Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Resumo Direito Penal

Resumo Direito Penal

Ratings: (0)|Views: 28 |Likes:
Published by RodrigoWiesner

More info:

Published by: RodrigoWiesner on Jul 31, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/10/2012

pdf

text

original

 
RESUMO DE DIREITO PENAL – PARTE GERALCONCEITO:
 Todo o conjunto de normas jurídicas que têm por finalidade estabelecer asinfrações de cunho penal e suas respectivas sanções e reprimendas. O DireitoPenal é um ramo do Direito Público (que diz respeito a função ou dever doEstado). Há que se acrescentar que o Direito Penal é formado por umadescrição, em rie, de condutas definidas em lei, com as respectivasintervenções do Estado (na aplicação de sanções e eventuais benefícios),quando da ocorrência do fato delituoso, concreto ou tentado.
DIVISÃO DO CÓDIGO PENAL
O Código Penal é divido em artigos, que vão do 1º ao 361. Em sua Parte Geral(artigos a 120), cuida de assuntos pertinentes a aplicabilidade,características, explicações e permissões contidas na lei penal. Sua segundaparte, ou Parte Especial (artigos 121 a 361) trata dos crimes em si,descrevendo condutas e penas a serem aplicadas .
Sujeito Ativo
– Indivíduo ou agente que pratica um fato (isto é, uma ação ouomissão) tipificado como delituoso pela legislação vigente.
Sujeito Passivo –
Capacidade que o indivíduo ou agente tem de sofrer assanções penais incidentes sobre sua conduta delituosa.
Direito Penal Subjetivo –
Poder de “
Império” 
(ou dever) do Estado de punir osindivíduos por ele tutelados, dentro dos basilares do Direito Penal Objetivo.1
 
Direito Penal Objetivo
Todas as normas existentes e de prontaaplicabilidade sobre o fato concreto ou tentado.
Direito Penal Comum –
Aplicação do direito pelos órgãos jurisdicionais doEstado, ou seja, aplicação do Direito Penal dentro da atuação da Justiçacomum existente nos Estados da Federação.
Direito Penal Especial -
Previsão legal de competência para atuação das justiças especializadas na aplicação da lei penal. Exemplo: Direito PenalEleitoral e Direito Penal Militar.
Direito Penal Substantivo -
É a materialidade da norma, ou seja, é a normaem sua apresentação formal (exemplo: livro que contém o Código Penal).
Direito Penal Adjetivo –
É a instrumentalidade do Direito Penal, isto é, o direitoprocessual e suas nuances.
FONTES DO DIREITO PENAL
 
Conceito:
 As fontes são os marcos de origem e manifestação do Direito Penal. São oórgão ou a forma de sua exteriorização. Por exemplo: compete privativamente aUnião, legislar sobre: direito civil, comercial, penal, processual, eleitoral, agrário,marítimo, aeronáutico, espacial e do trabalho (...). Outro exemplo: a simplesexistência de lei, costumes, jurisprudências, princípios e/ou doutrinas.2
 
Divisão das Fontes de Direito PenalFontes materiais
– Ente estatal responsável pela produção e pelaexteriorização do Direito.
Fontes Formais –
Forma e modo de exteriorização do Direito
Fontes Formais Imediatas –
As leis penais existentes. Conforme o princípio dalegalidade, não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem préviacominação legal (art. 5º, inciso XXXIX da Constituição Federal de 88, e art. 1ºdo Código Penal Brasileiro).
Fontes Formais Mediatas
– Na omissão da lei, podem ser aplicados osprincípios gerais de Direito, os costumes a jurisprudência e a doutrina, os quaissão fontes formais mediatas. Esses princípios estão autorizados por lei (Art. 4ºda Lei de Introdução ao Código Civil Brasileiro)).
PRINCÍPIOS GERAIS DO DIREITO PENALPrincípio da Reserva Legal ou da Legalidade –
Sem legislação específicanão há crime. É uma forma de limitação do poder punitivo do Estado (Art. 5º,inciso XXXIX da CF/88 e Art. 1º do Código Penal Brasileiro).
Princípio da Intervenção
– Limita o poder de atuação do ente estatal. O direitopunitivo só será aplicado em observância ao princípio da reserva legal, com ofim social de impedir o legislador de se exceder na construção do Direito Penalaplicável.3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->