Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
23Activity

Table Of Contents

0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
jogos

jogos

Ratings:

5.0

(3)
|Views: 10,724|Likes:
Published by L. B.
Apostila de teoria dos jogos
Apostila de teoria dos jogos

More info:

Published by: L. B. on Oct 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/29/2013

pdf

text

original

 
Notas em Teoria dos Jogos e Informação
y
Guilherme HamdanDepartamento de Economia, PUC-Minas e EPGE/FGVEmanuel OrnelasDepartament of Economics, University of Georgia, USA13 de novembro de 2006
Sumário
1 Introdução 3
1.1 O Que é Um Jogo? . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61.2 Os Elementos Básicos de Um Jogo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
2 Jogos Estáticos de Informação Completa 11
2.1 Representação de Jogos Estáticos de Informação Completa: Forma Nor-mal ou Estratégica. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 132.2 Resolução de Jogos Estáticos de Informão Completa . . . . . . . . . . 172.2.1 Estratégias Estritamente Dominantes . . . . . . . . . . . . . . . 182.2.2 Estratégias Estritamente Dominadas . . . . . . . . . . . . . . . . 212.2.3 Estratégias racionalizáveis (análise de "melhores respostas") . . . 272.3 Equilíbrio de Nash . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 312.3.1 Estabilidade, existência e unicidade do equilíbrio de Nash . . . . 322.3.2 Equibrio de Nash e Eliminão de Estratégias . . . . . . . . . . 352.3.3 Equibrio de Nash com três jogadores . . . . . . . . . . . . . . . 382.3.4 Discuso do conceito de equibrio de Nash . . . . . . . . . . . . 392.4 Estratégias Mistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 442.5 Aplicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 552.5.1 Oligolio de Cournot . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 562.5.2 Oligolio de Bertrand . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 672.5.3 Oligopólio de Bertrand com bens diferenciados . . . . . . . . . . 692.5.4 O problema dos comuns . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71
Preliminar e incompleto. Gentileza não citar sem a permissão expressa dos autores.
y
Todos os direitos reservados.
1
 
3 Jogos Dinâmicos de Informação Completa 74
3.1 Forma Extensiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 753.2 Indução Retroativa: jogos de informação completa e perfeita . . . . . . . 773.3 Aplicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 853.3.1 O modelo de Stackelberg . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 853.3.2 Barganha sequencial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 873.4 Equilíbrio Perfeito em Subjogos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 92
4 Jogos Repetidos 101
4.1 Jogos repetidos nitos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1014.2 Jogos repetidos in…nitamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1074.3 Aplicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1124.3.1 Duopólio de Cournot repetido in…nitamente . . . . . . . . . . . . 1124.3.2 Potica Monetária Temporalmente Consistente . . . . . . . . . . 114
5 Jogos bayesianos estáticos e equilíbrio bayesiano de Nash 118
5.1 Cournot sob informação incompleta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
6 Informação assimétrica e teoria dos contratos 123
6.1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1236.1.1 Dinâmica do relacionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1246.2 Informação simétrica: …rst-best . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1256.2.1 Descrição do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1256.2.2 O contrato de informão sitrica . . . . . . . . . . . . . . . . . 1266.3 Trade-o¤ entre incentivos e risk-sharing: moral hazard . . . . . . . . . . 1316.3.1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1316.3.2 Moral Hazard: otimalidade em second best . . . . . . . . . . . . 1326.4 Seleção adversa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1366.4.1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1366.4.2 Um modelo discreto de discriminação de preços: Mussa-Rosen(1978) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1386.4.3 First-best: discriminação perfeita . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1396.4.4 Informação imperfeita: discriminação de segundo grau (preçosnão-lineares) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1406.5 Sinalização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1432
 
1 Introdão
Essas notas pretendem dar uma visão compreensiva da noção de comportamentoestratégico e de como essa noção se relaciona intimamente com as ciências sociais emgeral e com economia em particular. Na verdade, no que podemos caracterizar comouma de…nição “cotidiana” do que entende-se por um jogo, poderíamos dizer que aprimeira idéia que geralmente nos ocorre é que um jogo é “uma disputa de qualquerespécie”. No entanto isso apenas não basta: uma noção razoável do que seria um jogopor certo nos informaria que jogos também são jogados de acordo com algumas regrasparticulares associadas à cada jogo ou a um conjunto deles. Isto é, se observamos dois jovens trocando “sopapos” na rua ou em alguma casa noturna qualquer, não diríamosque se caracteriza um jogo, mas tão somente um destempero ou uma estupidez. Noentanto, se os levarmos para um ringue, selecionarmos oponentes com característicasfísicas relativamente próximas às deles, colocarmos luvas e especi…carmos quanto tempoeles têm para lutar, o que vale e o que não vale, tudo isso sob o julgo de um terceiro quechamamos juíz ou árbitro, então uma boa parcela das pessoas vai concordar que aquilopode ser chamado de um jogo - no caso, um esporte. Posto isso, não é exatamente umproblema pensarmos em exemplos imediatos a partir da caracterização sugerida. Jogosincluem jogos esportivos, de cartas, de mesa, etc.A grande maioria dos jogos de…nidos de acordo com essa lógica possuem um el-emento competitivo e outro interativo. Isto é, um jogador deve levar em conta ocomportamento do(s) outro(s) jogador(res) envolvidos no jogo. Nesse sentido, seu graude sucesso nesse jogo dependerá não apenas da forma como ele próprio se comporta,mas também e efetivamente das ações dos demais jogadores que estão no jogo. Por ex-emplo, no tênis, não basta meramente tentar devolver a bola para o outro jogador, massim devolvê-la de uma maneira tal que o adversário não consiga retorná-la. Portanto,notemos, no tênis, a questão “aonde jogar a bola?” dependerá, dentre vários fatores, deaonde o outro jogador está localizado. Da mesma forma ocorre no “War”, quando nãodevemos apenas atacar as regiões em função do nosso objetivo sorteado (e lembre-se, avitória de um jogador nesse jogo signi…ca a derrota de todos os demais participantes),mas também em função do poder de fogo do(s) adversário(s), que pode(m) retaliar umataque qualquer. Esse elemento de interação é a principal característica das situaçõesque estudamos em teoria dos jogos e é o que a distingue das outras áreas cujo elementoobjeto de análise é algum tipo de processo de tomada de decisão por parte de agentesracionais, em um sentido que …cará claro no decorrer do texto.Há várias características que são comuns a um grande leque de jogos. Primeiro, os jogos possuem regras, mas exatamente o quê essas regras irão especi…car? Sabemosque as regras de uma situação de interação estratégica podem ser as mais diversaspossívies, mais ou menos pormenorizadas e também mais ou menos complexas. Noentanto podemos sugerir algumas características mais gerais que o estar incorporadas3

Activity (23)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
PontoGP liked this
Juliocesar Costa added this note
por acaso tu conhece a marcinha garcia bittencurt se conhece diz pra ela q a baxinha amiga da adolecencia procura por ela.msn gaucha252011@live.com
leoalves33 liked this
dinalucia liked this
nando25perj liked this
nando25perj liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->