Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
19Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Diana Palmer - Sob Seu Feitiço (Matt Kincaid e Catherine Blake)

Diana Palmer - Sob Seu Feitiço (Matt Kincaid e Catherine Blake)

Ratings: (0)|Views: 942 |Likes:
Published by licalivros

More info:

Published by: licalivros on Jul 10, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

 
RevisãoSilverFox
A versão que tínhamos desse livro era em português de Portugal,não saberia dizer se foi digitalizado ou traduzido mecanicamente. Nessa versão que circula na net, não aparece quem foi a pessoaque a fez, por isso não coloquei os créditos. Se alguém souber, por favor me avise que os colocarei.Minha contribuição foi apenas a revisão para o nosso português.
 
Sob Seu Feitiço(Champagne Girl)Diana Palmer1986
Era sério ou ele estava brincando com ela?Catherine Blake sempre foi perdidamente apaixonada por MattKincaid, embora soubesse que ele era um desses homens que nãoqueriam nem ouvir falar de casamento. Resignada, fazia de suaadoração por ele um amor platônico e tinha se concentrado em seusestudos. Mas para sua surpresa, quando conseguiu um emprego, eletentou impedi-la a todo custo. De repente começou a tratá-la de umamaneira diferente, como se tivesse percebido que ela já não era maisuma menina e sim uma mulher. Catherine tinha então um dilema:deveria deixar-se levar e sucumbir aos seus encantos? Ou lutar por sua independência e fugir antes que se ferisse?
Diana Palmer Sob Seu FeitiçoPágina 2
 
Capítulo 1
Catherine Blake esboçou um sorriso ao fazer a curva e divisar o arco de entrada quetão bem conhecia. Comanche Fíats era um dos maiores ranchos locais, além de seu lar. Eembora Matt, que era como um primo afastado, sempre a estivesse controlando como se elafosse uma garotinha, estava desejando ver sua mãe e seus outros dois primos e lhes contar agrande noticia.Parou seu Volkswagen em frente à enorme casa em estilo colonial sob o céu nubladoe tirou sua bagagem do porta-malas.Algumas semanas ats tinha conseguido sua licenciatura em Jornalismo naUniversidade de Fort Worth e se sentia muito orgulhosa. Durante os quatro anos quehaviam durado seus estudos, morou em uma república para garotas, mas os fins de semanatinha passado no rancho. Aquela tinha sido a condição de Matt para deixá-la ir, e emboraisso tirasse Catherine do sério, não houve alternativa a não ser ceder.Mas aquilo ia acabar. Iria fazer vinte e dois anos e ansiava por ser independenteafinal. Matthew Insensível Kincaid não voltaria a interferir em sua vida. Havia conseguidoum emprego em Nova York e não poderia detê-la por mais tempo.Acabava de retornar de uma viagem de quatro dias a San Antonio, onde tinha ido procurar emprego em pequenas empresas publicitárias e jornais locais. Não havia tido sorte,mas o chefe do departamento de recursos humanos da filial de uma empresa publicitária,disse que havia uma vaga na matriz em Nova York se lhe interessasse.Se lhe interessava! O homem enviou seu currículo por fax ao vice-presidenteexecutivo, que deve ter se impressionado, porque voou no dia seguinte até lá paraentrevistá-la e a contratou no ato. Catherine não podia acreditar em sua boa sorte. Nãocomeçaria imediatamente, a não ser dentro de um mês, já que estavam a enviando a um dosescritórios da matriz, mas Catherine estava entusiasmada. Era sua grande oportunidade paraescapar do domínio de Matt.Desde menina sempre a tinha controlado, mas depois que terminou a faculdade deJornalismo ficou muito pior. Catherine compreendia que ele tinha assumido o papel dechefe de família após a morte do velho Henry, tio avô dela e padrasto de Matt, e se tornouresponsável pelo rancho. Mas isso não lhe dava direito de intrometer-se em sua vida,quando nem sequer eram primos de sangue. Por sorte Hal e Jerry, que sim o eram, seus primos em segundo grau por parte de mãe, além disso, meio-irmãos de Matt, nunca tinhamsido tão autoritários. Claro que nenhum dos dois tinha seu feroz temperamento e nem suaarrogância.Betty Blake, uma mulher afável de cabelos grisalhos e olhos brilhantes, saía nessemomento da casa para receber a sua filha. — Nossa, chegou rápido! — saudou-a com um sorriso — Quando me ligou paradizer que estava vindo, fiz os cálculos e não achei que fosse chegar antes da hora do jantar.
Diana Palmer Sob Seu FeitiçoPágina 3

Activity (19)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
joelmaoliveira liked this
Renata Fernanda liked this
Karen Facincani liked this
Thayze Tiburcio liked this
Thayze Tiburcio liked this
Sonia Freitas liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->