Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Guia Educacao FINAL

Guia Educacao FINAL

Ratings: (0)|Views: 311 |Likes:
Guia de Orientações para profissionais da Educação - Maus tratos
Guia de Orientações para profissionais da Educação - Maus tratos

More info:

Published by: AnadeMesquitaGuimaraes on Sep 01, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/13/2013

pdf

text

original

 
| Promoção e Protecção dos Direitos da Crianças |
1
 
PROMOÇÃO E PROTECÇÃODOS DIREITOS DAS CRIANÇAS
 
| Promoção e Protecção dos Direitos das Crianças |
2
Adaptação do manual
“El papel del Ámbito Social en el abordaje de Situacionesde Desprotección Infantil” elaborado pela Generalitat Valenciana, Consejeríade Bienestar Social
Adaptação e Elaboração
Coordenação
Equipa Técnica de Apoio à Comissão Nacional de Protecção de Crianças eJovens em Risco
Teresa Montano
Grupo Técnico-Consultor
Associação EPIS
Diogo Simões Pereira
Câmara Municipal do Montijo
Maria Perpétua de Jesus
Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco
Laura SantosRicardo CarvalhoTeresa MontanoPaulo Macedo
Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Almada
Isabel Sousa Antunes
Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Odivelas
Ana Marques
Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Lisboa Centro
Teresa Espírito Santo
Direcção Regional de Educação do Norte
 
Aline Rodrigues
Direcção Regional de Educação do Centro
 
Maria da Conceição Fernandes Franco Santos
Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo
Nuno Pinheiro
Direcção Regional de Educação do Alentejo
 
Maria Teresa Mendes Aleluia da Silva Reis
Direcção Regional de Educação do Algarve
Maria Esteves
Programa para a Inclusão e Cidadania
Carla Lopes CoelhoPaula Monteiro
CesNova–Centro de Estudos de Sociologia da Universidade Nova de Lisboa
Maria João Leote Carvalho
 
| Promoção e Protecção dos Direitos da Crianças |
3
NOTA INTRODUTÓRIA
À relevantíssima aquisição civilizacional, constituída pelo reconhecimento, aonível do direito internacional e nacional, da criança como Sujeito de Direito, temde corresponder um esforço muito sério, empenhado e competente de todos osagentes a quem cada um dos Sistemas Nacionais de Promoção e Protecção dos
Direitos das Crianças apela e atribui responsabilidades especícas na prossecução
do seu objectivo fundamental de concorrer para a interiorização e concretizaçãodos direitos de todas e de cada uma das crianças, sobretudo das mais vulneráveis,por se encontrarem em situações de risco ou de perigo.
Entre as várias exigências que esse esforço pressupõe, assume relevo signicativo
a possibilidade de os vários intervenientes responsáveis disporem de linhasorientadoras de actuação que garantam, tanto quanto possível, a partir de uma
linguagem minimamente comum, o acesso generalizado às aquisições cientícas e
técnicas mais actuais e às práticas que se mostrem mais adequadas às intervenções
sistémicas e integradas que a actuação ecaz e eciente reclama.
Por virtude do carácter universal do reconhecimento dos direitos das crianças,
existem, ao nível dos problemas, desaos e procura de respostas, pontos comuns
a diversos sistemas nacionais/regionais de promoção e protecção, sobretudo depaíses da mesma área civilizacional, constituindo a troca de experiências e saberesfonte relevante de enriquecimento mútuo.É nesta perspectiva que emerge o presente
Guia de Orientações 
, elaborado noâmbito de um protocolo estabelecido entre a Comissão Nacional de Protecção dasCrianças e Jovens em Risco, o Instituto de Segurança Social, I.P., e a GeneralitatValenciana, Consejería de Bienestar Social.Construído a partir do manual valenciano, “El papel del Ámbito Educativo en elabordaje de Situaciones de Desprotección Infantil”, foi adaptado à nossa realidade jurídica, cultural e social, com base num trabalho cuidado, convocando váriossaberes e experiências, ao nível individual e institucional.
Deseja-se e cona-se que o
Guia de Orientações 
constitua mais um instrumentofacilitador da desejável homogeneidade e articulação das adequadas intervenções,
O presente Guia de Orientaçõesfoi elaborado no âmbito de umacandidatura ao Quadro RegionalEstratégico Nacional (QREN) e aoPrograma Operacional de AssistênciaTécnica (POAT). A elaboração do Guiabeneficiou da colaboração de diversasinstituições, que muito se apreciou e seagradece, entre as quais a Casa Pia deLisboa, Câmara Municipal do Montijo,CDSS de Sintra, CDSS de Lisboa, CPCJ deCascais, CPCJ de Sintra Ocidental, IAC,ISPA, ISS, I.P., SCM de Lisboa.

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Sandra Boulhosa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->