Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
32Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Estudos bíblicos para casais

Estudos bíblicos para casais

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 5,558 |Likes:
Estudos bíblicos para casais.
http://www.youtube.com/watch?v=MEKaDGni5tY
Estudos bíblicos para casais.
http://www.youtube.com/watch?v=MEKaDGni5tY

More info:

Categories:Types, Speeches
Published by: José Ildo Swartele de Mello on Sep 02, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/03/2013

pdf

text

original

 
ESTUDOSPARACASAIS
Por Bispo Ildo Mello
OAMORNÃOÉOPÇÃO-ÉMANDAMENTOOFUNDAMENTODOCASAMENTO
Amentalidadeutilitaristatemtomadocontadasociedademoderna,ondecadaumbuscaoqueéseu.Éamentalidadeegoístadaautossatisfaçãoedoproveitopróprio(cadaumquerlevarvantagememtudo).Éaquelepatrãoquesugadoempregadoedepoisodispensaquandoestejánãolheinteressamais.Amesmamentalidadedescartávelseobservanocasamento,quandoaspessoasparecemmaisperguntar:“quevantagemqueeulevo?”doque“oqueéqueeuestoutrazendoparaocasamento?”.Osvotoseoscompromissosdocasamento,taiscomo:“nafelicidadeounadesventura,emriquezaounapobreza,comsaúdeouenfermo(a)...atéqueamortenossepare”,sãoquebradoscomamaiorfacilidade.Assim,quasetudosetornadesculpaparaaseparaçãoeodivórcio.Infantilidadeeleviandadesãoumaconstanteemnossasociedade.Oscasaisnãoseesforçammaiscomoantigamenteparaenfrentaresuperarosobstáculosquesurgemaocasamento.Nãounemmaissuasforçaspararemoveroobstáculoousuperá-locomcriatividadeedisposição.Mas,afinal,oqueéocasamento?Seriameramenteumcontratosocialentreduaspessoas?Oquedevesustentarumcasamento?Afaltadeamorseriadesculpalegítimaparasedissolverumcasamento?DietrichBonhoefferescreveuumsermãoparaocasamentodeumasobrinhasua.Disseele:“Ocasamentoémaiordoqueoamorquevocêstêmumpelooutro.EletememsigrandedignidadeeforçaporseraordenançasantaatravésdaqualDeusplanejouaperpetuaçãodaraçahumana,atéofimdostempos.Noamorqueosune,vocêsveemapenasasimesmosnomundo,masaosecasaremtornam-seumelonacadeiadasgeraçõesqueDeusfazaparecerepartirparasuaglória,chamando-asparaoseureino.Emseuamor,vocêsveemapenasosétimocéudasuafelicidade,masnocasamentorecebemumaposiçãoderesponsabilidadeperanteomundoearaçahumana.Seuamorépropriedadeparticular,masocasamentonãopertenceavocês;éumsímbolosocial,umafunçãoderesponsabilidade
.”
Aimportânciadaaliança-Compromissoefidelidade-Deusodeiaorepúdio:meditarem
Malaquias2.10-16
.
CONCLUSÃO:
1.
 
Divórcionãoéumaopçãoparaocristãoenemasoluçãoparaosproblemasderelacionamento.2.
 
OtemordoSenhoréabasedesustentaçãodosnossosrelacionamentos(
Ef5.21,22e25;Cl3.18)
-observandoasexpressões“notemordoSenhor,“comoaoSenhor”,“comoconvémnoSenhor”;éabaseparaasoluçãodasdiferenças,criseseproblemas3.
 
Entãoocasal,notemordoSenhor,develevarasériosuaaliançaecompromisso;devemprocurarnutriroamoreosafetos.Cadaumdeveseesforçarporpreservaraunidade,aharmonia,promovendo,assim,afelicidadedolar
 
ENFRENTANDOCRISESEDIFICULDADESNOCASAMENTO:
Debatersobrecomoagiremsituaçõescomplicadas.Podemoslevantarsituaçõesreaisehipotéticasvisandoreceberacontribuiçãodosmembrosdogrupoparaquaisseriamasmelhoresatitudesemtaiscircunstâncias.Quaisosprincípiosquedevemnortearnossasatitudes?Precisamosaprenderalidarumcomooutro.
ALGUMASÁREASDEATRITO:
1)
 
Comportamento:Temperamento-reagimosdemododiferente,etc.2)
 
Psicológicos:traumaseferidasnaalma(necessáriosersensívelaocônjuge,conhecerseusdilemasinteriores,seustraumasfamiliares:maneiracomofoicriada,etc.);3)
 
Criação:hábitosfortíssimosearraigados(toalhaseroupasjogadas;limpezaehigiene;etc.)4)
 
gostosdiferentes5)
 
supervalorizaçãodoirrisório,sefazumatempestadenumcopod'água(ronco,porexemplo)6)
 
Decisõeseescolhas;decisõespessoaiseprofissionais(omarido,porexemplo,quevivetrocandodeempregoecomunicadepoisaesposa;mudança,compras,etc.Oidealseriaumaprofundaparticipaçãonasdecisõesmútuas)7)
 
Finanças8)
 
Intromissõesdefamiliareseamigos;comodeveserorelacionamentocomossogros?Quemdeveestabeleceroslimites?Comoevitarproblemasnestaárea?Comosolucionarosjáexistentes?9)
 
Sexoeafeto10)
 
Quandoocônjugeénegligenteparacomassuasresponsabilidades;11)
 
Vícios;12)
 
FaltadeComunicação;palavrasdurasecruéis;carênciadepalavrasamigasecheiasdeafeto;faltadeelogiosemparticulareempúblico;13)
 
Ciúmes;14)
 
infidelidade,mentiras.
OQUEFAZERQUANDOBRIGAMOS?
Somoshumildesparareconhecerosnossoserrosousemprenosjustificamos?Sabemospedirperdão?Somosmadurososuficienteparaperdoarebuscarareconciliação?Tomamosainiciativaparaareaproximaçãoouficamosesperandoqueooutroofaça?Estamosdispostosarenunciaraquiloqueestorvanossorelacionamentoconjugalefamiliar,abandonandoumaatitudeegoístaebuscandoobemcomumatodos?Oquecadacônjugepodefazerparamelhoraroseucasamento?

OQUEFAZERQUANDOOAMORESFRIAOUACABA?
Vamosaopróximoestudo:“ascaracterísticasdoamor-
ICo13.4-8
(napróximapágina).Vamosnosconcentrarnaquiloquepodemosfazerparamelhorarnossocasamento.Amoréverbo,éação.Oamornãoéalgoexternoanós,comoumraioquecaisobrenós,arespeitodoqualnãopodemosfazernada.Somosresponsáveispeloamor.Nãopodemosdizer:“Oquemerestafazersenãodesistiragoraqueoamoracabou?”.Pois,vocêpodeinvestirnoamor,plantar,regar,cultivar,fazercrescer.Oamoréarmapoderosaquepodetransformartodaequalquersituação.Planteoamorecolheráofrutodafelicidade.DevemosamarassimcomoDeusnosamou,demaneiraincondicional.Mas,muitosdizem:“Euamareiseele(a)fizerissoeaquilo.”
 
 ASCARACTERÍSTICASDOAMOR-ICORÍNTIOS13.4-8
Nooriginalgrego,todasasdescriçõesdoamorsãoexpressaspormeiodeverbos,enãopormeiodeadjetivos,oquenosfazlembrarqueoamoréumaforçadinâmica,enãoestática.Oamorémaisquesentimento,éação.Oamorseexpressapormeiodeatitudes.
OAMORÉ:
PACIENTE (V.4)
Custa a ficar zangado e irritado; não levanta a voz e nem perde acalma. Sabe esperar o tempo certo, sem murmurar. Tem umatremenda capacidade para suportar.
BENIGNO (V.4)
gentil;cortês;carinhoso;cheiodebonsfrutos;útil;semanifestadediversasformas:presentes,flores,lembrancinhasinesperadas,algopreparadocomcaprichoemuitosoutrosgestosatenciosos.
 
NÃO É CIUMENTO (V.4)
1 Jo 4.8 - “... o perfeito amor lança fora o medo.” O ciúmeextingue o amor. Ct 8.6.
NÃO É ORGULHOSO(V.4)
O amor se preocupa em dar-se, e não em afirmar-se. “A soberbaprecede a ruína, e a altivez do espírito, a queda.” (Pv 16.18). Oamor é humilde, preocupando-se em atender às carênciasemocionais e materiais dos outros.
NÃO É RUDE (v.5)
Não é grosseiro, sarcástico ou cínico. É cheio de tato, nada fazendocapaz de levar o outro a se envergonhar. Observa o decoro e asboas maneiras.
NÃO É EGOÍSTA (V.5)
Não busca os próprios interesses. Não busca o seu próprio prazerou sua própria felicidade. O amor nada busca que queira apenaspara si mesmo. Há um ditado popular que diz: “Você quer ser feliz?Não case. Você quer fazer uma outra pessoa feliz? Case.” 
É AFÁVEL (v.5)
Onde a desarmonia, o mau gênio e a irritabilidade dão lugar aternura. O amor não se ofende com facilidade e nem reage com irae hostilidade, seja verbal ou emocionalmente.
É PERDOADOR (v.5)
Não se ressente do mal. Não guarda mágoa ou rancor. Não ficamarcando escores a favor um do outro.
É JUSTO E SINCERO(v.6)
O amor abomina todo mau caminho. Não é como os bisbilhoteirosque se alegram com o mal. Só se produz confiança através dasinceridade. “Nada podemos contra a verdade”.
TUDO SOFRE (v.7)
O amor é sacrificial, não recua facilmente; aguenta; suporta;supera.
TUDO CRÊ (v.7)
Indica aquela qualidade que está sempre disposta a levar em contaas circunstâncias, e a ver nos outros o melhor. É fácil pensar opior, mas o amor retém a sua fé. Não implica que o amor éenganado pela simulações dos velhacos, mas, sim, que o amor estásempre disposto a conceder o benefício da dúvida, não procurandouma razão por em descrédito a integridade de alguém.
TUDO ESPERA (v.7)
É otimista, se recusando a tomar o fracasso como final.
TUDO SUPORTA (v. 7)
Traz a ideia de constância. É a resistência de um soldado que, nogrosso da batalha, não fraqueja, mas continua indo em frente, semparar, vigorosamente. O amor não se deixa vencer. Tudo suporta,tudo supera. Não desanima. Prevalece contra todos os obstáculos.Vence!
Somosimperfeitos-precisamosdeajuda-Necessidadedeperdão
(Mt18.21-22;19.13-15)
;Nãoguardarrancor
oumágoas
(Ef2.26e27).
Semperdãonenhumarelaçãoadoissobrevive.

Activity (32)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Marcos Silva liked this
Jose Ivanildo Dos Santos added this note
parabens que muintos casais venhan colocar en pratica estas verdades
reis4294 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->