Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Governança da Internet

Governança da Internet

Ratings: (0)|Views: 143|Likes:
Published by paulo_lima_27

More info:

Published by: paulo_lima_27 on Aug 18, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/26/2013

pdf

text

original

 
 
Todos os datagramas são iguais perante a Rede!
Carlos A. Afonso
Neutralidade e desagregação de redes:o exemplo da Inglaterra
Gustavo Gindre
      2      0      0      7
 
T
odas as informações que circulam na Internet sãodecompostas em pacotes de dados (os datagramas,ou “packets”), que são enviados por um ou mais caminhosao destino, onde são recompostos para formar o conjuntode dados original – uma mensagem, uma imagem, umdocumento, ou mesmo um uxo de vídeo ou voz. Um “packet sniffer” (farejador de pacotes) atualmentepode ser capaz de recompor integralmente mensagensde e-mail, uxos de som ou imagem digital, dados denavegação Web, contidos em um gigabyte de dados copiadosda Internet em um único segundo. Isso signica que ofarejador pode recompor e gravar milhares de mensagensde e-mail, ou ainda uma imensa quantidade de dadostrafegados por pessoas que navegam em sítios Web, em umúnico segundo. Pode ainda reconstituir e gravar milharesde conversações simultâneas de telefonia via Internet(conhecida como “voz sobre IP” ou voIP). Os datagramassão analisados e eventualmente copiados para um bancode dados, e continuam ou não seu caminho – e podem,por exemplo, continuar em um uxo muito mais lento.Tudo isso é programável por “farejadores” de datagramase gerenciadores de tráfego (os “trafc shapers”). A menosque os dados não cheguem, nem recipiente nem remetentesaberão de nada. Se for telefonia via Internet, o usuário podeatribuir a voz entrecortada a um eventual tráfego intensoem algum ponto da rede. Em resumo, essas iniciativas sãodifíceis de detectar por um usuário não especialista oualguém que não seja particularmente teimoso.Um gigabyte de dados por segundo signica uma capacidadede transmissão de 10 Gb/s (10 gigabits por segundo, ouum bilhão de caracteres por segundo), uxo maior que acapacidade somada de todas as espinhas dorsais (infoviasprincipais, ou “backbones”) da Internet da maioria dospaíses. Um farejador moderno é basicamente um softwarecontido em um microcomputador de alta capacidade -- masnão muito diferente dos computadores domésticos de topo delinha que a garotada mais abastada usa para seus joguinhos.Utilizando a ecácia de sistemas operacionais similares aoUNIX, o farejador trabalha em uma máquina conectada a umponto estratégico da Internet -- por exemplo, um ponto detroca de tráfego (PTT) entre várias infovias. Farejadores com essas características são vendidos, porexemplo, pela empresa Narus
1
. Uma licença típica de uso custaem torno de US$50 mil – uma ninharia para a NSA (a AgênciaNacional de Segurança dos EUA) e para qualquer operadora
Todos os datagramas são iguais perante a Rede!
Carlos A. Afonso*
*
Carlos A. Afonso
é um dos representantes das organizações não governamentais sem ns de lucro no Comitê Gestor daInternet no Brasil (CGI.br) e diretor de planejamento da Rede de Informações para o Terceiro Setor (Rits).
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->