Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
51Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Ética 01 a Virtude Em Aristoteles e Seneca

Ética 01 a Virtude Em Aristoteles e Seneca

Ratings:

4.67

(3)
|Views: 33,346|Likes:

More info:

Published by: Ensino Médio Filosofia on Sep 28, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/25/2013

pdf

text

original

 
96
IntroduçãoEnsino Médio
d  ç ã 
Ética
 A ética é o estudo dos fundamentos da ação humana. Por isso, nos-so estudo sobre ética tem início com a virtude em Aristóteles e Sêne-ca. Dois autores do mundo antigo, de momentos históricos distintos eque com preocupação semelhante, buscam apresentar um referencialreflexivo a seus contemporâneos para que possam atingir a excelênciamoral, ou seja, serem virtuosos, vivendo de forma virtuosa e consegui-rem atingir a finalidade da vida humana: a felicidade.Porém, a busca pela felicidade passa por escolhas que devem serguiadas pela razão. É por isso que Aristóteles insiste na idéia de buscara mediania, ou seja, o equilíbrio nas escolhas diante das ações e emo-ções como critério para que o homem possa ser feliz. Sêneca, com pre-ocupação semelhante, orienta o que o homem deve fazer para fortale-cer sua alma e com isso não se obstinar diante das circunstâncias.Um dos grandes problemas enfrentados pela ética é o da relaçãoentre o sujeito e a norma. Essa relação é eminentemente tensa e con-flituosa, uma vez que todo estabelecimento de uma norma implica nocerceamento da liberdade. Ao tratar do tema liberdade, escolheu-se dois autores do início damodernidade, Guilherme de Ockham, no século XIV, e La Boétie, daprimeira metade do século XVI.Nesse momento histórico, final do mundo medieval e início domundo moderno, encontram-se diversas características que marcama contemporaneidade. Destacam-se, entre elas: a noção de indivíduoque ganha força a partir do século XIV; a formação de Estados laicos,que buscam a independência em relação ao poder religioso e, sobre-tudo, o pensamento que estabelece, já desde o século XIII, o revigora-mento da filosofia e, portanto, da razão como necessária para reger a vida do homem e a construção da ordem social.É nessa perspectiva que Guilherme de Ockham e La Boétie discutema liberdade humana. E esta liberdade que tem como limite o processo deformação do mundo moderno e de desconstrução do medieval. A ética possibilita a análise crítica para a atribuição de valores. Elapode ser ao mesmo tempo especulativa e normativa, crítica da hete-ronomia e da anomia e propositiva da busca da autonomia. Por isso,a ética defende a existência dos valores morais e do sujeito que agea partir de valores, com consciência, responsabilidade e liberdade, nosentido da luta contra toda e qualquer forma de violência.
z
 
97
Filosofia
Com esse enfoque, discute-se o tema amizade em Aristóteles por setratar de um sentimento desenvolvido pelos seres humanos, que pe-lo fato de serem animais políticos, ou seja, viverem em sociedade, es-te tema torna-se importante, pois perpassa todas as relações sociais. Épor isso que Aristóteles demonstra que há várias espécies de amizadee cada uma delas está diretamente relacionada com o que os homensbuscam na relação que estabelecem. Assim, tão importante quanto a vida virtuosa é a consciência das re-lações amistosas que o homem estabelece e, sobretudo, se as mesmasestão pautadas em princípios e valores que contribuem ou não para arealização do bem comum. Disso resulta a exigência do tema amizadecomo reflexão ética. A reflexão ética, no espaço escolar, examina a ação individual oucoletiva na perspectiva da filosofia. Não se trata tanto de ensinar valo-res específicos, mas de mostrar que o agir fundamentado propicia con-seqüências melhores e mais racionais que o agir sem razões ou justi-ficativas.Por isso, a abordagem sartreana da liberdade como valor e respon-sabilidade no sentido de possibilitar a reflexão diante de problemascontemporâneos aos homens hodiernos, entendendo que os valoressão construídos e, portanto, não há valores e ou modelos pré-defini-dos, mas sim que ao agir do homem tem o poder de estabelecer os va-lores diante dos quais terá responsabilidade.
 A 
 
98
IntroduçãoEnsino Médio
 
98
ÉticaEnsino Médio
 
René Magritte. A grande família, 1963.Óleo sobre tela. http://cgfa.sunsite.dk 
<

Activity (51)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
erivanraposo liked this
erivanraposo liked this
Rui Delgado liked this
Fernando Melo liked this
Homar Kayan liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->