Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
18Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Sociologia - Resenha - Manifesto Comunista - Karl Marx e Friedrich Engels

Sociologia - Resenha - Manifesto Comunista - Karl Marx e Friedrich Engels

Ratings: (0)|Views: 3,790 |Likes:
Published by LaiseFreitas

More info:

Published by: LaiseFreitas on Jun 25, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/02/2013

pdf

text

original

 
Karl Marx e Friedrich Engels, obra Manifesto Comunista; publicado emLondres, em fevereiro de 1848, 68 paginas, versão para ebooksbrasil.com,edição Ridendo Castigat Mores. A obra mostra as varias formas de opressão social e a historia das lutas declasses que existiram ate nossos dias, em que a sociedade divide-se em duasclasses opostas: a burguesia e o proletariado. A sociedade burguesa moderna, que brotou das ruínas da sociedadefeudal, não suplantou os velhos antagonismos de classe, tendo um grandepapel revolucionário na historia, colocando no lugar novas classes, novasformas de luta e novas condições de opressão, tornando-se uma nova classeopressora. A antiga organização feudal da indústria já não podia satisfazer asnecessidades que cresciam com a abertura de novos mercados. Os mercadosampliavam-se cada vez mais, a procura de mercadorias aumentava sempre e aprópria manufatura tornou-se insuficiente. A grande industria modernasuplantou a manufatura e a medida que a industria, o comercio, a navegação,as vias férreas se desenvolviam, a burguesia crescia, multiplicando seuscapitais. A própria burguesia moderna é o produto de um longo processo dedesenvolvimento. Cada etapa da evolução percorrida pela burguesia eraacompanhada de um progresso político correspondente. O governo modernonão é senão uma comitê para gerir os negócios comuns de toda a classeburguesa. A burguesia revelou como a brutal manifestação de força na idade mediatão admirada pela reação, encontra seu complemento natural na ociosidademais completa. A burguesia só pode existir com a condição de revolucionar osinstrumentos de produção e com isso todas as relações sociais.Para desespero dos reacionários, a burguesia retirou á indústria sua basenacional e as velhas indústrias nacionais foram destruídas e continuam a ser diariamente. E são suplantadas por novas indústrias, cuja introdução se tornauma questão vital para todas as nações civilizadas, industrias que nãoempregam mais matérias-primas indígena, mas sim matérias-primas vindas deregiões distantes e cujos produtos não consomem somente no pais mais emtodo o globo.Devido ao rápido aperfeiçoamento dos instrumentos de produção e aoconstante progresso dos meios de comunicação, a burguesia arrasta para atorrente da civilização mesmo as nações, mas bárbaras. Os baixos preços deseus produtos são a artilharia pesada que destrói todas as muralhas da Chinae obriga a capitularem os bárbaros mais tenazmente hostis aos estrangeiros.

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Vívian Maria liked this
xuchube liked this
Thaline Alencar Mota added this note
hum
Leandro ReNy liked this
Larissa Cristina liked this
Larissa Cristina liked this
Géssica Caetano liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->