Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
068.09 - rogério dedonatti e seara alimentos - dano ambiental - responsabilização empresa

068.09 - rogério dedonatti e seara alimentos - dano ambiental - responsabilização empresa

Ratings: (0)|Views: 254 |Likes:
Published by eduardosens
ação civil pública - seara alimentos - danos ambientais causados por integrado
ação civil pública - seara alimentos - danos ambientais causados por integrado

More info:

Published by: eduardosens on Aug 23, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/23/2011

pdf

text

original

 
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINAEXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DESEARA
Todos os envolvidos na cadeia produtora são responsáveis solidários pela reparação do dano provocado aomeio ambiente, assim considerados o produtor proprietário da pocilga, acooperativa regional que forneceu o lotede leitões e obrigou-se a dar assistênciatécnica, bem ainda a cooperativacentralizadora da industrialização dossuínos
1
.
O
MINISTÉRIO BLICO DO ESTADO DE SANTACATARINA
, por seu Promotor de Justiça ao final assinado, comfundamento nos arts. 127 e 129, III, da Constituição da República,bem como no art. 82, I, do Código de Defesa do Consumidor, noart. 5º da Lei nº 7.347/85 e no art. 3º e 14, §1º, da Lei nº 6.938/81,propõe
ÃO CIVIL BLICA
em defesa do direito ao meioambiente ecologicamente equilibrado,
 
em face de:
SEARA ALIMENTOS S.A.,
pessoa jurídica de direitoprivado, inscrita no CNPJ sob o nº 02.914.460/0001-50, domiciliadana Avenida Paludo, 155, Bairro Industrial, Seara, Santa Catarina.
1. Objetivo da ação
Esta ação civil pública tem por objetivo obterprovimento jurisdicional que determine à
Seara Alimentos S.A.
aadoção de providências para pôr fim à degradação ambiental que
1
 
Apelação cível n. 2008.004084-0, de Modelo, rel. Jânio Machado, j.12.9.2008.
1
 
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA
vem incentivando e da qual vem se beneficiando no Município deArvoredo, mais precisamente na propriedade de
RogérioDedonatti
, na Linha Nereu Ramos. Tem por objetivo também obter provimento quedetermine a completa
recuperação
ambiental, também por parteda
Seara Alimentos S.A.,
bem como a indenização do danoambiental até o momento causado, mediante
compensação
financeira destinada ao Fundo de Recuperação de Bens Lesadosdo Estado de Santa Catarina.
2. Legitimidade passiva
Como está comprovado pelos documentos que seguem,a
Seara Alimentos S.A.
tem por finalidade a industrialização daprodução de agricultores em regime de parceria, como é o caso de
Rogério Dedonatti
.Por sua vez, o produtor rural
Rogério Dedonatti
éparceiro formal da
Seara Alimentos S.A.
O dano causado peloprodutor, porque no caso espefico dos autos incentivado,admitido e explorado pela
Seara Alimentos
, deve ser imputadoobjetivamente a ela, residindo aqui a legitimidade passiva para acausa.
3. Fatos3.1. Conduta de
Rogério Dedonatti
No dia 6 de março de 2009, na Linha Nereu Ramos,interior de Arvoredo, a Pocia Militar de Protão Ambientalconstatou que
Rogério Dedonatti
havia causado poluição hídricaem nível que causa risco à saúde humana, mediante lançamento
2
 
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA
de dejetos de suinocultura em desacordo com as regrasambientais aplicáveis.Conforme se apurou,
Rogério Dedonatti
é administradorde uma pocilga com aproximadamente 960 suínos em ciclo determinação. Para dar vazão aos dejetos líquidos gerados na suaatividade produtiva,
Rogério
instalou um cano e liberou parte dosdejetos no curso do Lageado Leão, em Arvoredo.A Polícia Militar de Proteção Ambiental colheu amostrasda água do Lageado Leão, a montante, a jusante e no local dainfração, constatando que o nível de coliformes fecais chegava aaumentar de 5.400 NMP/100ml para 1.400.000 NMP/100ml,quando a resolução Conama nº 357/2005 estabelece ser imprópriapara uso águas com índice de coliformes fecais superior a 1.000NMP/100ml.Além, disso, por menor que seja, é proibido olançamento de dejetos suínos em cursos d´água. A única forma dedescarte dos dejetos é o uso na agricultura, conforme LicençaAmbiental nº 935/2008 (fl. 14).Por esses fatos, lavrou-se termo circunstanciadoambiental contra
Rogério Dedonatti
e
Seara Alimentos S.A
. que foiobjeto de denúncia e atualmente aguarda audiência de instrução e julgamento.
3.2. Conduta da Seara Alimentos S.A.
Evidentemente, por um princípio básico de Economia,ninguém exerce atividade produtiva se não visar à obtenção dealguma vantagem pessoal, que na maior parte das vezes éfinanceira.
3

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->