Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword or section
Like this
79Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Albert Hofmann- LSD, minha criança problema.

Albert Hofmann- LSD, minha criança problema.

Ratings:

4.8

(5)
|Views: 31,173|Likes:
Published by NakedWoods
Albert Hofmann- LSD, minha criança problema.
Albert Hofmann- LSD, minha criança problema.

More info:

Published by: NakedWoods on Sep 15, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

10/28/2013

pdf

text

original

 
Albert Hofmann: LSD - Minha Criança Problema
Prefácio ...................................................................................................................................................21. Como o LSD se Originou ....................................................................................................................41.1. Primeiras Explorações Químicas ......................................................................................................41.2. Cravagem do Centeio (Ergot) ...........................................................................................................61.3. Ácido Lisérgico e Seus Derivados ....................................................................................................81.4. Descoberta de Efeitos Psíquicos do LSD........................................................................................101.5. Auto Experiência ............................................................................................................................102. LSD em Experiências com Animais e Pesquisa Biológica ................................................................142.1. Quão Tóxico é o LSD? ...................................................................................................................142.2. Propriedades Farmacológicas do LSD ............................................................................................153. Modificações químicas do LSD .........................................................................................................174. Uso do LSD na Psiquiatria .................................................................................................................194.1. Primeira Auto-experiência de um Psiquiatra ..................................................................................194.2. Os Efeitos Psíquicos do LSD ..........................................................................................................235. De Remédio a Inebriante ...................................................................................................................285.1. Uso Não Medical do LSD ...............................................................................................................285.2. Sandoz Interrompe a Distribuição de LSD .....................................................................................305.3. Perigos das Experiências Não Medicinais do LSD .........................................................................325.4. Reações psicopatas..........................................................................................................................325.5. LSD do mercado negro ...................................................................................................................345.6. O Caso do Dr. Leary .......................................................................................................................355.7. Encontro com Timothy Leary .........................................................................................................375.8. Viagens ao Universo da Alma ........................................................................................................385.9. Dança dos Espíritos do Vento .........................................................................................................395.10. Pólipos das Profundezas ...............................................................................................................405.11. A Experiência de LSD de um Pintor .............................................................................................415.12. Uma Alegre Canção do Ser ...........................................................................................................446. Os Parentes mexicanos do LSD .........................................................................................................476.1. O cogumelo Sagrado Teonanacatl ..................................................................................................476.2. Psilocybin e Psilocin .......................................................................................................................526.3. Uma Viagem ao Universo da Alma com Psilocybin ......................................................................536.4. Onde o Tempo Permanece Parado ..................................................................................................536.5. A Mágica "Glória Matutina" Ololiuhqui ........................................................................................546.6. À procura da Planta Mágica "Ska Maria Pastora" no Território Mazatec ......................................586.7. Passeio Através de Sierra Mazateca ...............................................................................................586.8. Uma Cerimônia de Cogumelo ........................................................................................................637. Esplendor de Ernst Junger .................................................................................................................667.1. Ambivalência no Uso de Drogas ....................................................................................................707.2. Uma Experiência com Psilocybin ...................................................................................................737.3. Outra Sessão de LSD ......................................................................................................................758. Encontro com Aldous Huxley ............................................................................................................779. Correspondência com o Médico-Poeta Walter Vogt .........................................................................8010. Vários Visitantes ..............................................................................................................................8411. Experiência de LSD e Realidade .....................................................................................................8711.1. Valiosas Realidades ......................................................................................................................8711.2. Mistério e Mito .............................................................................................................................89
 
Prefácio do Autor
Existem experiências que a maioria de nós hesita em falar a respeito porque elas não combinam com arealidade cotidiana e desafiam uma explicação racional. Estas não são ocorrências externas particulares, mas sim eventos de nossas vidas interiores que geralmente são refutados como invençõesda imaginação e são excluídos da nossa memória. De repente, a visão familiar de nossos ambientes étransformada de um modo estranho, delicioso, ou alarmante: aparece para nós sob uma nova luz,assumindo um significado especial. Tal experiência pode ser rápida como a luz e passageira comouma respiração de ar, ou pode se imprimir profundamente em nossas mentes.Um encantamento deste tipo, que eu experimentei na infância, permaneceu notavelmente vívidodesde então na minha memória. Aconteceu numa manhã de maio - eu esqueci o ano - mas ainda posso apontar o lugar exato onde aconteceu, num caminho da floresta em Martinsberg perto deBaden, Suíça. Enquanto eu passeava pelos frescos bosques verdejantes, cheios de canções de pássaros e iluminado pelo sol da manhã, tudo de uma vez e cada coisa apareceu numa incomum luzclara. Isto era algo que eu simplesmente não tinha notado antes? Estava eu descobrindo, de repente,como de fato a floresta da primavera se parece? Brilhava com o esplendor mais bonito, falando aocoração, como se quisesse me cercar de sua majestade. Eu estava repleto de uma indescritívelsensação de alegria, identidade, e uma segurança repleta de felicidade.Eu não tenho nenhuma idéia de quanto durou este encantamento. Mas me recordo da preocupaçãoansiosa que eu sentia enquanto a radiação ia lentamente se dissolvendo e eu nela caminhando: como pôde uma visão, que era tão real e convincente, tão diretamente e profundamente sumir - como pôdeterminar tão depressa? E como eu poderia contar para qualquer pessoa sobre isto, como minha alegriatransbordante me compelia a fazer, já que eu sabia não haver palavras para descrever o que eu tinhavisto? Parecia estranho que eu, uma criança, tinha visto algo tão maravilhoso, algo que os adultosobviamente não percebem - porque eu nunca tinha os ouvido mencionarem algo semelhante.Enquanto eu era uma criança, experimentei vários outros destes momentos de profunda euforia emminhas correrias pela floresta e pelo prado. Estas foram experiências que moldaram os principaisesboços de minha visão do mundo e me convenceram da existência de uma realidade milagrosa, poderosa, insondável, que estava oculta da visão cotidiana. Naquele tempo, freqüentemente ficava preocupado desejando saber se algum dia eu iria, comoadulto, poder comunicar estas experiências; se eu teria uma chance para descrever minhas visões em poesias ou pinturas. Mas sabendo que eu não tinha o dom para ser um poeta ou artista, assumi queteria de manter estas experiências para mim mesmo, importantes como eram para mim.Inesperadamente, por uma rara casualidade, muito mais recentemente e já na meia idade, um vínculofoi estabelecido entre minha profissão e estas experiências visionárias da infância.Porque eu quis aumentar meu conhecimento sobre a estrutura e essência do assunto, tornei-me umquímico de pesquisa. Intrigado pelo mundo das plantas desde cedo na infância, decidi me especializar na pesquisa dos componentes de plantas medicinais. No decorrer desta carreira fui conduzido àssubstâncias psicoativas e causadoras de alucinação que, sob certas condições, podem evocar estadosvisionários semelhantes às experiências espontâneas justamente descritas. A mais importante destassubstâncias alucinógenas veio a ser conhecida como LSD. Alucinógenos, como combinações ativasde interesse científico considerável, ganharam entrada na pesquisa medicinal, biologia e psiquiatria,e depois - especialmente o LSD - também obtiveram larga difusão na cultura das drogas.Estudando a literatura relacionada com meu trabalho, dei conta do grande significado universal daexperiência visionária. Representa um papel dominante não só em misticismo e história da2
 
religião, mas também no processo criativo na arte, literatura e ciência. Recentes investigaçõesmostraram que muitas pessoas também têm experiências visionárias na vida diária. A maioria de nós,entretanto, não reconhece seu significado e valor. Experiências místicas, como essa que marcouminha infância, aparentemente estão longe de serem raras.Há hoje um esforço difundido em relação à experiências místicas para inovações visionárias, parauma realidade mais profunda, mais abrangente do que percebe a nossa consciência racional cotidiana.Estão sendo feitos esforços para transcender nossa visão mundial materialista de vários modos, não só pelos participantes de movimentos religiosos Orientais, mas também por psiquiatras profissionais queestão adotando tal experiência espiritual profunda como um princípio terapêutico básico.Eu compartilho da convicção de muitos de meus contemporâneos que a crise espiritual que penetratodas as esferas da sociedade industrial Ocidental só pode ser curada por uma mudança em nossa visãomundial. Nós teremos que trocar do materialismo, da convicção dualista que as pessoas e o ambientedelas são duas coisa separadas, para uma nova consciência de uma realidade toda abrangente queabraça o ego experimentado, uma realidade na qual as pessoas sentem a unicidade delas com naturezaanimada e o todo da criação.Tudo o que puder contribuir para uma tal alteração fundamental da nossa percepção da realidade devedemandar então uma séria atenção. Em primeiro lugar entre tais aproximações, estão os váriosmétodos de meditação, ou religiosos ou ainda num contexto secular que apontam para oaprofundamento da consciência da realidade por via de uma experiência mística total. Outroimportante, mas ainda controverso, caminho para a esta mesma meta é o uso das propriedades dealteração da consciência por alucinógenos psico-farmacêuticos. O LSD encontra tal aplicação namedicina, ajudando os pacientes em psicanálise e psicoterapia a perceber os seus problemas no seuverdadeiro significado.A provocação deliberada de uma experiência mística, particularmente por LSD e alucinógenosrelacionados, em contraste com experiências visionárias espontâneas, envolvem perigos que nãodevem ser menosprezados. Médicos têm que levar em conta os efeitos peculiares destas substâncias,isto é, sua habilidade para influenciar nossa consciência, a essência íntima do nosso ser. A história doLSD, por exemplo, demonstra amplamente as conseqüências catastróficas que podem resultar quandoseu efeito profundo é mal utilizado e a substância é desviada para uma droga de prazer. São requeridasde antemão preparações especiais internas e externas; com elas, uma experiência de LSD pode setornar uma experiência significante. O uso errado e impróprio motivou que o LSD se tornasse o problema de minha criação.É meu desejo neste livro dar um quadro completo do LSD, sua origem, seus efeitos e seus perigos, para proteger contra o abuso crescente do uso desta droga extraordinária. Espero enfatizar possíveisusos do LSD que são compatíveis com sua ação característica. Acredito que, se as pessoasaprenderem a usar a capacidade do LSD de induzir visões sob condições satisfatórias, maissabiamente em práticas médicas então, no futuro, junto com meditação, esta criança-problema poderávir a se tornar uma criança-maravilha.Albert Hofmann3

Activity (79)

You've already reviewed this. Edit your review.
Benné Oliveira liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Lucas Neves Fabre added this note|
c c
Ricardo Souza liked this
Cauê Barbosa liked this
Cauê Barbosa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->