Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
HISTÓRIA DA TEOLOGIA

HISTÓRIA DA TEOLOGIA

Ratings: (0)|Views: 1,903 |Likes:

More info:

Published by: Prof. Sandro Nogueira on Jun 26, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/14/2013

pdf

text

original

 
 1
HISTÓRIA DATEOLOGIA EMRESUMO
 
 2
História da Teologia
A teologia não foi criada por si mesma, no sentido que a revelação e a fé tenham-na criado ouconstruído. Foram utilizadas duas palavras gregas para indicar o seu objetivo ou tarefa: Theo(d
eus,um termo geralmente usado no mundo antigo para seres que têm poder ou conferem benefícios queestão além da capacidade humana
) e logos (
 palavra que revela
) ou também Theologós, quesignifica
Palavra de Deus
; não é o vocábulo, mas uma linguagem que encerra a ideia, isto é, ensinoa respeito dos deuses ou das coisas relacionadas ao divino.De acordo com o dicionário da igreja católica, pode-se defini-la da seguinte forma:
Teologia
é a ciência que diz respeito a Deus conforme ele é revelado, e às suas relações com ascriaturas. Pode ser dividida da seguinte maneira, entre outras:
(1) dogmática:
o que se exige queacreditemos;
(2) moral:
vida de acordo com as leis de Deus e da igreja;
(3) pastoral:
cuidado dasalmas pelo clero;
(4) ascética:
 prática da virtude;
(5) mística:
graus elevados de vida espiritual;
(6) natural:
conhecimento de Deus e dos deveres do homem para com ele
 ,
conforme pode ser deduzido apenas pela razão, sem a ajuda da REVELAÇÃO
 .
 O conceito de teologia aparece pela primeira vez no pensamento grego, através de Platão (379a.C.). Entretanto, Platão entendia que a teologia era relacionada aos mitos, às lendas, aos deuses esuas histórias, que eram criticados filosoficamente, desmitificados e interpretados conforme asnormas da educação política e purificados de toda inconveniência.Então, segundo Platão, a teologia representa o caminho do mito ao logos.
 
Apesar de Anaximandro(
 filósofo que viveu entre 610-09 e 547-46 a.C. e escreveu uma obra Da Natureza, de que ficou um fragmento textual
) e Heráclito (
 filósofo que viveu na Ásia Menor, Éfeso, era de estirpe real,solitário e desdenhoso (VI e V a.C.) e expôs o seu sistema numa obra filosófica intitulada Da Natureza
) já terem delineado este sentido, concluem que com Platão havia chegado à perfeição.A função do logos consistia em descobrir a verdade que estava escondida pelos deuses, utilizando aforma da revelação, alhqeia (
verdade, fidedignidade, confiabilidade, justiça
).Aristóteles chama os poetas Hesíodo e Homero de criadores de mitos, e os filósofos jônicos danatureza, de físicos. Através dessas e outras afirmações de Aristóteles surgiu a conhecida
metafísica
 (
 parte da filosofia, que com ela muitas vezes se confunde, e que, em perspectivas e com finalidadesdiversas, apresenta as seguintes características gerais ou algumas delas: é um corpo deconhecimentos racionais (e não de conhecimentos revelados ou empíricos) em que se procuradeterminar as regras fundamentais do pensamento (aquelas de que devem decorrer o conjunto de princípios de qualquer outra ciência, e a certeza e evidência que neles reconhecemos), e que nos dáa chave do conhecimento do real, tal como este verdadeiramente é (em oposição à aparência)
), aqual também é um conceito de teologia. Entretanto, logo a seguir ele construiu a teologia
ontológica
, que tem como significado:
O deus (dos filósofos) torna-se fim e meta de uma filosofia primeira que tem por objetivo o ser enquanto ser o que é estudado nas suas relações e causas primeiras até provar que existe um ser absolutamente primeiro de quem dependem o céu e a Terra.
 
 
 3Com base nessas reflexões filosóficas cria-se um diálogo aberto com a religião, com o tema Deus ecom a divindade filosoficamente possível. Esta linha de pensamento se aplica diretamente ao camporeligioso e faz surgir um local para a teologia e para os teólogos utilizarem. A princípio os teólogossão os anunciadores de Deus e a teologia é o tema religioso dos deuses, isto é, a forma especial dosdeuses falarem no culto.Com o passar dos tempos o termo teologia sofreu muitas qualificações negativas, até que a fé cristãaceitou o termo teologia, de modo claro e definitivo, nos séculos IV e V.Nessa viagem histórica alguns nomes são importantes em relação à definição e ao conceito dateologia. Entre estes pode-se citar: Agostinho, Abelardo, Henrique de Gand, Tomás de Aquino eoutros.Tomás de Aquino, foi quem distinguiu a teologia natural dos filósofos, na qual Deus pode serconhecido como princípio e fim do conhecimento do mundo e de si, da teologia relativa à SantaDoutrina, na qual Deus é o sujeito de todos os enunciados. Isto ocorre porque a Santa Doutrinaparte da automanifestação sobrenatural de Deus na sua revelação, atestada pela Bíblia (SagradaEscritura). Na escolástica (
doutrinas teológico-filosóficas dominantes na Idade Média, dos séculos IX ao XVII, caracterizadas sobretudo pelo problema da relação entre a fé e a razão, problema quese resolve pela dependência do pensamento filosófico, representado pela filosofia greco-romana,da teologia cristã. Desenvolveram-se na escolástica inúmeros sistemas que se definem, do ponto devista estritamente filosófico, pela posição adotada quanto ao problema dos universais, e dos quaisse destacam os sistemas de Santo Anselmo, de São Tomás e de Guilherme de Ockham
) encontra-sevárias vezes o termo
sacra pagina
ou
sacra scriptura
por causa disso.No entanto, Tomás de Aquino mostra que há uma discussão entre a teologia e a filosofia e porserem diferentes não há vínculos entre elas. Ele mostra que toda discussão que existia e vinhacaminhando desde a antiguidade, em relação à controvertida concepção da teologia (mítica,cultural, política e filosófica) está resolvida.Tomás de Aquino conclui que a teologia mítico-cultual é uma entidade que pertence à história e ésubstituída pelo verdadeiro conhecimento de Deus, que é revelado através da sua plenitude emJesus Cristo. Todavia não se pode eliminar a teologia filosófica, pois esta deve ser consideradacomo parceira, porém a pressupõe e a completa e também lhe dá o verdadeiro sentido.Então, voltando à pergunta inicial: O que é a teologia? Qual o significa desta palavra? É lógico quepara entender é preciso compreender o conceito de teologia. Ao ter uma clara e correta definiçãodeste conceito, há uma melhor compreensão do que vem a ser o exercício teológico e teologizar.Como já foi dito no início, através de um rápido exame etimológico, a palavra teologia vem dogrego e significa
discurso, ensino sobre Deus ou ciência das coisas divinas
.Conforme todo cristão aprende, a teologia necessita de uma revelação, afinal é a revelação de Deusaos homens. Então, Deus é o assunto da teologia; assim como Jesus Cristo, o Deus-homem; etambém o Deus-espírito, o Espírito Santo. O bom disso tudo é saber que Deus é quem se revela aohomem e o ponto máximo da revelação de Deus é Jesus Cristo.Só a Bíblia revela todo esse conteúdo relativo à pessoa de Deus. A Bíblia é a auto-revelação deDeus aos homens através dos escritos. Portanto o cristão crê num Deus
revelatus
.
 

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->