Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
SEGURO - HISTÓRIA E DESENVOLVIMENTO

SEGURO - HISTÓRIA E DESENVOLVIMENTO

Ratings: (0)|Views: 340|Likes:
Published by SANDRO PEDROL
Guia do Seguro. História e desenvolvimento do seguro. Como encontrar seguros confiáveis.
Guia do Seguro. História e desenvolvimento do seguro. Como encontrar seguros confiáveis.

More info:

Published by: SANDRO PEDROL on Sep 03, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/16/2011

pdf

text

original

 
Corretor de seguros SP
 –
Itapeva
 –
SP
 –
 www.corretorsp.webs.com 
Guia
Seguro
História
Como surgiu o seguro, e como é importanteconhecer sua trajetória, até chegar aos atuaiscontratos de seguros em nossos dias.
Corretor de Seguros Sandro Pedrol1/9/2011
 
 Corretor de seguros SP
 –
Itapeva
 –
SP
 –
 www.corretorsp.webs.com 
O
 
que
 
é
 
seguro?
 Seguro não é necessariamente um empreendimento no qual se investe dinheiro esperandorecebê-lo de volta. Nem é um tipo de jogatina. O jogador se arrisca, ao passo que o seguro ofereceproteção contra riscos que já existem.
O seguro é uma maneira de dividir os riscos com outros
.Desde tempos antigos, comunidades reúnem parte dos seus recursos para ajudar as pessoasque sofrem perdas. Há cerca de 3.500 anos, Moisés orientou a nação de Israel a contribuir
periodicamente uma parte de seus produtos agrícolas para “o residente forasteiro, e o menino
órfão de pai, e a viúv
a”. —
Deuteronômio 14:28, 29.
As
 
origens
 
do
 
seguro
 O seguro existe há milhares de anos. Uma espécie de seguro de crédito foi incluído no Códigode Hamurábi, uma coleção de leis babilônicas que, dizem, é mais antiga que a Lei mosaica. NaAntiguidade, os donos de navios financiavam suas expedições comerciais com empréstimos deinvestidores. Se um navio fosse perdido, os donos não precisavam pagar o empréstimo. Visto quemuitos navios voltavam a salvo, os juros pagos pelos diversos proprietários compensavam osriscos dos credores.
Uma das mais famosas companhias de seguro do mundo começou num café 
A história do surgimento daquela que se tornaria uma das mais famosas companhias de seguro
do mundo, o Lloyd’s de Londres, também está ligada à navegação. Em 1688, Edward Lloyd era
dono de um café onde mercadores e banqueiros de Londres se reuniam informalmente para fazernegócios. Ali, os financiadores ofereciam contratos de seguro aos navegadores e escreviam seunome abaixo da quantia específica que estavam dispostos a arriscar em troca de um certo
pagamento, ou prêmio. Finalmente, em 1769, o Lloyd’s se tornou um grupo formal de seg
uradoresque com o tempo se transformou na mais destacada companhia de seguros navais.
 
 Corretor de seguros SP
 –
Itapeva
 –
SP
 –
 www.corretorsp.webs.com 
Lloyd’s de Londres em 1769
 
Os
 
seguros
 
hoje
 Hoje, quando as pessoas fazem seguros, ainda estão dividindo os riscos. As companhias deseguro atuais estudam estatísticas que mostram a freqüência com que houve prejuízos nopassado
por exemplo, prejuízos causados por incêndios em oficinas
para tentar prever queprejuízos seus clientes poderão sofrer no futuro. A seguradora usa os fundos pagos por muitosclientes para indenizar os que sofrem prejuízos.
Você
 
precisa
 
de
 
seguro?
 Em alguns países certos tipos de seguro são obrigatórios; em outros, a maioria dos seguros sãoquase desconhecidos. Além disso, o custo do seguro e o tipo de cobertura fornecida variam muitode um país para o outro. Mas o princípio fundamental do seguro
dividir os riscos
é o mesmo.Naturalmente,
quanto mais propriedades a pessoa tiver, mais ela tem a perder. De modosimilar, quanto mais responsabilidades familiares a pessoa tiver, maior será o impacto casoela morra ou fique inválida
.
Fazer um seguro ajuda a diminuir a preocupação com a possívelperda de propriedades ou com um acidente debilitante
. Mas será prudente gastar dinheiro comseguro mesmo que você talvez nunca tenha de recorrer a ele? Bem, será que ter um pneusobressalente no carro é dinheiro jogado fora, mesmo que você nunca precise usá-lo? Visto que omotorista do carro vai se sentir mais seguro, talvez valha a pena gastar com pneu extra. Emboradinheiro nenhum possa compensar certas perdas, talvez ajude em outros casos.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->