Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
11Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
PSICOFÁRMACOS - Uso e aplicações.

PSICOFÁRMACOS - Uso e aplicações.

Ratings: (0)|Views: 1,784 |Likes:
Estudo de uso e aplicações dos psicofármacos de uma forma simples e eficaz, para área médica.
Estudo de uso e aplicações dos psicofármacos de uma forma simples e eficaz, para área médica.

More info:

Published by: Fernando Vieira Filho on Jun 24, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/03/2013

pdf

text

original

 
1
FERNANDO FERREIRA FILHOPSICOTERAPEUTA
PSICOFÁRMACOS
Estudo para curso de mestrado ² Strictu SensuSão Paulo2005
 
2
 
PISCOFÁRMACOS
SUMÁRIOAnsiolíticos...................................................................03Antidepressivos............................................................12Antipsicóticos...............................................................27Antimaníacos................................................................29Antidemenciais.............................................................33Hipnóticos.....................................................................35Outros............................................................................39
y
 
 Akineton
y
 
 Antietanol 
y
 
 Atensina
y
 
ampral 
y
 
oncerta
y
 
energan
y
 
ropranolol 
y
 
evia
y
 
italina
y
 
arcoton
y
 
Zyb
an
Fontes consultadas:
PSICOFARMACOLOGIA
,
L
 AU 
REN 
B. MA
 A
NGE 
LL,
JAM 
ES 
M. MA
RTINEZ 
,
JO
 A
TH 
 A
M.
SI 
LV 
ER 
,
 
ET 
A
L
. -
Ed 
itora Artme
 
PSICOFARMACOLOGIA CLÍNICA BÁSICA,
J.
aruso Ma
alena ±
un
o
Ed 
itorial B
rocienx (1975)
Manual de Psicofarmacologia Clínica
,
rismar 
eis De Oliveira
- MedsiFARMACOLOGIA DEPRESSÃO E TRANSTORNOS BIPOLARES,
tahl 
,
 
tephen M. ± Me
si 
Psicofarmacologia e Equipe Multidisciplinar 
,
José
arlos
ouza
,
Duílio A.
e
amargo
 Manual de Psicofarmacologia Clinica 6ed.,
 Alan
.
chatz 
b
erg ± Arteme
 
 
3
 
ANSIOLÍTICOS
 
BR
OMAZEPAN
 
O bromazepam é um tranqüilizante do grupo dos benzodiazepínicos.
 
SEU
 
USO
 
Pode ser usado para tratar os distúrbios de ansiedade de forma geral, porém como algunsdeles como a fobia social e o Pânico, por exemplo, encontram melhor resposta a outrostranqüilizantes. Por isso sua indicação tem se dirigido mais para o controle dos estados detensão decorrentes de problemas da vida pessoal do paciente, bem como sintomaspsicossomáticos dos aparelhos cardiovasculares, respiratórios, geniturinário, gastrointestinal ousintomas psicogênicos em geral que se manifestam através de alterações da menstruação oudores de cabeça.
 
APLICAÇÃO
 
 A dose média empregada é de 3 comp. de 3 mg ao dia. Porém de acordo com Acada caso enão tendo o paciente um passado de dependência química a dose pode chegar a 36 mg por dia sob supervisão médica. Não deve ser administrado indefinidamente, mas antes de iniciar otratamento o médico deve combinar com o paciente como será o tratamento, ou seja, namedida em que os sintomas forem controlados deve-se estabilizar a dose da medicação por um período de 3 meses aproximadamente.
E
F
EITOS
 
MAIS
 
COMUNS
 Como todo tranqüilizante benzodiazepínico proporciona a agradável sensação de bemestar, juntamente com aumento da sonolência e relaxamento muscular. A dependência química quepode induzir não costuma causar problemas, ou seja, com uma lenta e contínua diminuição dadose o organismo geralmente não se ressente pela saída da medicação, oque caracteriza adependência química. Quanto mais tempo e mais alta a dose, maiores as chances de se fazer uma dependência química, mas que conforme dita acima não costuma ser problemática.Contudo pacientes com passado de dependência química podem desenvolver psicológicatambém, o que complica a retirada da medicação. Por isso o acompanhamento do seu usodeve ser preferencialmente feito por psiquiatras, que conhecem os tipos de personalidade maispropensos ao desenvolvimento de dependência química.
 
ATENÇÃO
 
Esta medicação não deve ser usado em pacientes com alergia aos benzodiazepínicos, quesofram de miastenia grave ou que estejam por indução de outras medicações, com redução daatividade do sistema nervoso central. Como ela é eliminada pelo fígado, deve-se reduzir suadose pela metade nos pacientes que sofrem de insuficiência hepática. Devido a falta deinformações é recomendável evitar o uso por gestantes durante o primeiro trimestre. Tanto oinício como a retirada da medicação deve ser gradual, com intervalo de alguns dias para aredução da dose.
 
B
USPI
R
ONA
 
 A buspirona é o único ansiolítico não benzodiazepínico, ou seja, é a única medicaçãoespecífica para a ansiedade cujo grau de dependência é praticamente zero. Assim sendo estáindicado para o tratamento de distúrbios de ansiedade. Está especialmente indicado para aspessoas que já sofreram anteriormente com dependência à calmante do grupo dosbenzodiazepínicos
 
SEU
 
USO
 
 A apresentação é em forma de comprimidos; isto significa que pode ser dividido, permitindo umcontrole mais preciso da dose. A dose média usada varia entre 15 e 30mg/dia. O fabricanteindica como dose máxima 60mg por dia. Acima disso use apenas por estrita orientação domédico.
 

Activity (11)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Rowse Ross liked this
Dayanna Barreto liked this
Maiara Ferreira liked this
Thaynã Barreto liked this
labrandaors liked this
Maiara Ferreira liked this
Maiara Ferreira liked this
Giseli Muller liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->