Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
95Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Resumo Processo Do Trabalho

Resumo Processo Do Trabalho

Ratings:

3.5

(2)
|Views: 16,934 |Likes:
Published by RodrigoWiesner

More info:

Published by: RodrigoWiesner on Jul 31, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/18/2014

pdf

text

original

 
RESUMO DE PROCESSO DO TRABALHOConceito:
 Apesar da inexistência de um código de processo do trabalho, pode-se afirmar (de acordo com Carlos Henrique Bezerra Leite) que: “o direito processual dotrabalho tem objeto mais delimitado, porquanto investiga setores específicos doprocesso do trabalho, suas estruturas peculiares, os conceitos próprios e osvalores almejados pelo direito material do trabalho. Sua finalidade primordialreside, portanto, na realização dos escopos social, político e judico doprocesso, sob a perspectiva do direito material do trabalho”.
Fontes
 
Fontes Formais Diretas
Todos os atos e fatos que influenciam a leitrabalhista de forma direta (isto é, os atos normativos e administrativos,editados pelo poder público, e os costumes).
Fontes Formais Indiretas –
Fontes oriundas da doutrina e da jurisprudência.
Fontes Formais de Explicitação
São as fontes integrativas do direitoprocessual, tais como a analogia e os princípios gerais de direito.
PRINCÍPIOS
Sem prejuízo dos princípios constitucionais, o Processo doTrabalho prima ainda pelos seguintes princípios:
Princípio da Proteção –
Este princípio visa a proteção do empregado frente àforça desigual permeada pelos empregadores, quando da relação de emprego.
Princípio da Finalidade Social
Capacidade dada ao juiz de auxiliar oempregado na busca de uma solução justa para eventuais demandas decompetência da justiça do trabalho.
Princípio da Verdade Real –
derivado da primazia da realidade, este princípiozela pela apurão da verdade pura, sem estar preso apenas às provas1
 
documentais, podendo o juiz, de forma livre, exarar esforços em busca daverdade “real”.
Princípio da Indisponibilidade –
No campo do processo do trabalho, sãoirrenunciáveis os direitos e as garantias do empregado.
Princípio da Conciliação –
Apesar de não estar expresso na norma legaltrabalhista, este princípio impõe a necessidade de tentativa de acordo entre apartes como forma de aplicação processual pertinente.
Princípio da Normatização Coletiva –
Capacidade que a Justiça do Trabalhotem de normatizar condições gerais (com efeitos coletivos), a partir dolançamento de sentenças de caráter normativo.
Princípio da Simplicidade –
Os atos na Justiça do Trabalho têm que se pautar pela celeridade dos procedimentos, o que conduz à aplicação dainstrumentalidade simplificada e da oralidade, as quais o a base desteprincípio.
Princípio da Desconsideração da Personalidade Jurídica –
Cuja finalidade éproteger o empregado de eventuais prejzos quando da execão desentença.
Hermenêutica do Processo do Trabalho
- Hermenêutica é a forma de melhor interpretação das normas, no que se refere às expressões de direito utilizadasno processo do trabalho.
Métodos de Interpretação
 
Gramatical ou literal
Este todo obedece às regras gramaticais elingüísticas do texto normativo a ser interpretado.
Método Lógico –
Forma de interpretação que utiliza a capacidade de leitura,por meio de técnicas ligadas à lógica comum e à jurídica.2
 
Método Histórico –
Interpretação da norma com base em sua construçãohistórica.
Método Sistemático
Neste método deve-se respeitar a sistemática deconstrução da norma, ou seja, deve-se preocupar-se em o afrontar osprincípios, como também outras normas de processo do trabalho.
Método Teleológico –
Atribuído ao filósofo
Rudolf Von Ihering 
, este método,quando da interpretação da norma, respeita os fins sociais nela contidos.
Métodos de Solução de Conflito
 
Autodefesa ou Autotutela –
método de imposição de força para se obter umresultado que favoreça apenas a uma das partes (Exemplo: a greve).
Autocomposição –
Neste método, os litigantes, de forma direta e de comumacordo, celebram concessões mútuas por meio do ajuste de vontades.
Heterocomposição –
Intervenção de terceiro quando de um conflito trabalhista,com força de decisão coercitiva sobre as partes em litígio (é a arbitragem).
Organização da Justiça do Trabalho
 Juízes do Trabalho (Varas do Trabalho); Tribunais Regionais do Trabalho (TRT)e Tribunal Superior do Trabalho (TST). Para casos específicos (de afronta àConstituição), o Supremo Tribunal Federal (STF) poderá também julgar questões trabalhistas.
Varas do Trabalho –
Primeira atuação da Justiça do Trabalho na solução deconflitos, onde o Juiz prestará a primeira jurisdição em favor de litígio existente.
Tribunais Regionais do Trabalho –
Órgão de julgamento de recursos oriundosdas Varas do Trabalho. Tem como função básica a prestação da ampla jurisdição (Emenda Constitucional nº 45/2004).3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->