Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
13Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E EVOLUÇÃO DO DIREITO ADMINISTRATIVO

FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E EVOLUÇÃO DO DIREITO ADMINISTRATIVO

Ratings: (0)|Views: 827 |Likes:
Os apontamentos apresentados foram recolhidos em aulas teóricas de Direito Administrativo I, ministradas pela Exmo. Prof. Doutor Luís Filipe Colaço Antunes, na Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP), no ano lectivo 2010/2011.
Os apontamentos apresentados foram recolhidos em aulas teóricas de Direito Administrativo I, ministradas pela Exmo. Prof. Doutor Luís Filipe Colaço Antunes, na Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP), no ano lectivo 2010/2011.

More info:

Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2013

pdf

text

original

 
FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E EVOLUÇÃO DO DIREITOADMINISTRATIVO
1
 
 
Fundamentos Históricos e Evolução do Direito Administrativo
o
 
Tem como epicentro as Revoluções Liberais, especialmente a
Revolução Francesa
, que veio consagrar as ideias de
Estadode Direito, separação de poderes e a subordinação daAdministração Pública à Lei
 
, sendo este último o únicoparâmetro externo que, até então, regulava a sua actuação,entendida em sentido formal, estrito, ainda que hoje abarqueum bloco normativo que integra, nomeadamente, o DireitoComunitário. França é pioneira na noção de Estado deDireito, de sistema administrativo e de Direito Administrativo.
o
 
Postulados da evolução do Direito Administrativo (1.ª Fase):
 
Subordinação da Administração Pública à Lei
y
 
O
 
princípio da legalidade
, entendido em sentidometafísico, ontológico,
veio tipificar a actividadeadministrativa e os actos jurídicos praticadospela Administração e
, simultaneamente, veio
reconhecer um conjunto de garantias graciosase contenciosas aos particulares
, salvaguardandoo conhecimento de uma actuação legal ou ilegalda Administração pelo particular;
 
y
 
N
uma primeira fase,
o
 
princípio da legalidade-fundamento
 
apenas incidia sobre matérias sobreserva de lei
 
, ou seja, sobre direitos eliberdades fundamentais,
maxime
direito depropriedade, através do confisco da propriedadeprivada. Logo, a Administração beneficiava de
1
 
O
s apontamentos apresentados foram recolhidos em aulas teóricas de Direito Administrativo I,ministradas pela Exmo. Prof. Doutor Luís Filipe Colaço Antunes, na Faculdade de Direito da Universidadedo Porto (FDUP), no ano lectivo 2010/2011.
 
 
arbítrio larguíssimo e fortíssimo
, dado apenasvigorar o princípio da legalidade-limite.Actualmente, a lei é também entendida comopressuposto jurídico da actuação daAdministração, como forma de legitimação(legalidade-fundamento).
 
Criação de Direito especial  o Direito Administrativo
y
 
Autonomizado do Direito Civil e dotado deprincípios sistémicos próprios que se aplicam nasrelações do Estado com os particulares, que lhetransmitem uma certa identidade;
 
y
 
O
Direito Administrativo era fundamentalmente,nesta primeira fase, um ramo da Administração,que cuidava dos seus modos e meios para aprossecução do interesse colectivo. Constituíauma
garantia da Administração
 
, para estarealizar, de forma eficiente, os interessespúblicos, daí que se justifique a maneira expeditacomo esta recorria à auto-tutela executiva;
 
y
 
N
ão consagrava muitas garantias contenciosaspara os particulares, o que revela estarmos napresença de um
Direito Administrativoassimétrico, autoritário
.
 
 
Criação de uma jurisdição administrativa própria  osTribunais Administrativos
 
y
 
Inicialmente, não eram verdadeiros tribunais,pois
«julg
ar a Administração era
u
ma forma de aadministrar»
;
y
 
A criação de uma jurisdição própria decorre doentendimento rígido do princípio da separaçãode poderes;
y
 
Encontram-se previstos no artigo 209.º, n.º1,alínea b) da CRP.
 
o
 
Postulados da evolução do Direito Administrativo (2.ª Fase):
 
Vinculação crescente da Administração à Lei
 
, mesmona prestação de serviços,
aplicando-se o princípio dalegalidade-fundamento
 
, em obséquio ao princípio daigualdade;
 
 
Densificação das garantias administrativas
 (reclamação, recurso hierárquico)
e contenciosas
 (acção administrativa comum e especial, em função daacção tendencialmente paritária 
acçãoadministrativa comum
(aplicação do Código ProcessualCivil)
2
 ou acção tendencialmente de autoridade 
acção administrativa especial
(aplicação do CPTA)
3
;
 
 
Transformação do princípio da legalidade em princípioda juridicidade
 
, considerando um bloco normativo queabarca a CRP e o Direito Comunitário, bem como umconjunto de princípios fundamentais, nomeadamenteos princípios da igualdade, boa-fé, proporcionalidadeou transparência.
 
 
H
oje, o Direito Administrativo é um
Direito degarantias dos particulares e da Administração
, namedida em que se conjugam três factores:
 
y
 
Densificação do princípio da legalidade
;
 
y
 
Densificação da procedimentalizaçãoadministrativa
, isto é, dos trâmites legais que aAdministração deve seguir até à prática de umacto;
 
y
 
Extraordinário avanço da jurisdiçãoadministrativa
, constituindo hoje um
contencioso de plena jurisdição
 
, com garantiasplenas, superiores à justiça cível.
 
Assim,
está garantida a ideia de equilíbrio
.
2
Por exemplo: validade do contrato público
3
Por exemplo: acto administrativo elaborado

Activity (13)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
coimbracity liked this
Juliana Luz liked this
Nanda Piaginni liked this
Talita Duarte liked this
Marisa Gomes liked this
Paulo Ramos liked this
Rony Novais liked this
rmoraes_714204 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->