Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Perguntas frequentes - Avaliação do Desemepnho

Perguntas frequentes - Avaliação do Desemepnho

Ratings: (0)|Views: 244 |Likes:
Published by Ricardo

More info:

Published by: Ricardo on Sep 25, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/22/2010

pdf

text

original

 
PERGUNTAS FREQUENTESÂmbito da Aplicação:-
A quem se aplica o Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro?
-
O decreto aplica-se a todos os docentes integrados na carreira que se encontrem em exercícioefectivo de funções docentes, incluindo os docentes em período probatório, em regime de contratoadministrativo nos termos do artigo 33.º do ECD, em regime de contrato de trabalho a termoresolutivo, nos termos do Decreto -Lei n.º 35/2007, de 15 de Fevereiro, e no exercício efectivo deoutras funções educativas (ponto 1 e ponto 2 do Artigo 2.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008,de 10 de Janeiro).
-
Qual o requisito mínimo de tempo para a avaliação?
-
Os docentes integrados na carreira apenas são sujeitos a avaliação do desempenho desde que,no período de tempo em avaliação, tenham prestado serviço docente efectivo durante, pelomenos, um ano escolar, independentemente do estabelecimento de ensino onde exerceramfunções (ponto 1 do Artigo 7.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
A avaliação dos docentes titulares é igual à dos outros professores?
-
Sim (ponto 2 do Artigo 17.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
Elementos de Referência:-
Quais os elementos de referência da avaliação?
-
A avaliação do desempenho docente tem por referência:
a.
os objectivos e metas fixados no projecto educativo e no plano anual de actividades;
b.
os indicadores de medida previamente estabelecidos, nomeadamente, quanto ao progresso dosresultados esperados para os alunos e a redução das taxas de abandono escolar tendo em contao contexto socioeducativo.Pode ainda o regulamento interno estabelecer por referência os objectivos fixados no projectocurricular de turma (pontos 1 e 2 do Artigo 8.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 deJaneiro).
-
Como são fixados os objectivos individuais?
-
Os objectivos individuais são fixados, por acordo entre o avaliado e os avaliadores (ponto 1 doArtigo 9.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Podem os objectivos ser redefinidos?
-
Sim. Quando se verifique uma mudança de estabelecimento de educação ou ensino ou emfunção da alteração do projecto educativo, do plano anual de actividades e do projecto curricularde turma (ponto 6 do Artigo 9.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Um professor que não foi director de turma é avaliado pelos mesmos critérios que outroprofessor que foi director de turma no que se refere à sua relação com a comunidade escolar?
-
Na avaliação, está previsto o indicador de classificação ‘exercício de outros cargos ou funçõesde natureza pedagógica’, o qual deverá ser ponderado no caso da avaliação de um director deturma, assim como previsto nos objectivos individuais estabelecidos no início do período deavaliação.
-
As médias de evolução de resultados, quer por ano de escolaridade, quer por disciplina, quer porescola, estarão sempre disponíveis para consulta dos professores, de modo a que estes possama qualquer momento compará-las com os seus resultados?
-
Dificilmente a escola conseguirá ter médias de evolução de resultados disponíveis a qualquermomento. No entanto, dado que o docente tem direito a que lhe sejam garantidos os meios econdições necessários ao seu desempenho, em harmonia com os objectivos que tenha acordado,a escola deverá disponibilizar regularmente os resultados escolares, de modo a permitir o seutratamento a todos os docentes.
 
Avaliadores:-
Quem avalia os docentes?
-
Os docentes são avaliados pelo coordenador do departamento curricular e o presidente doconselho executivo ou o director (ponto 1 do Artigo 12.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de10 de Janeiro).
-
Pode o coordenador do departamento curricular delegar as suas competências de avaliador?
-
Sim. Esta delegação de competências deverá ser efectuada em professores titulares quepertençam, sempre que possível, ao mesmo grupo de recrutamento dos docentes a avaliar(pontos 2 e 3 do Artigo 12.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Pode o presidente do conselho executivo ou o director delegar as suas competências deavaliador?
-
Sim. Esta delegação de competências deverá ser efectuada noutros membros da direcçãoexecutiva (ponto 4 do Artigo 12.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quem assegura a avaliação do desempenho na ausência ou impedimento de qualquer dosavaliadores?
-
Na ausência ou impedimento de qualquer dos avaliadores, a avaliação é assegurada pelacomissão de coordenação da avaliação do desempenho (ponto 5 do Artigo 12.º do DecretoRegulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quem avalia o professor do 1º ciclo em lugar de quadro único?
-
Este professor será avaliado pelo coordenador do departamento curricular a que pertence.
-
Quem avalia os membros do órgão de gestão que têm componente lectiva atribuída?
-
Estes membros são avaliados pelo respectivo coordenador (ponto 1, do Artigo 12.º, do DecretoRegulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quais as situações de impedimento dos avaliadores?
-
Estas situações seguem a lei geral, devendo-se, para tal, consultar o Código de ProcedimentoAdministrativo, nomeadamente, o ponto 1 do artigo 44.º e o ponto 1 do artigo 48.º.
-
Quem avalia os professores que, simultaneamente, leccionam disciplinas pertencentes a doisdepartamentos?
-
O presidente da Direcção Executiva e o coordenador do departamento curricular a que oprofessor pertence.
-
Quem avalia um professor titular que avalia outros docentes por delegação do coordenador dodepartamento?
-
O coordenador do departamento nos termos do Decreto-Lei n.º 200/2007 e o presidente/directorda Direcção Executiva.
Fases do Processo:-
Quando se realiza a avaliação do desempenho dos docentes?
-
A avaliação do desempenho dos docentes realiza-se no final de cada período de dois anosescolares e reporta-se ao tempo de serviço prestado nesse período (Artigo 5.º do DecretoRegulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quando e como é feita a recolha de informação para efeitos da avaliação do desempenho?
-
Os avaliadores procedem, em cada ano escolar, à recolha de toda a informação que forconsiderada relevante para efeitos da avaliação do desempenho, através de instrumentos deregisto normalizado (ponto 1 do Artigo 6.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quais as fases do processo da avaliação do desempenho?
-
De acordo com o Artigo 15.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro, o processode avaliação compreende as seguintes fases sequenciais:
 
a.
Preenchimento da ficha de auto-avaliação;
b.
Preenchimento das fichas de avaliação pelos avaliadores;
c.
Conferência e validação das propostas de avaliação com menção qualitativa de Excelente,Muito Bom, ou de Insuficiente, pela comissão de coordenação da avaliação;
d.
Realização da entrevista individual dos avaliadores com o respectivo avaliado;
e.
Realização da reunião conjunta dos avaliadores para a atribuição da avaliação final.
-
A auto-avaliação é obrigatória?
-
Sim. A auto-avaliação é obrigatória e concretiza-se através do preenchimento, pelo avaliado, deuma ficha própria a analisar pelos avaliadores conjuntamente com aquele na entrevista individual(ponto 2 do Artigo 16.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quando é preenchida a ficha de auto-avaliação?
-
A ficha de auto-avaliação deverá ser preenchida e entregue aos avaliadores em momentoanterior ao preenchimento das fichas de avaliação (ponto 3 do Artigo 16.º do DecretoRegulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Em que altura é feita a avaliação dos professores avaliadores pelo exercício da actividadelectiva?
-
Em simultâneo com o restante processo de avaliação: a avaliação do desempenho dos docentesrealiza-se no final de cada período de dois anos escolares e reporta-se ao tempo de serviço neleprestado (Artigo 5.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
Organização da Escola:-
Como será gerido o horário de serviço não lectivo dos professores avaliadores?
-
A direcção executiva é responsável pela distribuição do serviço docente; logo é ela quem decideessa gestão.
-
O que define exactamente o Regulamento Interno no que respeita a participação dos pais eencarregados de educação na avaliação dos professores?
-
Os termos em que a apreciação dos pais e encarregados de educação é considerada naavaliação dos professores que com ela concordem (ponto 3 do Artigo 18.º do DecretoRegulamentar n.º 2/2008, de 10 de Janeiro).
-
Quais os departamentos que vigoram para efeitos da implementação da avaliação dodesempenho?
-
Os departamentos a considerar para efeitos da avaliação do desempenho são os que estãoprevistos no Decreto-Lei n.º 200/2007, de 22 de Maio.
-
Sendo diferente a organização da escola, com departamentos que não coincidem exactamentecom os previstos no Decreto-Lei n.º 200/2007, como se processa a avaliação de desempenho?
-
Além do Presidente do Conselho Executivo, os avaliadores são os coordenadores dosdepartamentos definidos no Decreto-Lei nº 200/2007. No agrupamento/na escola estesdepartamentos têm de existir. Outra organização, que a escola entenda, é possível desde que nãoponha em causa a existência destes departamentos ou a eles se sobreponha. Por exemplo, seuma escola tiver mais do que um departamento para as línguas materna e estrangeiras, terá deexistir sempre o Departamento de Línguas (ao abrigo do Decreto-Lei n.º 200/2007, de 22 deMaio), cujo coordenador é o responsável máximo pelo processo de avaliação do desempenho,podendo, no entanto, delegar a sua função de avaliador em outros professores titulares.
-
Quem elabora os instrumentos de registo para efeitos da avaliação do desempenho docente?
-
Os instrumentos de registo para efeitos da avaliação do desempenho docente são elaborados eaprovados pelo Conselho Pedagógico dos agrupamentos de escolas ou escolas não agrupadastendo em conta as recomendações que forem formuladas pelo Conselho Científico para aAvaliação de Professores (ponto 2 do Artigo 6.º do Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 deJaneiro).

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
juliotsousa8499 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->