordeste. Através de inúmeros planos de desenvolvimento, um conjunto deidéias de grande porte foi sendo construído, de tal forma que um planointegrado de desenvolvimento, envolvendo agências de governo federal,governos estaduais, iniciativa privada foi gerado. Este plano, que incorporavárias idéias e projetos anteriores, de acordo com Rebouças e Braga, essasmedidas propõem:
y
 
avaliação permanente dos impactos;
y
 
monitoramento e controle da qualidade daságuas;
y
 
 preparação de diagnósticos adequados;
y
 
recuperação das matas de galeria;
y
 
disciplinamento os usos da água;
y
 
 proteção ambiental da bacia;
y
 
implementação de parques, reservasflorestais e áreas de proteção ambiental;
y
 
articulação das atividades ambientais eintegração com os usos do sistema;
y
 
ampliação do banco de dados hidrológico,meteorológico, ecológico, sociólogo, geomorfológico eeconômico da bacia hidrográfica;
y
 
estabelecimento de uma autoridade debacia hidrográfica para implantar os projetos;

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->