Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
339

339

Ratings: (0)|Views: 184 |Likes:
Published by Thiago Melego
Jornal O Debate, edição 339
Jornal O Debate, edição 339

More info:

Published by: Thiago Melego on Aug 05, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/29/2014

pdf

text

original

 
Os vereadores da Câmara de São Manuel retomam as atividades na próxima segunda-feira, 1º de agosto, data emque já será realizada a primeira Sessão Ordinária, após o recesso de julho. Para o segundo semestre a polêmica pode estar numa possível alteração no Estatuto dos Funcionários Públicos.
....
 Página 3A
28 de julho, às 18h43Comercial R$ 1,569Turismo R$ 1,620Paralelo R$ 1,730
DÓLAREuro
R$ 2,2753
Libra
R$ 2,5652
Ouro
US$ 1.615,63Sexta-feiraMin.13º- Máx.27º Probab. de chuva0%SábadoMin.14º- Máx.27º Probab. de chuva0%DomingoMin.16º- Máx.27º Probab. de chuva0%
METEOROLOGIA
SEXTA-FEIRA - 29 DE JULHO DE 2011
ANO 8 - Nº 339
O D
EBATE
A INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADECIRCULAÇÃO REGIONAL -
(14) 3841-4459
SÃO MANUEL, PRATÂNIA E AREIÓPOLISE-MAIL: redacao
@
odebateregional.com.br
R$ 2,00
Câmara de Vereadoresvolta às atividadesna segunda-feira
Concurso nº 1.304 de 27/07
07-14-15-20-23-35
Lotérica Central
Rua XV de Novembro, 267Fone: (14) 3841-2005
Lotérica Avenida
Av. José Horácio Mellão, 469Fone: (14) 3841-2406
MEGA-SENA
Falamos de dois grandes males que gras-sam entre os humanos:calúnia e difamação. Na verdade, dois termosque se equivalem comosinônimos, embora sejamtratados de modo diferen-te na área jurídica. Umsentimento pesadamentenegativo é a calúnia. É sempre impregnado decruéis pensamentos demaldade, porque atingediretamente ou tenta atin- gir a reputação de pessoasde ilibada conduta moral e social. Tão grave é oato calunioso que está previsto no nosso Código Penal como crime torpee nefando. Página 2A
...
O
PINIÃO
MotoRomariaFeijoada
Rádio Clube deSão Manuel,1510 kHz-AM:72 anos no arMoto Clube“Os Federais”realiza encontroManifesto contraqueimadasPorco no Roleteem Aparecida
Festa da Assunçãode Nossa Senhora
Amanhã, 30, a RádioClube de São Manuel AMcompleta seu 72º ano de fun-dação. São 72 anos de muitahistória, que contou com a participação de centenas de pessoas. A Clube foi a 69ªradioemissora instalada noBrasil. Mais ainda: foi a 31ªinaugurada no Estado de SãoPaulo e, se considerarmosapenas as emissoras insta-ladas em cidades do interior  paulista, foi a 19ª delas. Semdúvida, uma pioneira.
 Página 3A
O Moto Clube “Os Fede-rais” realizou no sábado, 23,mais um encontro com seussimpatizantes, para arreca-dar fundos para a entidade.Segundo Flávio Pascho-al, presidente do Moto ClubeOs Federais de São Manuel,o clube foi fundando atravésde alguns de seus amigos,que desde há muito tinhamvontade de constituir umaagremiação desse tipo emnossa cidade.
 Página 8A
O Panelaço organizado pela ONG Paraíso e pelo gru- po AR PURO “Sou mais umcontra queimadas”, conseguiucolher até o momento mais demil assinaturas.
 Página 3A
 No domingo, 07 de agos-to, acontece o 2º Porco noRolete, uma promoção daParóquia Nossa SenhoraAparecida.
 Página 4A
Ensina a tradição daIgreja Católica que NossaSenhora foi elevada ao Céude corpo e alma, após suamorte. O Dogma da Assun-ção da Virgem Santíssimafoi proclamado, solenemen-te, pelo Papa Pio XII, no dia1º de novembro de 1950 esua festa é celebrada no dia15 de agosto. 
 Página 3B
Uma notícia para os mo-toristas que passam pelaRodovia Marechal Rondon:começaram a funcionar trêsnovos radares na região.
 Página 7A
Ana Lúcia LanfrediLázaro é uma professoraaposentada que, na adoles-cência, fez parte do grupode colaboradores da RádioClube de São Manuel. Éformada no Magistério pelaEscola Estadual “Dr. Ma-nuel José Chaves”, e em Pe-dagogia pela Associação deEnsino de Marília. Ela atuou por 30 anos no Magistério,em sala de aula e como coor-denadora da Escola Padrãona Escola “Prof. Franciscode Oliveira Faraco”. Nestaentrevista ela conta comofoi sua passagem pela RádioClube de São Manuel, aindaadolescente.
 Página 1B
Ponto de Vista
Série “Histórias daRádio Clube AM 1510 kHz”
Em sua 13ª edição, aMoto Romaria para a Apa-recida de São Manuel seráno dia 07 de agosto, domin-go, com saída da Praça doSantuário.
 Página 3B
Acontece no domingo,31, a “Feijoada com Rodade Samba”, às 12h30, naAssociação Atlética Bancodo Brasil.
 Página 3B
Bloco de NotasDireito em DebateContextoCornetandoBadalaçãoMotivaçãoColuna CatólicaAniversariantesOs PioneirosClassi
cadosFlash
ÍNDICE
Pg 2APg 2APg 3APg 5APg 2BPg 3BPg 4BPg 4BPg 5BPg 6BPg 7B
Regional
Regional
Página 6A
 Página 6A
TrovadoresUrbanos
A empresa Duratex deBotucatu, em comemoraçãoaos seus 60 anos, está patro-cinando uma turnê musicaldos Trovadores Urbanos, que passarão por Areiópolis.
Três novos radaresna Rondon
 
O
 
título, é claro, nãoé no sentido literal.Estamos falando dedois grandes malesque grassam entre os huma-nos: calúnia e difamação. Na verdade, dois termos quese equivalem como sinôni-mos, embora sejam tratadosde modo diferente na área jurídica.Um sentimento pesada-mente negativo é a calúnia. Ésempre impregnado de cru-éis pensamentos de maldade, porque atinge diretamenteou tenta atingir a reputaçãode pessoas de ilibada condu-ta moral e social. Tão graveé o ato calunioso que está previsto no nosso CódigoPenal como crime torpe enefando, diferentementeda difamação, esta visandotirar apenas a boa fama e ocrédito de pessoas honradas,sem, contudo, causar um malgrave e irremediável.Assim, embora uma eoutra representem ofensasà honra, trata-se de grausdiferentes no campo jurí-dico, como dissemos noinício. Para os juristas, acalúnia queima como fogo,a difamação nem tanto. Masambas são cruéis, em nossomodo de entender.Existem também os me-xericos, que são formas decalúnia menos ofensivas,de caráter menos grave, passados de boca em bocaem conversas soltas ou noschamados “papos furados”, bem como, através de longasconversas de “comadres”ao telefone, ou nas “rodi-nhas” formadas em reuni-ões sociais. São pequenassementes do mal, plantadasaqui e acolá por criaturassem escrúpulos e jogadasao vento...Palavras os ventos aslevam, diz o ditado popular.Mas, quando estas estão ei-vadas de maldade, não sãotão voláteis assim, e aca- bam encontrando quem as propaguem, fincando raízes,não em terreno fértil, masno lodaçal das desgraçashumanas. É preciso, portan-to, que as criaturas saibamrepelir essas ações, fazendoouvidos moucos. Esta é amelhor conduta, pois con-cordar com a maledicêncianenhuma criatura de espíritoforte e moral elevada poderáfazê-lo.Com o progresso dosmeios de comunicação e damídia falada, escrita e tele-visada, a difusão da calúniatornou-se muito mais fácil,mais instantânea. Jorna-listas, colunistas sociais ecomentaristas inescrupulo-sos transformam facilmentecertos boatos em “fatos”,detratando a dignidadealheia. Vemos e ouvimosisso a todo instante, princi- palmente na alta sociedade,nas colunas sociais e nomundo político.O detrator ou caluniador quase sempre se escon-de, alegando tratar-se deinformações ou notíciasobtidas de “fontes bem in-formadas” ou fundadas emdocumentos forjados, quesão obtidos por via ilegal ecriminosa, como nos casosde “grampos telefônicos”,aplicados sobre autorida-des, políticos ou empresá-rios famosos.A calúnia jamais poderáser respondida pelo silên-cio, pois este seria o triunfodo caluniador. A melhor resposta, ainda que difícil,é mesmo o desmascaramen-to do caluniador, quandofor possível identificá-lo.O ofendido tem que des-mascarar o seu detrator, já que teve a sua honra esua dignidade ofendidas,e estas são os verdadeirosvalores do caráter das cria-turas. À calúnia, sendo elaa arma dos inescrupulosos,é preciso que se lhe oponhao peso da verdade. Não éfácil, mas vale a pena tentar sempre.Por meio da calúnia, ocaluniador tritura as quali-dades do caluniado, atingeem cheio a sua honra, tentaapagar o seu brilho e o seu prestígio, sempre objeti-vando um fim material quese consubstancia em umou outro tipo de vantagem.Mas, o que é inegável, éque o caluniador é sempreum covarde, já que procurasempre se esconder atrás doanonimato.Quando a calúnia tem por fim principal a chanta-gem, atinge diretamente osempresários, financistas, banqueiros, chefes de fa-mília, líderes religiosos e,também, políticos. Nestecaso, para todos eles, a me-lhor defesa é a probidade,mas também, é o melhor alvo. Isto porque o calu-niador não sendo probo,não tendo o caráter reto esendo indigno, ataca aquiloque não possui de melhor enão consegue alcançar por meios legítimos, ou seja, osucesso e a fama que seudetratado tem de sobra.O caluniador deve sem- pre ser rejeitado, posto delado pelos homens de bem, já que pode ser comparadoa um estuprador comum.Com julgamentos precipi-tados e açodados ele atiralama na honra das criaturasde bem, tentando marcá-lasmoralmente.O mal da calúnia é difí-cil de ser reparado, princi- palmente porque a mesmafonte que a disseminounem sempre está facilmentedisponível para o caluniadoou, quando este tem a opor-tunidade de retrucar e sedefender, o mal já está feitoe não será lido, ouvido ouvisto pelas mesmas pessoasque tiveram a oportunidadede fazê-lo quando a calúniafoi propagada. A reparaçãodesse mal é, portanto, mui-to questionável e difícil.
São Manuel,
sexta-feira
- 29 de julho de 2011
 2
 A
É fácil atirar pedras nos outros...
O mal da calúnia é difícil de ser reparado, principalmente porque a mesma fonte que a disse-minou nem sempre está facilmente disponível parao caluniado ou, quando este tem a oportunidade deretrucar e se defender, o mal já está feito e não serálido, ouvido ou visto pelas mesmas pessoas.Um sentimento pesadamente negativo é a calú-nia. É sempre impregnado de cruéis pensamentos demaldade, porque atinge diretamente ou tenta atingir a reputação de pessoas de ilibada conduta moral e social. Tão grave é o ato calunioso que está previstono nosso Código Penal como crime torpe e nefando.
O
PINIÃO
 – Bancários não podemusar barba e bigode
Direito em Debate
Por Edilaine Rodrigues de Góis Tedeschi
direitoemdebate@odebateregional.com.br 
   C  o   l  a   b  o  r  a   d  o  r  e  s  p  o  n   t   â  n  e  o
Diretora:
 Tânia Cecília Tavares Casquel
Diretora Administrativa:
Antônia Miths Gerzely
Diretor Jurídico:
Dr. Sílvio Roberto MazettoOAB/SP 89.053
Periodicidade:
Semanal
Impressão:
JS Produções Gráfca
DEPARTAMENTO COMERCIALCLASSIFICADOS - ASSINATURASATENDIMENTO AO LEITOR
(14) 3841-4459
TORPEDO SMS - MANDE A PALAVRADEBATE MAIS A SUA MENSAGEMPARA O NÚMERO
49820
e-mail: redacao@odebateregional.com.br
As matérias assinadas nãorepresentam a opinião deste jornal. Na orma da legislação emvigor, a Direção de O Debate nãose responsabiliza por conceitosemitidos em artigos assinados.
 A INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE
Jornalista Responsável e Editora:
 Tânia Cecília Tavares CasquelMTB 23.291Rua Epitácio Pessoa, 440-c - CentroSão Manuel - CEP 18.650-000
Bloco de Notas
Por Gildo Sanches
blocodenotas@odebateregional.com.br blogdogildo.blogspot.com
   C  o   l  a   b  o  r  a   d  o  r  e  s  p  o  n   t   â  n  e  o
O título sugere uma pia-da, mas realmente não é.Hoje, nos deparamos comsituações no ambiente detrabalho que seriam cômicassenão fossem no mínimodesgastantes.Você compraria um lan-che onde o chapeiro tivesseuma barba enorme ou bi-godão? Imagine a cena: oamigo leitor com uma fomedanada e com muita pressavê um carrinho de lanchese para lá se dirige. Imaginacomer um lanche, nada nu-tritivo, mas que vai tapear o estômago, e de repenteé atendido pelo chapeirocom uma barba enorme e o bigode nas mesmas propor-ções do lanche. O que fazer?Comer ou não comer?O amigo leitor deve per-guntar-se: é crime ter barbae bigode? Barba e bigodesão sinônimos de sujeira,de má aparência? É óbvioque não, dependendo dotipo físico, o homem podeficar muito bem com barbae bigode. No entanto, em determi-nados ambientes de traba-lho, ter cabelo comprido, barba, bigode, usar piercing,correntes, pode ser perigo-so. Caso se tratar de ativi-dade do gênero alimentícioou hospitalar, barba, bigode,cabelão, não pode. Se a pes-soa for trabalhar no ramode engenharia, o cabelo,a barba e o bigode podemrepresentar risco de vida.Quando se tratar de candi-dato a concurso público, daPolícia Militar, nem pensar.O patrão pode exigir certa conduta na vestimenta,exigir o cabelo preso, a bar- ba aparada, exigir que a pes-soa não use piercing. Afinalos funcionários representama comissão de frente deuma empresa; ninguém faladiretamente com o chefe,quem sempre nos atende éum funcionário.A exigência do BancoBradesco, proibindo seusempregados de usar barbas e bigodes, transformou-se em processo trabalhista. O Mi-nistério Público do Trabalhoe o Sindicato dos Bancáriosmoveram Ação Civil Públi-ca contra o Banco, alegandoque a exigência era ofensi-va à dignidade da pessoahumana e violava o direitode intimidade e imagem dotrabalhador, o qual deveriadecidir se usava ou não bar- ba e bigode, exigindo fosseo banco condenado a pagar  pelo dano moral. O Bancocitado alegou ser esta umarecomendação de regra deconduta, porém alegou nãoexistir infração ética e dis-ciplinar, apenas tratava-sede recomendação.Pois bem, a Justiça doTrabalho entendeu que ha-via dano moral e condenouo Banco ao pagamento darespectiva indenização, aocontrário do que fez comoutra empresa de segurançaterceirizada, tempos atrás(neste caso, o TRT reformoua sentença e mandou pagar a indenização). No casodo Banco, o juiz entendeuque havia dano moral, maso TRT não. Considerou otribunal que o Banco podeexigir e estabelecer normasde conduta e etiqueta profis-sional, não sendo esta regra passível de indenização.Amigo leitor, será que oempregador tem o direito deinterferir no visual do em- pregado, exigindo que cortecabelo, raspe a barba e o bigode? Penso eu que podeem determinadas situações.Todas as vezes que nosdirigimos a uma empresa,nunca falamos com o chefe.Quem nos atende primeiro éa secretária, que nos passa para o gerente, que nos passa para o diretor e assim por diante. Nos escritóriose consultórios a situaçãonão é diferente, há sempreuma secretária apta a nosrecepcionar.A primeira imagem é re-almente muito importante:se o paciente chega a umconsultório médico e en-contra a secretária fazendoas unhas e com mini blusa,vai procurar outro comcerteza. Por outro lado, sechegar em uma empresa demarketing para contratar uma propaganda e encontrar todo mundo vestido iguale com o mesmo corte decabelo, vai procurar outra, pois este comportamento pode demostrar ausência decriatividade.Assim, se o empregado pode se sentir ofendido por ter regras e disciplinas notrabalho, o patrão também pode se sentir ofendido elesado, se as regras nãoforem cumpridas. A viola-ção do direito de imagem,intimidade e o princípio dadignidade da pessoa huma-na não são direitos inerentessomente aos empregados,o são também dos empre-gadores.As regras da boa convi-vência e o bom senso devem prevalecer em qualquer ambiente de trabalho e valelembrar que aparência não étudo, o que vale é o caráter moral de cada um.
Com Pelé
Às vésperas de sua primeiraaparição num evento o
cialrelativo à Copa do Mundode 2014, a presidente DilmaRousseff impôs uma derrota política a Ricardo Teixeiraao nomear Pelé embaixador do Mundial no Brasil. Naverdade, desde a era Lula,o governo federal queria oex-jogador na presidência doCOL (Comitê Organizador Local). Mas o dirigente nãoabriu mão do cargo. Agora,o ex-craque ganhou o cargo por decreto assinado pela presidente, o que dá força àsua nomeação.
Votou no outro
O ministro da Defesa, NelsonJobim (PMDB), disse ter vo-tado em José Serra (PSDB)na eleição de 2010. Segundoele, a então candidata Dil-ma Rousseff (PT) sabia desua preferência pelo tucano.Depois de se eleger e deconvidá-lo para o ministério,a petista não teria mais tocadono assunto. O ministro parti-cipou da estreia do programa“Poder e Política - Entrevis-ta”, conduzido pelo jorna-lista Fernando Rodrigues noestúdio do Grupo Folha emBrasília.
Novas placas
Todos os veículos registradosno Estado de São Paulo vão precisar trocar as placas, se-guindo um cronograma queserá feito pelo DepartamentoEstadual de Trânsito (De-tran). O órgão prepara umalicitação para a substituiçãodos modelos atuais por outroscom películas re
etivas, quesão mais fáceis de ser 
agra-dos por câmeras e radares. Oobjetivo é que o novo modelocomece a ser adotado a partir do ano que vem pelos veícu-los saídos de fábrica.
Pedágio por quilômetro
O governo de SP testará, a partir de novembro ou dezem- bro, a cobrança de pedágio por quilômetro rodado em estra-das estaduais. A meta é que osistema, de chip nos veículos,esteja nas principais estradasem dois anos. Para ser viável,o modelo exigirá
m de praçasde pedágio.
Bilhões de dólares
Com ingresso recorde de US$48,4 bilhões no ano passadoem investimentos produtivosdo exterior, o Brasil avançoudez posições e tornou-se oquinto em ranking da Con-ferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento eComércio (Unctad). O paísestá atrás apenas de EstadosUnidos, China, Hong Kong eBélgica como maior destinode investimentos mundiais.
Fora do caso
Escolhido por Anders Breivik,o atirador norueguês que ma-tou 76 pessoas, o advogadoGeir Lippestad disse que podedeixar o caso se seu clientenão
zer exames de sanidademental. O advogado é
liadoao Partido Trabalhista, alvodo atentado:
“Tudo indica queele é louco. Ele não é comoqualquer um”
. Entre as víti-mas de Breivik, havia tambémimigrantes e descendentes.Em seu manifesto, ele disseaté que
“subtribos”
paralisamo desenvolvimento no Brasil.
Amy Winehouse
O corpo da cantora Amy Wi-nehouse foi cremado na terça--feira, 26, após uma cerimôniafechada ao público, no nortede Londres. Familiares e ami-gos foram até o cemitério deEdgwarebury em um comboiode veículos. Apesar das tentati-vas de manter o público longeda cerimônia, o caminho atéa entrada do cemitério
coutomado por fotógrafos e fãs.
Encontro
Valeu o encontro que tive nasexta-feira, 22, com o jorna-lista José Hamilton Ribeiro,repórter e editor do GloboRural. Um dos mais impor-tantes jornalistas brasileiros,ele irá fazer uma matériasobre Tonico e Tinoco, e nos procurou para saber detalhesda vida da dupla.
Concurso
O Instituto Nacional do Se-guro Social (INSS) foi auto-rizado pela presidente DilmaRousseff a realizar concurso para suprir parte do seu dé
citde servidores, que atinge acasa dos dez mil. O aval foiconcedido, em caráter excep-cional, após uma audiênciaque ocorreu no Palácio do Pla-nalto e da qual participaram,além da presidente, o ministroda Previdência Social, Gari- baldi Alves Filho, e a ministrado Planejamento, MiriamBelchior. O processo seletivoestá previsto para acontecer ainda em 2011, já que o órgãotem urgência para contratar os pro
ssionais e precisa dar continuidade ao seu plano deexpansão. Mais detalhes noJornal dos Concursos, nas bancas.
Recado Final:
“Uma velanada perde quando, com suachama, acende uma outra queestá apagada” – (Orison S.Marden).
 
Os males causados pelotrabalho infantil no desen-volvimento da criança foramdiscutidos durante o FórumPaulista de Prevenção e Erra-dicação do Trabalho Infantil,em São Paulo. O tema foiapresentado pelo pediatra e professor Roberto TeixeiraMendes, do Departamento dePediatria Social da Faculdadede Medicina da UniversidadeEstadual de Campinas (Uni-camp). De acordo com ele,O trabalho infantil atrapalhao desenvolvimento da crian-ça, principalmente o mental.Além de provocar efeitosmais imediatos como doençasinfecciosas e traumas.Segundo Mendes, os efei-tos vão depender da faixaetária e do tipo de trabalhoque está sendo desenvolvido pela criança. Mas eles vãoocorrer.
“O trabalho pode ser exaustivo, pesado, insalubree trazer efeitos imediatos,como intoxicação e traumas.Mas mesmo que o trabalhonão tenha nada disso, só por ser trabalho vai tirar acriança do seu momento es- pecí 
  fi
co de vida que é brincar, fantasiar e elaborar o mundoque a cerca à sua maneira. E a criança precisa de tempo econdições para fazer isso”
,disse.De acordo com o pediatra,o ideal é que a criança nãotrabalhe, mas brinque
. “A partir dos 15 anos de idade,quando o adolescente é capazde compreender o mundo e a produção, o que é dinheiro etrabalho, ele pode eventual-mente se inserir – se for von-tade dele também – no mundodo trabalho. Mas isso aindanão pode ser a sua principal atividade. A principal ativi-dade dele será se capacitar  para o futuro”
, declarou.O professor também fa-lou sobre os problemas dasdoenças ocupacionais que,na criança, elas só aparecemna fase adulta.
“Doençasocupacionais são idênticasem crianças e em adultos. Aúnica diferença é que as do-enças ocupacionais que vãocausar malefícios a longo prazo não vão aparecer nacriança. Vão aparecer noadulto. Mas a criança já está sofrendo com aquilo”
.Mendes ressaltou que háhoje uma grande di
culdade para identificar o universode crianças que trabalham no país, principalmente porquese trata de trabalho informal,em geral. Por isso, o idealseria a articulação entre osvários órgãos, associações e pro
ssionais que trabalhamcom a criança e o adolescente para inseri-las em programassociais que as livrem do tra- balho.
“Tem que haver diálo- go entre a escola, a família, a saúde, a sociedade de bairroe as regionais das secretariasdas áreas de educação, es- porte e lazer e saúde”
, disse.O Panelaço organizado pelaONG Paraíso e pelo grupo AR PURO “Sou mais um contraqueimadas”, conseguiu colher,até o momento, mais de milassinaturas, pelo movimentodo “Panelaço”, realizado noúltimo
nal de semana, e pelainternet.Há algumas semanas foidado início a uma campanhaque visa conscientizar a po- pulação sobre o valor do ar  puro para nós e para as futurasgerações.Através do site de relacio-namentos Facebook, o grupoAR PURO pretende incentivar a criação e adequação de umalei que regulamente as queima-das aqui na cidade. Segundo areferida página, em São Ma-nuel existe o Código Ambien-tal. Também existe lei estadualsobre o tema queimadas, maso que falta é a regulamentação,estruturação e
scalização. Éisso que o grupo exige e traba-lha para que se concretize emnossa cidade.A Rádio Clube e o
Jornal ODebate
apoiam o movimento.
São Manuel,
sexta-feira
- 29 de julho de 2011
 3
 A
C
ONTEXTO
Legislativo
Câmara retoma atividadesno dia 1º de agosto
Trabalho infantil atrapalha desenvolvimentoda criança, diz pediatra
Saúde
Manifesto pelaregulamentaçãoda Lei contraas queimadascolhe mais demil assinaturas
Ar puro
Os vereadores da Câma-ra de São Manuel retomamas atividades na próximasegunda-feira, 1º de agosto,data em que já será realizadaa primeira Sessão Ordinária,após o recesso de julho.Através de levantamen-to feito junto ao site o
cialcamarasaomanuel.com.br ,durante o primeiro semestrede 2011 ocorreram 10 SessõesOrdinárias no legislativo,onde os edis puderam avaliar  pelo menos 60 projetos de lei,206 indicações, 56 requeri-mentos, 11 projetos de reso-lução, 8 projetos de decretos,3 projetos de emenda a LeiOrgânica e 2 projetos de leicomplementar. A maioria das proposituras foi aprovada.Para o presidente da Câ-mara de São Manuel, vereador Pedro Norival Cicarelli,
“o primeiro semestre foi tranqui-lo. Tivemos alguns projetos polêmicos, que foram aprova-dos pelos vereadores, rejeita-dos pelo prefeito e derrubadosos vetos pelos vereadores, sendo promulgados pela Câ-mara ou pela prefeitura. En-tre eles, a lei que concede oadicional de periculosidadeà Guarda Municipal e a leique dá isenção no IPTU aos portadores de câncer”
.Agora, para o segundosemestre, até setembro, o le-gislativo deve apreciar e votar a LDO – Lei de Diretrizes Or-çamentárias, que traz o que a prefeitura pretende realizar no próximo ano. Já o orçamentomunicipal deve ser votado até31 de dezembro.O presidente lembrou queesta data será possível devidoà mudança no RegimentoInterno da Câmara e na LeiOrgânica do Município, ondeo recesso parlamentar foireduzido. Atualmente os ve-readores estarão em recessoem janeiro e julho. Alémdestes meses, o recesso tam- bém atingia anteriormente omês de dezembro
.“Apesar do recesso, os vereadorescompareceram, durante estemês de julho, pelo menosquatro vezes para realizaremduas Sessões Extraordináriase duas Audiências Públicas”
,lembrou Cicarelli.Para este recomeço detrabalhos, em agosto, segundoo presidente,
“as ativida-des devem transcorrer comtranquilidade, como já vemocorrendo”
.Questionado sobre uma possível alteração no Estatutodos Funcionários PúblicosMunicipais, Cicarelli a
rmouque não tem informações con-cretas, mas que com certezadeve gerar polêmica junto aosinteressados.
Reforma – 
Quanto à reformado prédio da Câmara, Cica-relli afirmou que deve ser terminada até o
nal de se-tembro. Ele destaca que essareforma foi necessária paramanutenção geral do prédio.
Sessões – 
Para encerrar, o presidente, vereador Pedro Norival Cicarelli, lembrouque as Sessões Ordináriasocorrem toda primeira e ter-ceira segundas-feiras do mês etoda população está convida-da a participar a partir das 20h, para acompanhar os trabalhose as decisões da cidade.
Elaine Patricia Cruz
Agência Brasil
OPINIÃO
Acompanhe na coluna Opi-nião desta semana uma análisesobre calúnia e diamação.Página 02
FUNCIONALISMO
Com o retorno das ativida-des da Câmara de São Manuel,é grande a ansiedade do uncio-nalismo pela possível alteraçãono estatuto da categoria aindaneste ano. Uma lei desta nãodeve ser apresentada ano quevem, visto que é ano de eleiçãoe pode desagradar alguns. Dií-cil será agradar a todos.
TROCA-TROCA
A cada dia crescem os ru-mores sobre o troca-troca dediretores municipais do preeitoBaroni. Vamos aguardar as mu-danças que estão sendo aladaspara o próximo mês.Tem genteaté sem dormir por causa disso...
ELEIÇÕES 2012
Os políticos que quiseremse candidatar para algum cargonas eleições de 2012 têm até ocomeço de setembro para sefliar a algum partido, portanto,apenas um mês. Você que tempretensões políticas, pensebem em qual partido poderáazer parte.
VARRIÇÃO
As reclamações pela alta devarrição de ruas também estãosurgindo no Centro e na Vila SãoGeraldo. Moradores afrmarampara nossa redação que daqui apouco nossas ruas serão conhe-cidas como lixões. Continuamosaguardando providências...
ACIDENTE
Atento leitor comentou queo preeito Baroni teria soridouma queda dentro de sua re-sidência e que teria raturadouma vértebra. Devido a esseacidente, ele deverá repousarpor algum tempo, mas sem seaastar do cargo. Desejamosmelhoras rápidas ao adminis-trador público local.
DÍVIDAS
Este semanário continuaaguardando as respostas sobreoício protocolado na preeituraem maio passado, solicitandoinormações sobre a dívida domunicípio. O diretor municipalde Comunicação, Tony Forti, emcontato com nossa redação, in-ormou que ainda não recebeuo oício que oi endereçado aele. Mais de dois meses para umoício chegar ao seu destinatá-rio, dentro de um órgão público,é burocracia demais!
SELEÇÃO
Semana que vem teremosprocesso seletivo para o setorde Saúde. Não é um concursopúblico, somente a seleção dealguns uncionários para traba-lhar por seis meses, podendoser prorrogado por mais seismeses, até realmente sair umconcurso público que tornaráos selecionados uncionáriospúblicos de carreira.
POLI
Agora que a Festa do Peão já passou, várias pessoas co-mentam que a estrutura doPoliesportivo necessita recebermelhorias urgentes. Como porexemplo, as calçadas, que mui-ta gente usa como pista pararealizar caminhadas, a pista deatletismo, as piscinas, as qua-dras, etc.
SEM LÓGICA
 Tem vereador querendoazer média com quem nãomerece. Estamos de olho...Aguardemos o desenrolar e napróxima semana teremos maisdetalhes...

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->