Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
5Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Como identificar-se os riscos em uma construção civil

Como identificar-se os riscos em uma construção civil

Ratings: (0)|Views: 2,611|Likes:
Aborda-se a questão do porque e para que identificar-se os riscos em uma construção, e o que fazer.
Aborda-se a questão do porque e para que identificar-se os riscos em uma construção, e o que fazer.

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: Antonio Fernando Navarro on Jul 29, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

05/11/2013

pdf

text

original

 
Como identificar-se os riscos em uma construção civil?
Prof. Eng. Antonio Fernando NavarroINTRODUÇÃOA pergunta pode até soar estranha, quando feita, já que em uma construção civiltem-se uma infinidade de riscos, independentemente do porte da mesma, desde que guardadas asrelações de similaridade, como por exemplo, construções de prédios residenciais, construção deobras de arte especiais (pontes, túneis, viadutos), construção de contenção de encostas, entre outras.Entre todo o conjunto de construções, a construção civil de prédios ou edificações é a que maisemprega mão-de-obra, especializada ou não.Desta maneira como se identificar os riscos? Pela característica multifacetada deuma construção, envolvendo distintas disciplinas, poderão existir riscos, os quais por si só tenhamuma limitada extensão quanto à gravidade ou severidade das perdas e outros onde os efeitos semultiplicam, como no caso de um desabamento de uma estrutura.Os riscos não são devidos somente a aquilo que se executa, mas também como ede que forma se executa. E aí, entre em cena a tão decantada mão-de-obra e suas qualificações, comos empresários reclamando sempre da qualificação da mão-de-obra, levantando a bandeira da eternarotatividade dessa mesma mão-de-obra, fruto mais dos reduzidos períodos de obra e da necessidadedas empresas manterem em seus quadros próprios de pessoal somente aquela estrutura maisqualificada, certamente de maior nível hierárquico – estrutura enxuta.A mão-de-obra normalmente encontrada em uma construção civil abrangecategorias como: armadores (preparadores de armaduras ou ferragens inseridas em concreto),carpinteiros, pintores, ladrilheiros, encanadores, eletricistas, soldadores, montadores de esquadrias, portas, janelas, elevadores, monta cargas, entre outras atividades.Muito dessa mão-de-obra permanece na construção por um período curto, que nósdenominamos de
turn over 
ou rotatividade elevada. Também, ao sabor da demanda de mercado, háum incremento ou decréscimo de lançamentos imobiliários, com ingressos ou demissões decontingentes de trabalhadores menos qualificados. Assim, os operários passam a adquirir distintasculturas em função daquelas absorvidas em cada uma das empresas em que trabalharam. Háempresas mais cuidadosas ou com maiores predicados para projetos, outras que se voltam mais paraa segurança, ainda outras que têm como diferencial a rapidez na entrega dos imóveis, aquelas que se preocupam com a qualidade dos materiais empregados, e assim segue. Não é incomum que os
 
especialistas, ao olharem para uma edificação o associem a uma construtora específica, mais pelascaracterísticas e qualidade da construção.Mas, diante disso e até por detrás disso há um grande contingente de pessoas quefaz com que os empreendimentos sejam erguidos. Esse enorme contingente de pessoas fica expostoou pode provocar acidentes. É sobre isso que iremos tratar neste artigo.APRESENTAÇÃOQuando se menciona riscos durante uma construção civil é perceptível que as pessoas comecem imaginando uma construção de uma residência, e depois a construção de um prédio de apartamentos ou de um edifício comercial. Ao passarmos por muitas dessas construções pelas calçadas não nos damos conta de que muitos dos riscos existentes não só podem atingir os próprios operários da obra como também os transeuntes nas ruas e calçadas. Para evitar-se isso ouatenuarem-se os riscos as empresas dispõem de um corolário de Normas Regulamentadorasemitidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego, as quais são de cumprimento obrigatório. Emmuitas situações, o MTE, por falta de pessoal para isso, não fiscaliza com maior profundidade asobras e, assim, tem-se os riscos ampliados pelo descumprimento das normas e até, digamos, pelafalta de uma cultura prevencionista da empresa.Uma norma, mesmo que obrigatória, é uma diretriz que as empresas devemcumprir, minimamente. As normas regem comportamentos, inclusive os relacionados com asquestões de responsabilidade social.A gestão de pessoas nas organizações vem se constituindo num dos principais pontos determinantes do sucesso. A política de pessoal normalmente deveestar direcionada para os objetivos estratégicos da organização, relacionados com osresultados financeiros e o processo produtivo da empresa. Recentemente aborda-se aquestão da responsabilidade social das organizações e a relevância dos resultados aílocalizados para o reconhecimento da sociedade e para a sustentabilidade docrescimento empresarial. A declaração de visão ou missão de uma empresa socialmenteresponsável freqüentemente vai além do propósito de “lucrar” ou “ser melhor”, eespecifica que a empresa procurará agregar valor a todos os envolvidos no ambienteempresarial: acionistas/proprietários, funcionários, clientes, fornecedores, comunidades,e o próprio meio ambiente.
1
 
1
Quelhas et al, A Cultura de Segurança como resultado de um processo de liderança eficaz
 
MELO apud MESQUITA (1998) define riscos do trabalho, tambémchamados riscos profissionais, como sendo os agentes presentes nos locais de trabalho,decorrentes de precárias condições, que afetam a saúde, a segurança e o bem-estar dotrabalhador, podendo ser relativos ao processo operacional (riscos operacionais) ou aolocal de trabalho (riscos ambientais).A Norma Regulamentadora (NR) 9, considera riscos ambientais osagentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho, capazes decausar danos à saúde do trabalhador. Consideram-se agentes físicos as diversas formasde energia a que possam estar expostos os trabalhadores, tais como ruídos, vibrações,temperaturas extremas, entre outras; consideram-se agentes químicos as substâncias,compostos ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória nasformas de poeiras, fumos, neblinas, névoas, gases ou vapores, ou que, pela natureza daexposição, possam ter contato ou ser absorvidos pelo organismo através da pele ou por ingestão; consideram-se agentes biológicos, dentre outros: bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários e vírus.Existem ainda os riscos ergonômicos, que envolvem agentes comoesforço físico intenso, levantamento e transporte manual de peso e exigência de posturainadequada (Rodrigues, 1995). Este mesmo autor menciona um outro tipo de risco deacidentes, o risco social, decorrente da forma de organização do trabalho adotada naempresa, que pode comprometer a preservação da saúde: o emprego de turnos detrabalho alternados, divisão excessiva do trabalho, jornada de trabalho e intensificaçãodo ritmo de trabalho são apenas alguns exemplos.
2
 Em uma visão simples poderíamos dizer que os riscos envolvidos em umaconstrução civil podem ser classificados de três modos:
 
Riscos Internos
 
Riscos Externos
 
Riscos Internos e ExternosPor riscos internos entende-se aqueles que afetam unicamente o ambiente internoda obra, como a queda de uma ferramenta de trabalho, um acidente do trabalho, o desabamento parcial de um escoramento, ou quaisquer outros riscos que não causam reflexos no ambienteexterno.
2
Medeiros et Rodrigues, apud Melo apud Mesquita: A existência de riscos na indústria da construção civil e sua relaçãocom o saber operário

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Patricia Rodrigues Silva added this note|
Muito bom ! me ajudou a entender os fatores riscos.
Cicero Júnior liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->