Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Papiro de Anana _1320 A.C._

Papiro de Anana _1320 A.C._

Ratings: (0)|Views: 198|Likes:
antigo papiro do renascimento por um sacerdote de Seth, o pharoh
antigo papiro do renascimento por um sacerdote de Seth, o pharoh

More info:

Published by: Dru De Nicola De Nicola on Jun 27, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

pdf

text

original

 
 Papiro de Anana
Do papiro de Anana, vizir e escriba do faraó Sethi II (1320 A.C.).Onde a doutrina da reencarnação é exposta de maneiraperfeitamente explícita.
 
Vede! Não está escrito neste rolo?Lede, vós que encontrais nos dias por nascer, se vossos deuses vos derem a inteligência!Lede, ó crianças do futuro e aprendei os segredos deste passado, que para vós está tãodistante e que está entretanto, tão próximo!Os homens não vivem somente uma vez, partindo em seguida para sempre. Eles vivemnumerosas vezes, e em numerosos lugares, embora não seja sempre neste mundo.Entreduas vidas, há um véu de obscuridade.A porta abrir-se-á no fim e nos mostrará todas ascâmaras que nossos passos atravessaram desde o começo.Nossa religião nos ensina que nós vivemos eternamente. Ora, a eternidade, não tendoabsolutamente fim, não pode ter começo; é um círculo. Porque se (um) é verdadeiro, isto é,que nós vivemos para sempre, parece-nos que o (outro) também é verdadeiro: que nóssempre vivemos.Nos tempos antigos, antes que os Sacerdotes tivessem condensado ospensamentos do homem em blocos de pedra e que eles tivessem construídotemplos para mil deuses, muitos tinham este raciocínio por justo, comoeles sabiam que não havia senão um só Deus. Aos olhos do homem, Deus temmuitos rostos e cada um jura que aquele que ele vê é o único verdadeiroDeus. Entretanto eles estão errados, por que todos eles estão corretos.Nosso Ka, que são nossos Nós Espirituais, nos mostram cada um de umamaneira diferente. Recorrendo à eterna fonte de sabedoria que está ocultano ser de todo homem, eles nos dão lampejos da verdade, como nos dão a nósque somos instruídos do poder de operar maravilhas. O espírito não deveser julgado segundo o corpo, nem o deus segundo sua casa.Entre os das duas terras, o escaravelho é um deus, mas um emblema docriador, porque ele rola uma bola de excremento entre duas patas e aí deposita seus ovos para que eles se rompam, como o criador rola o mundointeiro de nós e lhe faz produzir a vida. Minha fé me ensina que a vidanão termina com a morte e que por conseguinte o amor, sendo a alma davida, deve necessariamente durar o longo tempo que ela dura. A força destelaço invisível continuará a unir juntas duas almas por longo tempo apósque o mundo esteja morto.Se vós perdeis um ente querido, tomai coragem; a morte é a nutriz que oconduz a dormir, nada mais, e de manhã ele despertará de novo para viajaratravés de um outro dia com aqueles que velaram por ele com compaixãodesde o começo.A Eternidade não tem um fim, logo não tem começo.A Eternidade é, pois, um círculo.Se nós vivemos, nós devemos continuar para sempre e se nós continuamospara sempre como o círculo e como a Eternidade, o homem não teve começo.O homem vem à existência numerosas vezes; entretanto, ele não sabe nada desuas vidas passadas, a não ser que, ocasionalmente, um sonho ou um

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->